Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Aristotle and Dante Discover the Secrets of the Universe

por Benjamin Alire Sáenz

Outros autores: Ver a secção outros autores.

Séries: Aristotle and Dante (1)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
5,9143501,651 (4.27)108
Fifteen-year-old Ari Mendoza is an angry loner with a brother in prison, but when he meets Dante and they become friends, Ari starts to ask questions about himself, his parents, and his family that he has never asked before.
Adicionado recentemente porMMDavison, caedocyon, mjphillips, biblioteca privada, dcn801, Elisabeth13, sherlome1, alixfallows, ratatatatatat, Teran78
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 108 menções

Inglês (345)  Italiano (1)  Holandês (1)  Espanhol (1)  Alemão (1)  Todas as línguas (349)
Mostrando 1-5 de 349 (seguinte | mostrar todos)
I might have liked this more as a physical book; as an audio book, it dragged.

ETA: I had a similar experience with [b:In the Dream House|43317482|In the Dream House|Carmen Maria Machado|https://i.gr-assets.com/images/S/compressed.photo.goodreads.com/books/1547869259l/43317482._SX50_.jpg|65787792]: unimpressive as an audiobook, engrossing as text. It might have something to do with poetic writing short chapters; I should someday try this one again. ( )
  caedocyon | Feb 23, 2024 |
"SAT in the backseat" ( )
  salllamander | Feb 11, 2024 |
I read this in one night—it was an intense, funny, and very readable portrait of two boys and their families. I feel compelled to compare it to A Separate Peace - the books have only a few elements in common but they seem to comment on one another.

Writing in first person, Saenz' pacing feels a little off, and the narrative style sometimes breaks conventional rules about showing vs. telling. I think this happened because he was listening to the voice of his character so intently, so it's not a grave fault.

The ending was not surprising, especially if you saw it reviewed, as I did, in professional magazines, but it was still very sweet. ( )
  raschneid | Dec 19, 2023 |
4.5 stars. This book made me laugh and cry, and it's been a while since a book has made me cry. I love Ari and Dante and their families are great. I liked seeing the contrast between Ari and Dante; Dante is very open and vulnerable and not afraid to be himself or say how he feels. Ari is emotionally closed off, which he gets from his parents, especially his dad. Ari has a hard time opening up to people and letting them in but Dante has a way of getting past his walls and barriers and I love seeing their friendship in this book. This is definitely a coming of age story and both Ari and Dante are learning about life and themselves. It was also interesting to see Dante's struggle with his identity as a Mexican American and not feeling like a "real" Mexican, though I wish we could have seen more of that internal struggle but we aren't reading from Dante's POV so I understand why we're limited. This book isn't very big on descriptions, so if you like a lot of descriptions than this is a downside, however I feel like the writing is very realistic and true to the voice of a 15 year old teenage guy (they're usually not big on descriptions). Overall I really enjoyed this one. ( )
  VanessaMarieBooks | Dec 10, 2023 |
Io e questo libro non siamo partiti con il piede giusto: lo stile di Benjamin Alire Sáenz mi ha messo a dura prova perché la sua prosa – soprattutto i dialoghi – mi suonava artefatta e piuttosto lontana dal rappresentare le voci di due adolescenti e dei loro rispettivi genitori. Come ho scritto anche di recente, per me la verosimiglianza in un romanzo è molto importante, quindi mi stavo già cospargendo il capo di cenere quando è successo qualcosa.

Esattamente non so che cosa, ma ho iniziato ad amare questo romanzo, quasi mio malgrado, e ne sono molto felice. In primis perché i due protagonisti, Aristotele e Dante, sono adorabili: viene proprio voglia di entrare nel libro a abbracciarli forte, forte, rassicurandoli del fatto che in futuro le cose andranno meglio per loro.

Poi Aristotele e Dante scoprono i segreti dell'universo è un bellissimo romanzo di formazione perché manca di estremismo giovanile. Infatti, in questo genere di romanzi è facile imbattersi in adolescenti che ricercano con una certa pervicacia i cosiddetti eccessi, mentre Aristotele e Dante cercano semplicemente di trovare la loro strada. Il che non vuol dire che non facciano le loro cavolate, ma si tratta più di sbagli connaturati al vivere che non di una ricerca deliberata di trasgressione.

La stessa esplorazione dell’orientamento sessuale e delle loro prime esperienze avviene in maniera molto tranquilla, sebbene niente affatto indolore, visto il carico di pregiudizi e violenza che una persona omosessuale doveva ancora affrontare negli anni Ottanta. Sáenz è il tipo di scrittore che non fa drammi, ma riesce comunque a scrivere scene che ti spellano viva e ti lasciano indifesa davanti al dolore, che a volte è parte inevitabile dell’esistenza, ma a volte viene dalla sola cattiveria altrui ed è difficile da mandare giù.

Non posso che concludere con un appello a ignorare la brutta copertina italiana della Loescher (che mi sono rifiutata di riportare qui, proprio per ingolosirvi con quella originale) e l’edizione scolastica ben poco invitante: è un bellissimo YA, di quelli che ci si gode anche da adulti e che merita tutta la vostra attenzione. ( )
  lasiepedimore | Nov 17, 2023 |
Mostrando 1-5 de 349 (seguinte | mostrar todos)
adicionada por gsc55 | editarBoys in our Books, Susan (Nov 12, 2014)
 
adicionada por gsc55 | editarMM Good Book Reviews, Tams (Oct 2, 2014)
 

» Adicionar outros autores (9 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Benjamin Alire Sáenzautor principaltodas as ediçõescalculado
Miranda, Lin-ManuelNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Prémios

Notable Lists

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Why do we smile? Why do we laugh? Why do we feel alone? Why are we sad and confused? Why do we read poetry? Why do we cry when we see a painting? Why is there a riot in the heart when we love? Why do we feel shame? What is that thing in the pit of your stomach called desire?
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
To all the boys who've had to learn to play by different rules
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
One summer night I fell asleep, hoping the world would be different when I woke. In the morning, when I opened my eyes, the world was the same.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
I got to thinking that poems were like people. Some people you got right off the bat. Some people you just didn't get - and never would get. (p. 29)
The whole world seemed to be quiet and calm and I wanted to be the world and feel like that. (p. 105)
My mother and father held hands. I wondered what that was like, to hold someone's hand. I bet you could sometimes find all of the mysteries of the universe in someone's hand. (p. 140)
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

Fifteen-year-old Ari Mendoza is an angry loner with a brother in prison, but when he meets Dante and they become friends, Ari starts to ask questions about himself, his parents, and his family that he has never asked before.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (4.27)
0.5
1 8
1.5
2 27
2.5 3
3 185
3.5 33
4 457
4.5 64
5 628

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 201,766,625 livros! | Barra de topo: Sempre visível