Picture of author.

Brian Selznick

Autor(a) de The Invention of Hugo Cabret

20+ Works 15,469 Membros 1,060 Críticas 17 Favorited

About the Author

Brian Selznick is a Caldecott-winning author and illustrator of children's books born July 14, 1966 in East Brunswick Township, New Jersey. He graduated from the Rhode Island School of Design and then worked for three years at Eeyore's Books for Children in Manhattan while working on his first mostrar mais book, The Houdini Box. Selznick received the 2008 Caldecott Medal for The Invention of Hugo Cabret. He also won the Caldecott Honor for The Dinosaurs of Waterhouse Hawkins in 2002. Additional awards include the Texas Bluebonnet Award, the Rhode Island Children's Book Award, and the Christopher Award. The Invention of Hugo Cabret will be made into a film by director Martin Scorsese to be released in 2011. Other titles by illustrated by Selznick include: Frindle, The Landry News, Lunch Money, Wingwalker, and Baby Monkey, Private Eye. (Bowker Author Biography) mostrar menos
Image credit: 2018 National Book Festival By Avery Jensen - Own work, CC BY-SA 4.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=72641789

Obras por Brian Selznick

The Invention of Hugo Cabret (2007) 9,562 exemplares
Wonderstruck (2011) 3,072 exemplares
The Marvels (2015) 1,082 exemplares
The Houdini Box (1991) 670 exemplares
Baby Monkey, Private Eye (2018) 257 exemplares
The Boy of a Thousand Faces (2000) 228 exemplares
Kaleidoscope (2021) 199 exemplares
Big Tree (2023) — Ilustrador, algumas edições; Narrador, algumas edições108 exemplares
Live Oak, with Moss (2019) — Ilustrador — 40 exemplares
The Robot King (1995) 35 exemplares
Marly's Ghost 1 exemplar
LE SECRET DU MAGICIEN (1997) 1 exemplar
Les notes de la Nora (2005) 1 exemplar
Kutup Yildizi (2016) 1 exemplar

Associated Works

Frindle (1996) — Ilustrador, algumas edições9,347 exemplares
Riding Freedom (1998) — Ilustrador, algumas edições2,536 exemplares
The Doll People (2000) — Ilustrador — 2,077 exemplares
Lunch Money (2005) — Ilustrador, algumas edições1,896 exemplares
When Marian Sang: The True Recital of Marian Anderson (2002) — Ilustrador — 1,404 exemplares
The Meanest Doll in the World (2003) — Ilustrador — 1,166 exemplares
The Dinosaurs of Waterhouse Hawkins (2001) — Ilustrador — 1,001 exemplares
Amelia and Eleanor Go for a Ride (1999) — Ilustrador — 907 exemplares
The Runaway Dolls (The Doll People) (2008) — Ilustrador — 600 exemplares
Hugo [2011 film] (2011) — Original book — 437 exemplares
The Writer's Map: An Atlas of Imaginary Lands (2018) — Contribuidor — 398 exemplares
Walt Whitman: Words for America (2004) — Ilustrador — 343 exemplares
Our White House: Looking In, Looking Out (2008) — Contribuidor — 340 exemplares
Half-Minute Horrors (2009) — Contribuidor — 276 exemplares
The Letter Q: Queer Writers' Notes to their Younger Selves (2012) — Contribuidor — 260 exemplares
Barnyard Prayers (2000) — Ilustrador — 44 exemplares
The Doll People Collection, Books 1-2 (2004) — Ilustrador — 23 exemplares
Wonderstruck [2017 film] (2018) — Original book — 11 exemplares

Etiquetado

a ler (624) Amizade (124) Arte (93) autografado (89) automaton (99) aventura (169) Caldecott (246) chapter book (93) crianças (150) Família (154) Fantasia (291) Ficção (971) Ficção histórica (605) ficção para crianças (148) Filme (147) filmes (188) França (256) graphic novels (109) ilustrado (221) Juvenile (105) juvenile fiction (121) lido (133) Literatura infantojuvenil (173) Magia (142) Medalha Caldecott (117) middle grade (122) Mistério (343) Musea (125) Orfandade (117) orphans (284) para crianças (366) Paris (357) picture book (184) Relógio (235) robô (97) Romance (88) Romance gráfico (626) Surdez (98) Ya (230) Ya (188)

Conhecimento Comum

Membros

Discussions

Críticas

Hugo Cabret é um menino órfão que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. Esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida dos gigantescos relógios do lugar - escuta seus compassos, observa os enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas. A sobrevivência de Hugo depende do anonimato - ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada cruzam o caminho do garoto. Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta história, que, narrada por texto e imagens, procura misturar elementos dos quadrinhos e do cinema.… (mais)
 
Assinalado
Helo_Miranda | 661 outras críticas | Aug 14, 2014 |
O cenário da estória é a linda Paris, onde a maioria dos eventos acontecem numa estação de trem, lugar que Hugo mora. Lá ele mantem todos os relógios funcionando, filho de um relojoeiro que morreu num terrível incêndio. Após a morte do pai Hugo vai morar com o Tio Claude na estação, mas Claude some deixando o menino sozinho. Sem dinheiro nosso protagonista rouba comida para não morrer de fome, e peças na loja de brinquedos do Sr. George para consertar o autômato que seu pai encontrou abandonado no Museu. Ele conhece Isabelle, sobrinha/afilhada do Sr. George, Hugo a trata com muita hostilidade, mas a gentil mocinha só que ajuda-lo e não desiste dele. Será que Hugo permitirá esta aproximação? Conseguirá fazer funcionar o autômato? Leia o livro e descubra.

A leitura é bem leve e o autor nos faz viajar nesta fantasia com uma narrativa simples e muito emocionante. A estória nos traz a magia do cinema , os primeiros filmes de ficção, como foram criados e claro com um pouco de mágica. No livro encontramos o início de um dos pioneiros na criação do cinema, a beleza de realizar nossos sonhos nas telas, o quanto é lindo sonhar.

O livro não traz só aspectos felizes e de beleza, o autor trata também de tristeza e morte. O quanto pode ser difícil perder a pessoa que ama e ter que continuar vivendo, e as dificuldades de ficar sozinho sendo apenas uma criança. Retrata também pessoas que tiveram sua alegria tomada e se trancou no seu mundo de amargura, já não acreditando em felicidade e por conta disto destrói a alegria de outros pela crença que no fim tudo se acaba e não há como ser feliz.

Os personagens são de uma grandeza que te faz apaixonar-se por cada um deles. Hugo é um menino triste que teve a infelicidade da morte do pai e o abandono do tio. Mesmo assim ele não perde a fé em seu propósito e tenta alcança-lo com base no que seu pai ensinou. De certo ele se torna bem arredio e grosseiro, aspecto que não gostei no livro, mas que nem por isso me fez gostar menos de Hugo. Isabelle a sobrinha/afilhada do dono da loja de brinquedos, é carinhosa, gentil, meiga e às vezes bem teimosa. Ela sempre esta disposta a ajudar Hugo, mesmo ele sendo tão grosseiro. O dono da loja de brinquedos, Sr. George, é um velho muito amargurado que não tem mais alegria na vida e tenta passar essa tristeza adiante, por causa de situações desagradáveis que aconteceram com ele no passado.

A Diagramação do livro esta maravilhosa, nos inserimos no mundo de Hugo Cabret através da leitura e ilustrações que ajudam a assimilar a estória nos causando sensações de acordo com o ritmo e momento da narrativa. Um ótimo trabalho de edição.
… (mais)
 
Assinalado
paulafreire | 661 outras críticas | Apr 10, 2012 |

Listas

Prémios

You May Also Like

Associated Authors

Estatísticas

Obras
20
Also by
22
Membros
15,469
Popularidade
#1,466
Avaliação
4.2
Críticas
1,060
ISBN
143
Línguas
21
Marcado como favorito
17

Tabelas & Gráficos