Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

The Master and Margarita: 50th-Anniversary…
A carregar...

The Master and Margarita: 50th-Anniversary Edition (Penguin Classics… (original 1967; edição 2016)

por Mikhail Bulgakov (Autor), Christopher Conn Askew (Ilustrador), Richard Pevear (Tradutor), Larissa Volokhonsky (Tradutor), Boris Fishman (Prefácio)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões / Menções
17,037394219 (4.24)8 / 1037
The professor and the poet who've come to Patriarch's Ponds for a stroll on a hot and stagnant Moscow afternoon are dismayed to encounter a quite extraordinary stranger, surely a deranged foreigner. As this quixotic character recalls a centuries-old story of destiny, his infamy becomes a matter of gruesome revelation for the doomed professor and his poor companion. And what will become of the Master's suppressed masterpiece? Something his lover, Margarita, will go to great lengths to ensure.… (mais)
Membro:arlcastillo
Título:The Master and Margarita: 50th-Anniversary Edition (Penguin Classics Deluxe Edition)
Autores:Mikhail Bulgakov (Autor)
Outros autores:Christopher Conn Askew (Ilustrador), Richard Pevear (Tradutor), Larissa Volokhonsky (Tradutor), Boris Fishman (Prefácio)
Informação:Penguin Classics (2016), Edition: Deluxe, 448 pages
Colecções:A sua biblioteca, Para ler
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

The Master and Margarita por Mikhail Bulgakov (1967)

  1. 80
    The Man Who Was Thursday por G. K. Chesterton (shelfoflisa)
  2. 168
    One Hundred Years of Solitude por Gabriel Garcia Marquez (Mouseear)
  3. 157
    Kafka on the Shore por Haruki Murakami (LottaBerling)
  4. 91
    Midnight's Children por Salman Rushdie (BGP)
  5. 92
    The Satanic Verses por Salman Rushdie (ateolf)
  6. 137
    The Brothers Karamazov por Fyodor Dostoyevsky (markusnenadovus)
    markusnenadovus: Older Russian literature
  7. 60
    The Mysterious Stranger por Mark Twain (SCPeterson)
    SCPeterson: Another tale where the devil shows up as a device to reveal and transcend the normality of "imposed terror".
  8. 83
    The Collected Tales of Nikolai Gogol por Nikolai Gogol (BGP, ateolf)
  9. 40
    The Twelve Chairs por Ilya Ilf (gbill)
  10. 40
    Faust I & II por Johann Wolfgang von Goethe (WSB7)
    WSB7: You will recognize many parallels as you read, and also consider that Bulgakov revised his work too over many years.
  11. 85
    Good Omens: The Nice and Accurate Prophecies of Agnes Nutter, Witch por Terry Pratchett (raudakind)
  12. 30
    Bend Sinister por Vladimir Nabokov (Nickelini)
  13. 30
    Jonathan Strange & Mr. Norrell por Susanna Clarke (aethercowboy)
    aethercowboy: Woland and the gentleman with thistle-down hair are very similar.
  14. 31
    The Idiot por Fyodor Dostoyevsky (igor.chubin)
  15. 20
    Demons por Fyodor Dostoyevsky (charlie68)
    charlie68: The same general pathos
  16. 10
    We: A Novel por Yevgeny Zamyatin (sturlington)
  17. 21
    Nervous People and Other Satires por Mikhail Zoshchenko (roby72)
  18. 00
    Envy por Yuri Olesha (sparemethecensor)
  19. 00
    Pilate's Wife por H.D. (CGlanovsky)
    CGlanovsky: The comparison is mostly to the "book-within-a-book" that makes up one half of Bulgakov's narrative. Both books tell a version of Jesus's encounter with Pilate where the Roman tries to intercede on the prophet's behalf.
  20. 55
    If on a Winter's Night a Traveler por Italo Calvino (ateolf)

(ver todas as 26 recomendações)

A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Inglês (341)  Italiano (17)  Francês (13)  Finlandês (4)  Holandês (4)  Espanhol (4)  Alemão (3)  Sueco (2)  Catalão (1)  Hebraico (1)  Checo (1)  Húngaro (1)  Português (Brasil) (1)  Português (1)  Todas as línguas (394)
Mostrando 1-5 de 394 (seguinte | mostrar todos)
Wow! I was not expecting this in a Russian novel! It was a masterpiece of fantasy and allegory, although the more political satire was out of my reach, not knowing enough Russian history. It is easy to imagine how this would affect readers who personally recognized the details. My Russian barber told me about reading it years ago when it was passed secretly from person to person. It is full of unforgettable images. One is of Margarita, the witch, flying naked over Moscow on a broom. Another is of Pontius Pilate interviewing Christ. And then there is Behemoth the cat, one of Satan’s companions. The translation in this 50th anniversary edition is also excellent. ( )
  drardavis | Apr 16, 2021 |
This is a book that’s mentioned often, sometimes in genre conversations given its fantastical content. In brief, the devil visits Moscow and involves himself – with the help of a personal assistant and a very large cat, that talks and walks upright – with various people, who suffer as a consequence. I’m not a big reader of Russian fiction – in translation, obviously – War and Peace many years ago, a couple of novels by the Strugatsky brothers, some Solzhenitsyn, We last year, and now this. I remember enjoying War and Peace, and the Solzhenitsyns were good, but the translations of the Strugatskys’ novels into idiomatic American English didn’t do them any favours… But I can’t say I thought either We or The Master & Margarita particularly good books or enjoyable reads. The story leaps all over the place, and it’s all very excitable. Some parts consist of one character telling another character what happened to them. Other parts seem to make little sense or directly contradict themselves. On the plus-side, it’s all very Russian and the culture in which the novel is set comes through on every page – which is more than could be said for the Strugatskys novels I read. The Master & Margarita is on the 1001 Books You Must Read Before You Die list, and while it’s preferable to yet another literary novel about a college professor suffering a mid-life crisis, is it really the best mid-twentieth-century Soviet literature could produce? Or is it chiefly revered because it’s critical of the USSR? Some of the best Soviet films are pretty much propaganda – being anti-USSR does not make a Russian novel, or film, good in and of itself. The US spent almost a century so worried its proletariat would see through its structural inequality, it demonised communism to the extent half of the US population still believe social healthcare is evil, and most of them can’t see that Putin,. ie capitalist Russia, is far more dangerous than the USSR ever was. Sigh. ( )
  iansales | Apr 15, 2021 |
Kind of more of a three-and-a-half stars book. The main portion of the novel, with Satan messing with the lives of ordinary Muscovites, begins to drag after a while - there's no sense of stakes or danger when every main character is basically magic, and not all the satire in the world can help that. However, the secondary portion, tracing Pontius Pilate before, during, and after the death of Christ, is totally captivating and could have carried a whole book unto itself. ( )
  skolastic | Feb 2, 2021 |
Fantastic drama, full of humorous moments, never boring. It was incredibly interesting to be able to see the daily lives of many Russians of that period, all of the subterfuge and intrigue. Never forget - if you ever come across any foreign currency, turn it in immediately, or else! ( )
  Firons2 | Jan 31, 2021 |
Sometimes I think I have no idea what goes on in my own head. Vaguely, whenever I come across this novel's title, prior to reading it, I imagine a main character hailed as "The Master" taking a sip of a margarita at some bar. This is not like that at all. This is better than everything I imagined it to be. Oh thank goodness.

Bulgakov's magical realism is a fantastic ride. The Master and Margarita chronicles Satan and then his tough retinue's appearance in Moscow, from predicting Berlioz's death by a tramcar to hosting a sinner-studded ball, wrecking amusing havoc in the Soviet Union partly to prove Jesus Christ's existence in a historical context, partly to portray a unification of good and evil in its troupe of characters (and all of humanity). The radical atheism and propaganda sweep amidst the already tense political air with a sham of a freedom — denying Christ's existence as a hoax because he is nothing but a fragment of fiction. Its usage of religious text to propel its narrative featuring a fiction within a fiction is astonishing not to mention its dealings with witchcraft and black magic are one of this novel's strongest if not very delightful parts. Yes, I guffawed throughout the book. I may have gone through it all headless and laughing but there is no denying that The Master and Margarita is a solid, memorable satire. Dark humour aside, which works very well without destroying the reputation of its well-layered narrative, this is a blast. I mean, who does not want to read about a talking, powerful cat?

The Master and Margarita is a pleasantly crazy, compelling novel that ties all of its complex subplots together into an astonishing conclusion. Let yourself be confused. Everything works out in the end. Bulgakov never leaves anything open except our multifaceted interpretation. But I rest my case of trying to interpret this. I will let its brilliance rest in my head instead. ( )
1 vote lethalmauve | Jan 26, 2021 |
Mostrando 1-5 de 394 (seguinte | mostrar todos)
Hostigado y perseguido, como tantos otros creadores e intelectuales rusos, por sus críticas al sistema soviético, MIJAIL BULGÁKOV (1891-1940) no pudo llegar a ver publicada "El maestro y margarita", que, escrita entre 1929 y su fallecimiento, sólo pudo ver la luz en 1966. Novela de culto, la obra trasciende la mera sátira, si bien genial, de la sociedad soviética de entonces -con su población hambrienta, sus burócratas estúpidos, sus aterrados funcionarios y sus corruptos artistas, cuya sórdida existencia viene a interrumpir la llegada a Moscú del diablo, acompañado de una extravagante corte-, para erigirse en metáfora de la complejidad de la naturaleza humana, así como del eterno combate entre el bien y el mal.
adicionada por pacocillero | editarcontraportada de la edición
 

» Adicionar outros autores (101 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Bulgakov, Mikhailautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Aplin, HughTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Arcella, SalvatoreTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Blomqvist, Lars ErikTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Burgin, DianaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Crepax, MargheritaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dridso, VeraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dvořák, LiborTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Figes, OrlandoIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Flaker, VidaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Flamant, FrançoiseTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fondse, MarkoPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fondse, MarkoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Franklin, SimonIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ginsburg, MirraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Glenny, MichaelTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Goldstrom, RobertArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gradišnik, JanezTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Guercetti, EmanuelaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Guidall, GeorgeNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Harrit, JørgenTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Heino, Ulla-LiisaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hoppe, FelicitasPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Καραγεώργη… ΤίναTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Jacoby, MelissaDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kalugin, AleksandrArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Karpelson, MichaelTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Klimowski, AndrzejIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kocić, ZlataTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lacasa Sancha, AmayaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ligny, ClaudeTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mäkelä, MarttiTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Morávková, AlenaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Nitzberg, AlexanderTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
O'Connor, Katherine TiernanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ojamaa, JüriTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Orlov, VappuTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pescada, AntónioTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pevear, RichardTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pos, Gert JanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Prestes, ZoiaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Prina, Maria SerenaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Prins, AaiTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Proffer, EllendeaPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rea, PriitIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Reschke, ThomasÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rhind-Tutt, JulianNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schejbal, DanusiaIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Seabra, Manuel deTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Silva, Mario SalvianoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Skalaki, KrystynaDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Strada, VittorioPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Suart, PeterIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Szőllősy, KláraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vācietis, OjārsTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Volokhonsky, LarissaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
קריקסונוב, פטרTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Está contido em

Contém

Tem a adaptação

Inspirada

Tem como guia de referência/texto acompanhante

Tem um comentário sobre o texto

Tem um guia de estudo para estudantes

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
...and so who are
you, after all?

—I am part of the power
which forever wills evil
and forever works good.

Goethe's Faust
‘Say at last — who art thou?’

‘That Power I serve
Which wills forever evil
Yet does forever good.’

Goethe, Faust
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
One hot spring evening, just as the sun was going down, two men appeared at Patriarch’s Ponds.
At the sunset hour of one warm spring day two men were to be seen at Patriarch’s Ponds. (translated by Michael Glenny)
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
...manuscripts don’t burn.
what would your good do if evil didn't exist, and what would the earth look like if all the shadows disappeared?
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
The professor and the poet who've come to Patriarch's Ponds for a stroll on a hot and stagnant Moscow afternoon are dismayed to encounter a quite extraordinary stranger, surely a deranged foreigner. As this quixotic character recalls a centuries-old story of destiny, his infamy becomes a matter of gruesome revelation for the doomed professor and his poor companion. And what will become of the Master's suppressed masterpiece? Something his lover, Margarita, will go to great lengths to ensure.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (4.24)
0.5 6
1 54
1.5 13
2 122
2.5 34
3 478
3.5 134
4 1161
4.5 233
5 1927

Penguin Australia

2 edições deste livro foram publicadas por Penguin Australia.

Edições: 0141188286, 0140455469

Recorded Books

Uma edição deste livro foi publicada pela Recorded Books.

» Página Web de informação sobre a editora

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 158,990,070 livros! | Barra de topo: Sempre visível