Página InicialGruposDiscussãoExplorarZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Les annales du Disque-Monde (13) por Terry…
A carregar...

Les annales du Disque-Monde (13) (original 1992; edição 2010)

por Terry Pratchett (Autor)

Séries: Discworld: Gods (2), Discworld (13)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
10,699160500 (4.18)309
Brutha, a simple man leading a quiet life tending his garden, finds his life irrevocably changed when his god, speaking to him through a tortoise, sends him on a mission of peace.
Membro:Urgo40
Título:Les annales du Disque-Monde (13)
Autores:Terry Pratchett (Autor)
Informação:Pocket (2010), 416 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Informação Sobre a Obra

Small Gods por Terry Pratchett (1992)

  1. 94
    American Gods por Neil Gaiman (MyriadBooks)
    MyriadBooks: For the necessity of belief.
  2. 40
    Good Omens: The Nice and Accurate Prophecies of Agnes Nutter, Witch por Terry Pratchett (electronicmemory)
  3. 20
    The Blue Hawk por Peter Dickinson (souloftherose)
    souloftherose: Although The Blue Hawk is aimed specifically at children/young adults and Small Gods is an adult book, I think both books examine and raise interesting questions about faith and religion and readers who enjoyed one may well enjoy the other.
  4. 10
    Minor Mage por T Kingfisher (MyriadBooks)
  5. 22
    People of the Book por Geraldine Brooks (catherinestead)
    catherinestead: A very different style of book from a very different genre, but an interesting commentary on the corruption/misuse of religious faith which complements this book's treatment of the same theme.
  6. 00
    Divine Misfortune por A. Lee Martinez (electronicmemory)
    electronicmemory: Humorous but also insightful stories about ordinary mortals who find themselves caught up in the - often petty - fights of their gods.
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 309 menções

Inglês (150)  Espanhol (3)  Sueco (2)  Polaco (1)  Holandês (1)  Norueguês (1)  Francês (1)  Alemão (1)  Todas as línguas (160)
Mostrando 1-5 de 160 (seguinte | mostrar todos)
The more Discworld novels I read, the more I respect Pratchett and his pisstaking ways.

This time, he goes after both religion and philosophy (...but mostly religion). It's fantastic in that he skewers it from all sides...those that push the religion, those that follow it blindly, and the gods themselves.

What makes me respect him is, he's never (pardon the pun) preachy, and he always gets guffaws from me. I have to say, staring down 41 books can be intimidating, but now, at about a third of the way through, I'm so glad I've taken the plunge. ( )
  TobinElliott | Sep 3, 2021 |
I struggled at the end of this book but that may have been because of Dad’s death. Didn’t connect much with this book probably because I’m not a religious person ( )
  Stephen.Lawton | Aug 7, 2021 |
The turtle moves.

Small Gods is a bit odd in the greater Discworld universe, being one of only a handful of one-off stories (Pyramids and Amazing Maurice are the other two if you count the Industrial Revolution subseries as a series) and being relatively early in the reading order. So with the exception of offhand references (such as to the Great God Om), it's one of the books you could easily read anywhere in your reading order.

That being said, the story is interesting enough. It's basically a story about one of the Discworld Gods (specifically Om) getting stuck in a mortal form and having to deal with the religion that has grown up around his name, to the point that even he doesn't really recognize what he's supposed to have done any more.

It's an interesting enough take on the idea that I've seen in a few other books--that gods have power in relation to how many believers they have--combined with how religions tend to grow more strict as they gain more and more laws over the years.

It's well done and an interesting enough take on the topic, but I feel like it's been done better otherwise. Still worth the read for completeness sake and it would probably work as a pretty good introduction to the world of Discworld (although I think the City Watch books do a better job of that).

Quote for thought:

Just because you can explain it doesn't mean it's not still a miracle. ( )
  jpv0 | Jul 21, 2021 |
Pratchett gives organized religion a sharp stick in the eye in this farce. The city-state of Omnia is ruled by a theocracy, and deacon Vorbis, who helps torture unbelievers to help them find enlightenment. A young acolyte Brutha is the protagonist: he is simple, yet complex. He hears a voice that no one else can, coming from a tortoise, who is actually the Great God Om. Together or apart, they seem to mitigate the polarizing nature of religion. I found this one too long although it was quite funny at points. ( )
  skipstern | Jul 11, 2021 |
Lessons Learned: Be careful how you get people to believe in you. Otherwise they might just believe in what you said and not you. ( )
  smallerdemon | Jul 5, 2021 |
Mostrando 1-5 de 160 (seguinte | mostrar todos)
The problem with Small Gods is that its plot is complicated without being especially deft, and many tiny scenes exist solely to move stage scenery. Since a fair number of Pratchett's jokes recur from one book to the next, and many of the jokes in this novel are of the running or repeating variety (virtually every character, seeing Om as a tortoise, remarks, "There's good eating on one of those things"), the reader can end up looking for the good lines, like a partygoer digging through a dish of peanuts for the odd cashew.
adicionada por Shortride | editarThe Washington Post, Gregory Feeley (sítio Web pago) (May 27, 1994)
 

» Adicionar outros autores (15 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Terry Pratchettautor principaltodas as ediçõescalculated
Brandhorst, AndreasTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Couton, PatrickTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Daniele, ValentinaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ittekot, VenugopalanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kapetanović, GoranTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kirby, JoshArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lindforss, PeterTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Planer, NigelNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rayyan, OmarIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sabanosh, MichaelArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sohár, AnikóTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Solé, AlbertTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
[None]
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
[None]
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Now consider the tortoise and the eagle.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
And it came to pass that in time the Great God Om spake unto Brutha, the Chosen One: "Psst!"
The figures looked more or less human. And they were engaged in religion. You could tell by the knives (it's not murder if you do it for a god).
Gods don't like people not doing much work. People who aren't busy all the time might start to think.
Or, to put it another way, the existence of a badly put-together watch proved the existence of a blind watchmaker.
Because what gods need is belief, and what humans want is gods.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Brutha, a simple man leading a quiet life tending his garden, finds his life irrevocably changed when his god, speaking to him through a tortoise, sends him on a mission of peace.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (4.18)
0.5 1
1 7
1.5 11
2 63
2.5 20
3 389
3.5 110
4 896
4.5 111
5 1072

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 164,391,758 livros! | Barra de topo: Sempre visível