Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Vanity Fair (1877)

por William Makepeace Thackeray

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões / Menções
14,567191384 (3.87)1 / 788
A classic, set during the Napoleonic wars, giving a satiricl picture of a worldly society and revolving around the exploits of two women from very different backgrounds.
  1. 131
    Madame Bovary por Gustave Flaubert (HollyMS)
    HollyMS: Both works are about women who would do anything to gain a life of luxury.
  2. 30
    Moll Flanders por Daniel Defoe (flissp, Booksloth)
  3. 10
    The Way We Live Now por Anthony Trollope (morryb)
  4. 11
    Tess of the D'Urbervilles por Thomas Hardy (Antarehs)
  5. 02
    Infinite Jest por David Foster Wallace (Utilizador anónimo)
    Utilizador anónimo: It's all about what people do for entertainment, status, and sport. Along the way, the entire spectrum of society is satirized.
  6. 02
    Bleak House por Charles Dickens (Utilizador anónimo)
    Utilizador anónimo: Obra soberbia de Dickens. Más "luminosa" que otras de sus obras. Historia larga, pero atrapante.
  7. 13
    Gone with the Wind por Margaret Mitchell (aprille)
    aprille: Scarlett and Becky share a lot in common.
AP Lit (30)
1840s (1)
100 (36)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Grupo TópicoMessagensÚltima Mensagem 
 Monthly Author Reads: December: Thackeray : Vanity Fair5 não lido / 5rainpebble, Janeiro 2011

» Ver também 788 menções

Inglês (177)  Italiano (5)  Espanhol (4)  Português (1)  Alemão (1)  Sueco (1)  Francês (1)  Todas as línguas (190)
Mostrando 1-5 de 190 (seguinte | mostrar todos)
Quanto mi sono divertita a leggere La fiera delle vanità! È stato proprio un ottimo libro per entrare nel mood delle letture da calura estiva che, per quanto mi riguarda, comprende romanzi poco impegnativi perché il mio cervello va in pappa oltre una certa temperatura afosa. Quindi ben vengano queste ottocento e passa pagine di vanità umana, che sarà anche effimera e tutta apparenza, ma quanto tempo ci perdiamo, magari nascondendoci dietro questioni di principio e morale.

Se, infatti, la società nella quale viviamo non è quella inglese dell’Ottocento, la vanità che Thackeray mette in scena è ben lungi dall’essere un ricordo del passato. Anzi, oggi invece di averla confinata nei salotti e nei luoghi dabbene, ce la ritroviamo sempre davanti grazie – si fa per dire – ai social. E allora ecco le persone vanesie che si sono ambientate perfettamente, quelle arriviste che si sono adattate, quelle goffe che suscitano risa e compatimento, quelle virtuose che vengono ignorate… È ancora la stessa fiera: difficile non subire il fascino del romanzo di Thackeray.

Mi risulta evidente come a Dickens potesse rodere il culo davanti al successo de La fiera delle vanità: l’attrattività di una storia piena di personaggi tridimensionali e realistici non può che essere maggiore rispetto a una con personaggi che mirano a essere dei modelli. Niente da eccepire sul talento di Dickens – ci mancherebbe! – ma la soddisfazione che deriva dal leggere un romanzo che non ha paura di affrontare le ipocrisie della società è impareggiabile.

Né Rebecca né Amelia, le protagoniste del romanzo, possono essere annoverate tra i perfetti modelli di donna cattiva e donna buona. Sono due donne con caratteri, background e obiettvi molto diversi e non sono né buone, né cattive, ma persone che ogni tanto si comportano bene e a volte si comportano male (okay, Rebecca tende più a comportarsi male, ma non può comunque essere definita una persona cattiva tout court).

Il fascino de La fiera delle vanità è tutto qui: pare poco, ma chi vuole leggere di donne di alta levatura morale quando può leggere la storia di quella bricconcella di Rebecca Sharp che si inventa storie strappalacrime e alla fine l’ha sempre vinta? ( )
  lasiepedimore | Jan 17, 2024 |
3.75/5 ⭐️s. “All is vanity, nothing is fair.“ After 912 pages and 67 chapters, that pretty much is the main theme. I can see why this is Thackeray's masterpiece as he scathingly criticizes the norms in early 19th-century England between rich vs. poor, women vs. men, religion vs. non-religion ... nobody is immune from his satire. A different type of narrator, too, where you felt like he was addressing you personally for a LONG story. He could have chopped off some chapters, though, and kept to the main plot because it was overwhelmingly verbose at times. Overall, I am glad I read it and immensely enjoyed most of it. ( )
  crabbyabbe | Aug 31, 2023 |
Loooooooonnnnnnnggggg and borrrriiiiinnnnnnngggggg.

It started off okay as the story of two women with very different backgrounds and attitudes. Becky with no money and no social standing is relentlessly driven to achieve both and nothing will stand in her way. Amelia is from a well off family and is extremely sweet and kind to everyone whose path she crosses. We follow both as find husbands and attempt to establish their place in the world. Other than that, it is basically a family saga with lots of sisters, brothers, cousins weaving in and out of the story.

It's basically a soap opera that drowns in its own details. It probably was cutting edge at the time to have a book revolve around a ruthless woman, but I just don't think there's anything exciting about that storyline now. The book skewers a lot about the society at the time and the social mores, so I can see why this might have been a great read in the past. But honestly, I just didn't care at all about the characters or what happened to them. This was a rough go after trying to read A Suitable Boy which arguably could be called the Indian Vanity Fair and being unable to finish that. This one was a close call, but it was easier to skim parts and still have the gist of the book. Both books started off well for me and both had writing styles I thought were fine and accessible . . .but both devolved into a giant snore for me.

The only redeeming quality here was the narrator who breaks the third wall a bit, talking to the reader and making snarky observations. It's a construct you may be inclined to love or hate, but I felt it was the saving grace of the book. ( )
  Anita_Pomerantz | Mar 23, 2023 |
En un mundo donde nada es lo que parece, dos mujeres tratan de encontrar su lugar. Amelia, dulce pero insustancial, consagra su vida al hombre que ama. Rebecca, atractiva y llena de talento, utiliza mil recursos para ascender en la escala social. En torno a ellas, y en una vitalista sucesión de intrigas, se arremolina una espléndida galería de personajes.
  Natt90 | Jan 11, 2023 |
A delightful book; Thackeray's characters are made to love or hate, as the case may be. This book is exceedingly long, and you have to constantly refer to the notes for context, but what you get out of it is worth it. Who doesn't love to laugh at English"aristocracy"? Thackeray excels at his art. ( )
  burritapal | Oct 23, 2022 |
Mostrando 1-5 de 190 (seguinte | mostrar todos)
In the novels of Thackeray, essay is so much mixed up with narrative, and comment with characterization, that they can hardly be thoroughly appreciated in poor editions.
adicionada por vibesandall | editarThe Atlantic, Edwin Percy Whipple (1, 1865)
 

» Adicionar outros autores (76 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Thackeray, William MakepeaceAutorautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Ball, RobertIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Beach, Joseph WarrenIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Borden, GabrielleDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Carey, JohnIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Carey, JohnEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Castle, JohnReaderautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Cheshire, GerardContribuidorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dames, NicholasIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dospevska, NeliTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hill, JamesArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Leslie, Charles RobertArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Macchi, RuthTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Margolyes, MiriamNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Marquand, JohnIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Melosi, LauraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mutzenbacher, TheresiaÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Nierop, A. vanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pagetti, CarloContribuidorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pym, RolandIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ricci Miglietta, MauraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ridley, M. R.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Saintsbury, GeorgeEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Stewart, J. I. M.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Stewart, J. I. M.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sutherland, JohnEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sutton, GeorginaNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Thackeray, William MakepeaceIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Trollope, JoannaIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tuomikoski, AinoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Weldon, FayIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Winterich, John T.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Está contido em

Contém

É recontada em

Tem a adaptação

É resumida em

Tem como estudo

Tem um comentário sobre o texto

Tem um guia de estudo para estudantes

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
To

B.W. PROCTER

this story is affectionately dedicated
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
While the present century was in its teens, and on one sun-shiny morning in June, there drove up to the great iron gate of Miss Pinkerton's academy for young ladies, on Chiswick Mall, a large family coach, with two fat horses in blazing harness, driven by a fat coachman in a three-cornered hat and wig, at the rate of four miles an hour.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
But, lo! and just as the coach drove off, Miss Sharp put her pale face out of the window and actually flung the book back into the garden.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

A classic, set during the Napoleonic wars, giving a satiricl picture of a worldly society and revolving around the exploits of two women from very different backgrounds.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Biblioteca Legada: William Makepeace Thackeray

William Makepeace Thackeray tem uma Biblioteca Legada. As bibliotecas legadas são bibliotecas privadas de leitores famosos introduzidas por membros do LibraryThing que integram o grupo Legacy Libraries.

Ver o perfil legado de William Makepeace Thackeray.

Ver a página de autor de William Makepeace Thackeray.

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.87)
0.5 3
1 33
1.5 6
2 121
2.5 19
3 412
3.5 106
4 741
4.5 87
5 553

Penguin Australia

3 edições deste livro foram publicadas por Penguin Australia.

Edições: 0141439831, 0141199644, 0141199547

Tantor Media

Uma edição deste livro foi publicada pela Tantor Media.

» Página Web de informação sobre a editora

Urban Romantics

Uma edição deste livro foi publicada pela Urban Romantics.

» Página Web de informação sobre a editora

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 201,867,474 livros! | Barra de topo: Sempre visível