Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

In the Beginning...was the Command Line (1999)

por Neal Stephenson

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
2,203307,160 (3.73)17
This is "the Word" -- one man's word, certainly -- about the art (and artifice) of the state of our computer-centric existence. And considering that the "one man" is Neal Stephenson, "the hacker Hemingway" (Newsweek) -- acclaimed novelist, pragmatist, seer, nerd-friendly philosopher, and nationally bestselling author of groundbreaking literary works (Snow Crash, Cryptonomicon, etc., etc.) -- the word is well worth hearing. Mostly well-reasoned examination and partial rant, Stephenson's In the Beginning... was the Command Line is a thoughtful, irreverent, hilarious treatise on the cyber-culture past and present; on operating system tyrannies and downloaded popular revolutions; on the Internet, Disney World, Big Bangs, not to mention the meaning of life itself.… (mais)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 17 menções

Inglês (28)  Espanhol (1)  Romeno (1)  Todas as línguas (30)
Mostrando 1-5 de 30 (seguinte | mostrar todos)
Existe todo un empeño por parte de los fabricantes de software en ocultar cómo funcionan realmente los ordenadores. Las metáforas visuales, las interfaces gráficas simplifican el uso de los PC, pero al precio de que se viva la tecnología como algo mistificado, mágico, sin conexión alguna entre causas y efectos. Por el contrario, una corriente que se remonta a los orígenes de la informática personal y a las primeras comunidades de hackers nunca ha dejado de usar la interfaz de la línea de comandos. No por un empeño nostálgico, no por una presentación elitista, sino por un deseo de libertad, de no renunciar a la creatividad contenida en la producción y modificación de los códigos.
  Natt90 | Jan 10, 2023 |
From a point of view of entertainment, this essay is terrific. Never learning was so funny. ( )
  NachoSeco | Oct 10, 2022 |
This is a historical document about operating systems, which I expect would be interesting to very few people these days. I picked it up because 1.) I just recently returned to the command line myself, and 2.) Neal Stephenson is writing about computers and that's, like, my favorite. It's a little immature and a lot biased, plus the metaphors get completely out of hand. But rarely have I seen a final essay so nicely tie up a book like this, and as everyone knows, I'm a sucker for a good ending. ( )
  jdegagne | Apr 23, 2022 |
A bit dated now, and would love to see some updates ... but still a cool overview of the great OS wars. Makes you feel like reading a lot of Neal Stephenson again. ( )
  rendier | Dec 20, 2020 |
Mostrando 1-5 de 30 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
About twenty years ago Jobs and Wozniak, the founders of Apple, came up with the very strange idea of selling information processing machines for use in the home.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
It is the fate of manufactured goods to slowly and gently depreciate as they get old and have to compete against more modern products.
It is the fate of operating systems to become free. [37]
There is massively promiscuous metaphor-mixing going on here, and I could deconstruct it till the cows come home, but I won't. [63]
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

This is "the Word" -- one man's word, certainly -- about the art (and artifice) of the state of our computer-centric existence. And considering that the "one man" is Neal Stephenson, "the hacker Hemingway" (Newsweek) -- acclaimed novelist, pragmatist, seer, nerd-friendly philosopher, and nationally bestselling author of groundbreaking literary works (Snow Crash, Cryptonomicon, etc., etc.) -- the word is well worth hearing. Mostly well-reasoned examination and partial rant, Stephenson's In the Beginning... was the Command Line is a thoughtful, irreverent, hilarious treatise on the cyber-culture past and present; on operating system tyrannies and downloaded popular revolutions; on the Internet, Disney World, Big Bangs, not to mention the meaning of life itself.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.73)
0.5 1
1 8
1.5 1
2 22
2.5 7
3 157
3.5 38
4 186
4.5 9
5 109

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 204,206,477 livros! | Barra de topo: Sempre visível