Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Desperate Characters por Paula Fox
A carregar...

Desperate Characters (original 1970; edição 2015)

por Paula Fox (Autor), Jonathan Franzen (Introdução)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
7573022,507 (3.73)27
First published in 1970 to great acclaim, this novel stands as one of the most dazzling and rigorous examples of the storyteller's craft in postwar American literature--a novel that, according to Irving Howe, ranks with "Billy Budd" and "The Great Gatsby".
Membro:afroza.nowshin
Título:Desperate Characters
Autores:Paula Fox (Autor)
Outros autores:Jonathan Franzen (Introdução)
Informação:W. W. Norton & Company (2015), Edition: Reissue, 192 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:to-read, you-series-book

Pormenores da obra

Desperate Characters por Paula Fox (1970)

A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 27 menções

Inglês (23)  Catalão (2)  Italiano (2)  Dinamarquês (1)  Sueco (1)  Alemão (1)  Todas as línguas (30)
Mostrando 1-5 de 30 (seguinte | mostrar todos)
This was a dark and foreboding read about a comfortably well-off New York couple and the seeping uncontrollable infiltration of the ugly side of the world into their lives. At the beginning the wife is bitten by a stray cat, and as the bite gets steadily worse she sees it as an ominous omen about all that's becoming unhinged in their lives, from the encroachment of the poorer part of their Brooklyn neighbourhood on their home to the collapse of her husband's business partnership and a sense of unexplained destabilisation between the couple.

The writing was cleverly unsettling which I enjoyed; you're not sure where Fox is ultimately taking you, but you know that it's not going to be somewhere pink and fluffy. There's the sense that the couple themselves can't get a grip on their own emotions, which leaves us discombobulated and unsure as readers.

This isn't a novel that particularly goes anywhere plot-wise, but it's stylishly written quicksand and a dark snapshot of an elitist white middle-class marriage in an evolving 1960s New York.

I appreciated and enjoyed this novel, and can see how it would be a great novel for literary criticism, but I doubt I'll spend too much time looking back on it.

3.5 stars - a short, dark and unsettling ride. ( )
  AlisonY | Nov 18, 2020 |
Kapuscinksi è un giornalista polacco, che da inviato ha raccontato il Sud del mondo. In due lunghe interviste la curatrice del libro, Maria Nadotti lo porta a raccontare la sua vita da giornalista, il suo modo di raccontare i mondi che ha visto e narrato sulle pagine dei giornali. Il giornalista polacco è diventato famoso con alcuni libri, come Imperium, che sono diventati quasi un simbolo della cosiddetta controinformazione. Ma occorre dire che oltra al consueto politicamente corretto che trasuda dalle pagine di questo libro, alcune considerazioni sono importanti spunti di riflessione. La necessità, anzitutto, di collocare le cose della storia nella storia, di contestualizzare i fatti, per non lasciarli orfani delle cause; o la dura condanna dell’informazione contemporanea che sceglie le notizie da seguire, abbandonando la funzione di raccontare ciò che accade, ovunque accada. I direttori di testata manager hanno portato alla standardizzazione dell’informazione ed alla sua omologazione. Questo è il principale je accuse di Kapuscinksi. Un libretto interessante e, comunque, apprezzabile. ( )
  grandeghi | Oct 24, 2020 |
Psychogramm einer Ehe: Seit fünfzehn Jahren verheiratet, beruflich erfolgreich, kinderlos, wohlsituiert, sind Sophie und Otto Bentwood der Inbegriff eines arrivierten Ehepaars der gehobenen Mittelschicht New Yorks. Unausgesprochen, und doch in jedem Satz spürbar, sind die unterschwelligen Spannungen, die unter der glatten Oberfläche der scheinbar harmonischen Beziehung arbeiten. Erste Risse werden sichtbar, als Ottos Geschäftspartner im Streit aus der gemeinsamen Anwaltskanzlei ausscheidet. Obgleich Otto den Vorfall herunterzuspielen versucht, greift die berufliche Krise mehr und mehr auf seine Ehe über. Sophies Unbehagen, ihre vage Angst vor einem Erstarren der Beziehung wie vor möglicherweise einschneidenden Veränderungen, verdichtet sich zu einem akuten Gefühl der Bedrohung. Mehrere halbherzige Ausbruchversuche enden in der Sackgasse, die Situation bleibt auf beklemmende Weise in der Schwebe. Ob die Krise eine rasch überwundene Episode sein wird, oder ob sie droht, die berufliche und private Existenz des Paares zu zerstören, bleibt offen.
Die Wiederentdeckung von Paula Fox' 1971 zuerst erschienenem Roman war in den USA eine literarische Sensation. Das Buch wurde als eines der wichtigsten amerikanischen Werke des 20. Jahrhunderts gefeiert.
  Fredo68 | May 14, 2020 |
Daniela;
Coppia senza figli e senza più condivisione di pensieri emozioni e intimità, della borghesia medio-alta di NYC.
Sophie, annoiata e un po' depressa, viene morsicata da un gatto randagio a cui aveva dato del cibo, un venerdì. Otto (la scelta del nome teutonico non è casuale) deve affrontare la separazione professionale da parte dell'amico e socio di una vita. Vanno a Cape Code per il week end e scoprono che la loro casa è stata vandalizzata. Questi i fatti che costellano il fine settimana e da cui scaturiscono ricordi non voluti e sentimenti imprevisti. La scrittura puntuale e trattenuta consente di accedere alla psicologia dei personaggi per allusioni e suggestioni. Bello.
  totocampobello | Mar 27, 2020 |
Most novels are ill-served by their backmatter; Desparate Characters especially so. We get the blurb praising Fox's talent for writing "brilliant parties you're grateful not to have been invited to." And we get the summary confidently positing the most objectionable of many possible interpretations ["they realize that it is not only their marriage but also society itself that has come so perilously and tragically undone"]. These elements, superficially, are all present: there is a brief, legit party and something one could describe as such through a heavy squint; and there is a steady background hum of something one could describe as social collapse and/or broad transformation. Yet, much of the brilliance here lies in the way precisely these elements are flipped over, examined, questioned, and counterposed, on one hand, to the protagonists' material "stability", and, immediately thereafter, counterposed to their own lacking, instable interiors. The power comes in not observing the difference between the Bentwoods and their surroundings -- as much of the book apparently seems set up to do [the examples are really too numerous to adequately chart: trash, loitering, rundown houses, shabby areas, belligerent and drunk neighbors, anarachic hippies, seething underclasses, insatiable new wives, the inscrutable youth, etc.] -- but in realizing, as Sophie does late in the work, their similarity, their interdependence ["'God, if I am rabid, I am equal to what is outside,' she said out loud, and felt an extraordinary relief as though, at last, she'd discovered what it was that could create a balance between the quiet, rather vacant progression of the days she spent in this house, and those portents that lit up the dark edge of her own existence."].

If what we have here is a portrait of a society in decline, in disarray, then it's one in which the rot is total.

Despite the doom and gloom takeaway, the novel, as a reading experience, is anything but. It's written with a breezy flippancy perfectly suited to the mode its tweaking [domestic concerns of the Bildungsbürgertum], and its shot through with a panoptical emotional intelligence, awake not only to the idionsyncracies, inconsistencies, and irrationalities of human feeling, but of the ways in which our environments as a whole eventually start to appear as an augur of individual emotional turmoil. ( )
  Ebenmaessiger | Oct 16, 2019 |
Mostrando 1-5 de 30 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (9 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Paula Foxautor principaltodas as ediçõescalculated
Franzen, JonathanPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Jonkers, RonaldTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em sueco. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Mr. and Mrs. Otto Bentwood drew out their chairs simultaneously.
On a first reading, Desperate Characters is a novel of suspense. (Introduction)
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

First published in 1970 to great acclaim, this novel stands as one of the most dazzling and rigorous examples of the storyteller's craft in postwar American literature--a novel that, according to Irving Howe, ranks with "Billy Budd" and "The Great Gatsby".

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.73)
0.5
1 3
1.5
2 12
2.5 3
3 33
3.5 9
4 68
4.5 7
5 27

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 162,195,420 livros! | Barra de topo: Sempre visível