Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Confessions of a Mask (1948)

por Yukio Mishima

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
2,072355,760 (3.8)74
One of the classics of modern Japanese fiction.
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 74 menções

Inglês (29)  Italiano (3)  Francês (2)  Espanhol (1)  Todas as línguas (35)
Mostrando 1-5 de 35 (seguinte | mostrar todos)
I thoroughly enjoyed this masterpiece. ( )
  meddz | Jun 11, 2021 |
Pirandello sosteneva giustamente che nel.mondo è assai facile incontrare più maschere che persone. Facile indossare una maschera. Lusinghiera la sua capacità di irretire la nostra coscienza proponendo falsi orizzonti e spingendoci a indossarla sino al punto da dimenticare realmente chi eravamo o potevamo essere. La maschera ci consuma, fa imputridire il nostro volto e più passa il tempo più ci diventa necessaria, più è difficile liberarsene. Eppure, per quanto doloroso, gettarla diviene un sacrosanto.sovere non tanto verso il mondo, quanto verso noi stessi. Solo così potremo conoscere nuovamente il nostro nome. ( )
  Carlomascellani73 | Oct 30, 2020 |
"When a boy of fourteen or fifteen discovers that he is more given to introspection and consciousness of self than other boys his age, he easily falls into the error of believing it is because he is more mature than they." ( )
1 vote jimctierney | Jul 7, 2020 |
895.635 MIS
  ScarpaOderzo | Apr 19, 2020 |
Confessions of a Mask is a deeply personal, truly confessional book, as the title implies. It feels less like you are reading a novel than the protagonist's diary. My guess is that the first person account is really the thinly fictionalized life experience of the author Yukio Mishima, whose life parallels that of the main character of this book. Confessions is considered one of the classics in literature that deals openly with homosexuality. In this case, the protagonist struggles with his identity, striving, unsuccessfully to model Japanese society's deep conservative norms and suppress his own erotic tendencies, which have a sadistic bent. Reading this book you feel deeply planted in mid 20th century Japan, before, during, and after World War Two. Its psychological and emotional landscapes are equally realistic. Reading it you absolutely feel like you are eavesdropping on a person's deepest inner thoughts and feelings. It is masterful if a bit disconcerting. Interesting enough, the bulk of the narrative, especially in the latter half as a young adult, the confessor spends most of his time and emotional energy focused on a particular woman, not men, perhaps a true indication of his absolute loneliness and struggle. By the end he seems to have realized this is hopeless, and true fulfillment points towards a different, difficult path. ( )
  OccassionalRead | Nov 17, 2019 |
Mostrando 1-5 de 35 (seguinte | mostrar todos)
"In 'Confessions of a Mask' a literary artist of delicate sensibility and startling candor, has chosen to write for the few rather than the many."
adicionada por GYKM | editarNew York Times, Ben Ray Redman (Sep 14, 1958)
 

» Adicionar outros autores (17 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Mishima, Yukioautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Ford, DavidDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hilzheimer, HelmutÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Weatherby, MeredithTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
...Beauty is a terrible and awful thing! It is terrible because it never has and never can be fathomed, for God sets us nothing but riddles. Within beauty both shores meet and all contradictions exist side by side. I'm not a cultivated man, brother, but I've thought a lot about this. Truly there are mysteries without end! Too many riddles weigh man down on earth. We guess them as we can, and come out of the water dry. Beauty! I cannot bear the thought that a man of noble heart and lofty mind sets out with the ideal of the Madonna and ends with the ideal of Sodom. What's still more awful is that the man with the ideal of Sodom in his soul does not renounce the ideal of the Madonna, and in the bottom of his heart he may still be on fire, sincerely on fire, with longing for the beautiful ideal, just as in the days of his youthful innocence. Yes, man's heart is wide, too wide indeed. I'd have it narrower. The devil only knows what to make of it! but what the intellect regards as shameful often appears splendidly beautiful to the heart. Is there beauty in Sodom? Believe me, most men find their beauty in Sodom. Did you know this secret? The dreadful thing is that beauty is not only terrifying but also mysterious. God and the Devil are fighting there, and their battlefield is the heart of man. But a man's heart wants to speak only of its own ache. Listen, now I'll tell you what it says....
Dostoevski, THE BROTHERS KARAMAZOV
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For many years I claimed I could remember things seen at the time of my own birth.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
My hands, completely unconsciously, began a motion they had never been taught.
From that time on I was in love with Omi.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

One of the classics of modern Japanese fiction.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (3.8)
0.5 1
1 9
1.5 2
2 22
2.5 5
3 69
3.5 29
4 150
4.5 18
5 85

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 158,935,197 livros! | Barra de topo: Sempre visível