Picture of author.

Martin Gilbert (1) (1936–2015)

Autor(a) de The First World War: A Complete History

Para outros autores com o nome Martin Gilbert, ver a página de desambiguação.

166+ Works 14,764 Membros 150 Críticas 12 Favorited

About the Author

Martin Gilbert was born in London, England on October 25, 1936. He was sent to Canada during World War II, but returned on a liner bringing American troops to Britain in preparation for D-day. After national service in the intelligence corps, he was educated at Magdalen College at Oxford. He mostrar mais graduated from Oxford in 1960 and wrote his first book entitled The Appeasers. In 1961, after a year of research and writing, he was asked to join a team of researchers working for Winston Churchill. At the age of 25, he was formally inducted into the team, doing all of his own research. Gilbert became known as Churchill's official biographer, but he also wrote books on the Holocaust, the first and second world wars, and Jewish history. During his lifetime, he wrote over 80 books including Winston Churchill, Auschwitz and the Allies, The Holocaust: The Jewish Tragedy, The Jews of Hope: The Plight of Soviet Jewry Today, Shcharansky: Hero of Our Time, Letters to Auntie Fori: The 5,000-Year History of the Jewish People and Their Faith, and In Search of Churchill. He died after a long illness on February 3, 2015 at the age of 78. (Bowker Author Biography) mostrar menos

Séries

Obras por Martin Gilbert

Churchill: A Life (1980) 1,107 exemplares
Israel: A History (1998) 573 exemplares
The Atlas of Jewish History (1969) 495 exemplares
Atlas of the Holocaust (1982) 343 exemplares
Churchill and America (2005) 260 exemplares
Auschwitz and the Allies (1981) — Autor — 224 exemplares
Atlas of Russian History (1972) 200 exemplares
Atlas of British History (1968) 197 exemplares
Churchill: A Photographic Portrait (1805) 165 exemplares
Atlas of American History (1968) 159 exemplares
Jerusalem in the Twentieth Century (1996) 149 exemplares
Churchill: The Power of Words (2012) — Editor — 146 exemplares
Holocaust Journey (1997) 146 exemplares
Shcharansky: Hero of Our Time (1986) 105 exemplares
Jerusalem history atlas (1803) 97 exemplares
D-Day (2004) 93 exemplares
Jerusalem: Rebirth of a City (1985) 90 exemplares
Final Journey (1979) 79 exemplares
From the Ends of the Earth (2001) 56 exemplares
A História do Século XX (2001) 47 exemplares
The Appeasers (1963) 46 exemplares
Churchill, A Life Volume I (2011) 41 exemplares
Holocaust Maps & Photographs (1994) 38 exemplares
Churchill, A Life Volume II (2012) 31 exemplares
The Churchill War Papers: At the Admirality (Vol. 1) (1822) — Editor — 30 exemplares
The roots of appeasement (1966) 28 exemplares
The European Powers: 1900–1945 (1965) 26 exemplares
Recent History Atlas (1966) 21 exemplares
Winston S. Churchill 20 exemplares
Churchill and the Great Republic (2004) 15 exemplares
Imperial Russian History Atlas (1978) 14 exemplares
Churchill: A Biography (1980) 13 exemplares
The Second World War: 1943-1945 (2006) 10 exemplares
Israel: Birth of a Nation [1996 film] (2005) — Screenwriter — 10 exemplares
Churchill (Great Lives Observed) (1967) 10 exemplares
Lloyd George (Great Lives Observed) (1968) — Editor — 9 exemplares
Winston S. Churchill (1991) 8 exemplares
Winston Churchill (1966) 7 exemplares
The second World War. 1939-1942 (2006) 7 exemplares
The Complete Churchill [VHS] (1992) 3 exemplares
Soviet History Atlas (1979) 3 exemplares
SERVANT OF INDIA (1966) 3 exemplares
Dramatic Days at No. 10 (1999) 1 exemplar
The Holocaust Part 1 of 2 (1985) 1 exemplar
The Holocaust Part 2 of 2 (1996) 1 exemplar
Mayfair: Spirit and Style (2008) 1 exemplar
The Holocaust.Vol. 1. — Autor — 1 exemplar
The Holocaust. Vol. 2. — Autor — 1 exemplar
Jerusalem 1 exemplar
Churchill 1 exemplar
Final Solution 1 exemplar
The Holocaust. Vol. 3. — Autor — 1 exemplar

Associated Works

The man who broke into Auschwitz (2011) — Prefácio, algumas edições792 exemplares
Forgotten Voices of the Great War (2002) — Prefácio, algumas edições518 exemplares
Illustrated Atlas of Jewish Civilization: 4000 Years of History (1990) — Editor, algumas edições324 exemplares
Winston S. Churchill: Young Statesman, 1901-1914 (1967) — Introdução, algumas edições302 exemplares
Forgotten Voices of the Second World War (2004) — Prefácio, algumas edições217 exemplares
An Englishman In Auschwitz (2001) — Editor, algumas edições18 exemplares
Survival: Holocaust Survivors Tell Their Story (2003) — Prefácio — 17 exemplares
Liberation [1994 Documentary film] (1994) — Writer — 14 exemplares
Winston Churchill and Emery Reves: Correspondence, 1937-1964 (1997) — Editor, algumas edições8 exemplares
Churchill as Peacemaker (1997) — Contribuidor — 3 exemplares
Holocaust Memoir Digest: Study Guide, Ghetto and Camp Maps — Introduction & Maps — 3 exemplares

Etiquetado

Conhecimento Comum

Membros

Críticas

O verdadeiro título desta obra deveria ser “Cronologia do século XX”, pois falta-lhe um fio condutor. Dir-se-ia que se trata de historiografia positivista, porém, na escolha dos factos enumerados e na relevância dada a esses factos, percebe-se que o autor vota no Partido Conservador, é anticomunista e não gosta dos nazis. O grande mérito desta escrita cronológica é o facto de facilitar imenso a pesquisa.
A verdade é que ao longo do volume o autor não tem uma única ideia, não faz uma única interpretação, não emite uma única opinião. Factos. Apenas factos. Mas não todos os factos. Sobre Portugal, por exemplo, o autor parece não estar muito informado. A implantação da República em 1910, quando na Europa apenas a França não era monárquica; o advento do Estado-Novo antes da chegada ao poder do nacional – socialismo; o 25 de Abril que pões fim à mais longa ditadura fascista da Europa (que não foi a espanhola como o autor refere no texto) e que deu origem à independência de cinco novos países, são apenas alguns exemplos da história lusa dignos de figurar nesta cronologia e que o autor não menciona.
Também não refere a guerra sino – indiana de 1962; nem a guerra sino – soviética de 1969 em torno da ilha de Zhan Bao no rio Ussuri, nem tão pouco refere o corte de relações entre a URSS e a RPC. Muitos outros acontecimentos deveriam figurar nesta cronologia: as actividades islâmicas de Malcom X e da Irmandade Muçulmana nos EUA; a fome no Biafra; a luta da Haganah para a independência de Israel; o concerto de Woodstock em 1929; o Maio de 1968 em França; os atentados nos Jogos Olímpicos de Munique em 1972; as actividades terroristas dos grupos comunistas armados europeus (AD, CCC, BV, Bader-Meinhoff); os vários alargamentos da CEE; as reformas liberalizantes de Margaret Tatcher e de Pinochet e o preço social dessas reformas; a longa guerra civil em Angola (fala da guerra civil de Moçambique mas não na de Angola). Estas são algumas das falhas que detectei. Provavelmente, outras haverá.
Em conclusão: como cronologia é razoável apesar de incompleta e de poder estar melhor organizada; como livro de História é uma lástima.
… (mais)
 
Assinalado
CMBras | Mar 19, 2021 |
Obra muito bem escrita e que se lê com agrado. Nela, a Primeira Guerra Mundial é tratada desde os aspectos geoestratégicos até aos dramas humanos que se desenrolaram nas trincheiras.
Sendo o autor britânico, é natural que tenha usado, sobretudo, fontes inglesas ou anglófonas. Portanto, a nítida visão britânica do conflito, além de ser compreensível, está justificada dada a escolha das fontes. Deveria ter mais material sobre a participação de outros beligerantes, nomeadamente da Áustria, da Turquia, da Bélgica, da Bulgária, da Roménia, da Grécia e de Portugal (que apenas é referido de passagem uma vez ao longo deste extenso volume e uma outra vez relativamente à situação pós-conflito).
Por outro lado, fiquei com a sensação que a participação dos EUA além de estar enfatizada, sai excessivamente valorizada. Não me parece que a colaboração americana, tardia e limitada (proporcionalmente inferior à portuguesa, por exemplo), mereça o destaque que lhe é dado.
… (mais)
 
Assinalado
CMBras | 11 outras críticas | Mar 19, 2021 |
A receita para este excelente livro é uma pitada de tudo e nada em excesso. Assim, tem economia quanto baste, ideologia na medida em que é necessária para explicar os factos, estratégia militar e política porque é disso que afinal se trata, mas também episódios de gente comum que luta, sofre e morre, quer em combate, quer atrás das linhas. Talvez dê demasiada importância aos judeus, mas o autor investigou a questão judaica por isso quis utilizar todo o material disponível.
Por detrás das grandes tendências há dramas humanos que o autor quis revelar. Acho que a História só fica a ganhar. Finalmente, há uma isenção que por vezes até dói. Apesar de tudo, gostei mais do livro do mesmo autor sobre a I Guerra Mundial. Pareceu-me mais dramático. Ou talvez fosse porque conheço melhor a história da Segunda Guerra do que a da Primeira.… (mais)
 
Assinalado
CMBras | 4 outras críticas | Mar 19, 2021 |
Foi um dos mais admirados homens políticos do século XX. Mas não era um político de convergências, era antes um radical. Controverso e sem papas na língua, suscitava tanto a admiração como o ódio. Os de esquerda criticavam-lhe a sua tomada de posição contra a revolução soviética, ou a oposição à independência da Índia, enquanto os de direita criticavam o seu antinazismo desde a primeira hora, ou, mais tarde, o apoio a Estaline e a Tito. Mas o seu papel na segunda Grande Guerra foi fundamental, como afirmou De Gaulle: "Winston Churchill impôs-se do princípio ao fim do drama, como o grande campeão de um grande empreendimento e o grande artista de uma grande História." Mas o seu papel político doméstico também foi fundamental. O seu nome está associado a grandes reformas: Serviço Nacional de Saúde, seguros de desemprego, reforma das prisões, pensão para viúvas e órfãos, participação dos empregados nos lucros das empresas, etc. Martin Gilbert, autor desta biografia (a mais aclamada de Churchill), define-o, por isso, assim: "Um verdadeiro crente na necessidade de o Estado tomar parte ativa, tanto por meio da legislação como financeiramente, na garantia de padrões mínimos de vida, trabalho e bem estar social para todos os cidadãos.".… (mais)
 
Assinalado
LuisFragaSilva | 11 outras críticas | Nov 8, 2020 |

Listas

Prémios

You May Also Like

Associated Authors

Estatísticas

Obras
166
Also by
18
Membros
14,764
Popularidade
#1,560
Avaliação
3.9
Críticas
150
ISBN
700
Línguas
15
Marcado como favorito
12

Tabelas & Gráficos