Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
MembrosCríticasPopularidadeAvaliaçãoMarcado como favorito   Eventos   
1703101,666 (3.67)00
Não há eventos listados. (adicionar um evento)
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Nome canónico
Nome legal
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Outros nomes
Data de nascimento
Data de falecimento
Localização do túmulo
Sexo
Nacionalidade
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
País (para mapa)
Local de nascimento
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Local de falecimento
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Cause of death
Locais de residência
Educação
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Ocupações
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Relações
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Organizações
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Agentes
Nota biográfica
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Françoise Héritier est une anthropologue, ethnologue et féministe française.

Elle arrive à Paris en 1946 et débute ses études au lycée Racine, les poursuit en classe préparatoire au lycée Fénelon puis à la Sorbonne. Au lieu de passer l’agrégation, elle choisit de suivre le séminaire de Claude Lévi-Strauss à l’École pratique des hautes études et décide d’orienter sa vie vers l’anthropologie sociale.
En 1957, Claude Lévi Strauss soutient sa candidature pour une mission d’étude en Haute-Volta (aujourd'hui le Burkina-Faso) d’un an, elle va enchaîner en 1958 avec neuf missions en Afrique occidentale, c’est ainsi qu’elle fait ses premières armes totalisant près de cinq années de travail de terrain auprès des populations Samo, Pana et Mossi et de façon plus ponctuelle, Bobo et Dogon (Burkina-Faso et Mali).
De 1967 à 1982, elle est attachée puis chargée, et enfin maître de recherches au CNRS. Pour ses travaux sur le fonctionnement des systèmes semi-complexes de parenté et d'alliance, Françoise Héritier s'est vue décerner en 1978 la médaille d'argent du CNRS au titre des Sciences humaines.
Directrice d'étude à l'École des hautes études en sciences sociales (EHESS), elle succède en 1982 à Claude Lévi-Strauss au Collège de France (elle inaugure la chaire d’Étude comparée des sociétés africaines) et à la direction du Laboratoire d’anthropologie sociale où elle enseignera jusqu’en 1998. Elle a été la deuxième femme à être admise et à enseigner au Collège de France après Jacqueline de Romilly.

Spécialiste des questions touchant à la parenté, au mariage, à la famille, aux liens entre sexe et genre, son champ de recherche s’est particulièrement porté sur l’étude des fondements universels de la domination masculine. Ses travaux sur la parenté ont nourri la réflexion sur l’accouchement sous X, l’adoption, la procréation médicalement assistée.

Engagée dans la lutte contre la discrimination, elle a pris part, ces trente dernières années, aux réflexions institutionnelles sur les grands débats de société, à la tête du Conseil national du Sida dont elle est a été la présidente de 1984 à 1995, et au comité consultatif d’éthique notamment.

En dehors de ses nombreux travaux et publications d'ethnologie puis d'anthropologie, elle écrit "Le sel de la vie" (2012), "Le Goût des mots" (2013) et enfin "Au gré des jours" (2017), tous édités aux Éditions Odile Jacob.

Françoise Héritier disparaît le 15 novembre 2017, à l'âge de 84 ans.
Nota de desambiguação

Avaliações de membros

Média: (3.67)
0.5
1
1.5
2 1
2.5 1
3 7
3.5 2
4 7
4.5 2
5 3

Melhorar este autor

Combinar/separar obras

Separação de autores

Françoise Héritier é actualmente considerado como um "autor único". Se uma ou mais obras têm autores homónimos mas distintos, avance e separe o autor.

Inclui

Françoise Héritier é composto por 10 nomes. Pode examinar e separar esses nomes.

Combinar com

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 155,913,442 livros! | Barra de topo: Sempre visível