Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

The God Delusion por Richard Dawkins
A carregar...

The God Delusion (original 2006; edição 2006)

por Richard Dawkins

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões / Menções
15,302344280 (3.95)2 / 386
Argues that belief in God is irrational, and describes examples of religion's negative influences on society throughout the centuries, such as war, bigotry, child abuse, and violence.
Membro:elavram
Título:The God Delusion
Autores:Richard Dawkins
Informação:Houghton Mifflin Harcourt (2006), Edition: 1st, Hardcover, 406 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:*****
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

The God Delusion por Richard Dawkins (2006)

Adicionado recentemente porKevinmclarke, followsound, biblioteca privada, FEBeyer, saRob, barefootlucy, richarnd, Jwagen, GulfShoresLibrary
Bibliotecas LegadasTim Spalding
  1. 223
    Why I Am Not a Christian and Other Essays on Religion and Related Subjects por Bertrand Russell (BGP, yakov.perelman)
  2. 182
    God Is Not Great: How Religion Poisons Everything por Christopher Hitchens (hnn, BGP)
  3. 70
    Misquoting Jesus: The Story Behind Who Changed the Bible and Why por Bart D. Ehrman (robertf)
    robertf: Dawkins is passionately trying to refute an undefined hypothesis - this is perhaps one of his least succesful works. Ehrman's book does not have conversion to atheism as its aim - it is a description of the scholarly analysis of texts. The reason it is devastating to religion is that it undermines any claim to biblical authenticity by exposing contradictions between different manuscripts. It achieves what Dawkins aims to much more subtly and scientifically.… (mais)
  4. 61
    Atheist Manifesto: The Case Against Christianity, Judaism, and Islam por Michel Onfray (gust)
  5. 61
    Breaking the Spell: Religion as a Natural Phenomenon por Daniel C. Dennett (ljessen)
  6. 41
    Why I Became an Atheist: A Former Preacher Rejects Christianity por John W. Loftus (Percevan)
  7. 31
    The Christian Delusion: Why Faith Fails por John W. Loftus (Percevan)
  8. 42
    What is Good?: The Search for the Best Way to Live por A. C. Grayling (chrisharpe)
  9. 31
    Irreligion: A Mathematician Explains Why the Arguments for God Just Don't Add Up por John Allen Paulos (infiniteletters)
  10. 20
    The Selfish Gene por Richard Dawkins (yakov.perelman)
  11. 10
    The Greatest Show on Earth: The Evidence for Evolution por Richard Dawkins (yakov.perelman)
  12. 32
    Why God Won't Go Away: Brain Science and the Biology of Belief por Andrew Newberg (bertilak)
  13. 21
    Atheism Advanced: Further Thoughts of a Freethinker por David Eller (hnn)
  14. 21
    God and the State por Michael Bakunin (BGP)
  15. 22
    Talking With God: The Many Faces of Religious Delusion por Robert A. Clark (bertilak)
  16. 00
    Bible Stories for Adults por James Morrow (themulhern)
    themulhern: God is cruel is the theme that unites these two books.
  17. 22
    Why Gods Persist: A Scientific Approach to Religion por Robert A. Hinde (bertilak)
  18. 23
    God's Undertaker: Has Science Buried God? por John C. Lennox (bfrost)
  19. 34
    The Whys of a Philosophical Scrivener por Martin Gardner (ehines)
    ehines: While I agree with Dawkins and disagree with Gardner about the existence of God, Gardner's open-mindedness judicious and friendly tone, even in error, serves as a rebuke to Dawkins' inability to understand or respect his intellectual opponents.
  20. 314
    The Dawkins Letters: Challenging Atheist Myths por David Robertson (OwenGriffiths)
    OwenGriffiths: The God Delusion offers some of the most popular, if not the most reasoned or effective, arguments "against faith". Robertson attempts to dispel a few perceived misconceptions. This is a good place to start if you wish to understand why a lot of people of (any) faith disregard Dawkins argument in this book. Robertson does not provide a total response to atheism itself, nor does he set out to do so. The God Delusion repays careful reading, because even if one may disagree with them, or argue that they do not represent the best of Atheistic philosophy, one can not deny that Dawkins represents some of the most common critiques of faith, which people of faith are forced to respond to.… (mais)

(ver todas as 24 recomendações)

A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Inglês (318)  Holandês (6)  Sueco (4)  Português (2)  Português (Portugal) (2)  Francês (2)  Finlandês (2)  Alemão (1)  Italiano (1)  Espanhol (1)  Hebraico (1)  Catalão (1)  Islandês (1)  Turco (1)  Todas as línguas (343)
Mostrando 2 de 2
Uma desilusão de livro! Pensava eu que ia abordar o tema de um ponto de vista filosófico, debruçando-se sobre as origens e necessidade de acreditar em deus, para mostrar como tal crença não correspondendo às expectativas iniciais, desilude; mas não foi isso que encontrei!
Na verdade, o autor começa pelo fim. Começa pelos efeitos e consequências da crença em deus, escolhe uns tantos casos ou aspectos negativos e com isso, em função desses resultados, conclui que deus é uma desilusão.
Porque esperei eu tanto de um biólogo? O homem devia dedicar-se à sua área de conhecimento. É tão fundamentalista como os homens do clero ou até mais do que alguns. Se até hoje nem profetas, nem doutores da igreja, nem teólogos, nem outros ditos sábios conseguiram provar a existência de deus, também o autor deste livro falha redondamente ao tentar provar que deus não existe. Este falhanço é mais grave do que o falhanço dos homens de religião, porque sendo um homem de ciência, o autor devia ser mais moderado e não pretender fundar uma religião anti-religiosa.
Fraco, muito fraco! O autor quer combater o criacionismo e, ao invés de se ficar pelas questões científicas, relativamente ao assunto, quer resolver o problema pela raiz e provar a não existência de deus. Para tal, reduz deus à sua descrição bíblica no Génesis e tenta mostrar que aquele deus não existe. Mas nem a maioria dos crentes acredita num deus assim! O deus bíblico evoluiu sendo hoje um deus criado pelo homem, que lhe atribuiu todas as características positivas da humanidade – foi o homem que criou deus à sua imagem e não o inverso! Um deus existe enquanto houver quem acredite nele. A sua existência não é do domínio da ciência, é do domínio da filosofia e da imaginação. Discuti-lo nesta base é uma perda de tempo.
O autor dedica largos capítulos a comparar a doutrina de Darwin com o criacionismo, apenas para mostrar que não há necessidade de deus. Isto nem sequer é um argumento! Só o é para os profundamente crentes ou descrentes! Desiludido desisti da leitura na página 393. ( )
  CMBras | Mar 18, 2021 |
Uma desilusão de livro! Pensava eu que ia abordar o tema de um ponto de vista filosófico, debruçando-se sobre as origens e necessidade de acreditar em deus, para mostrar como tal crença não correspondendo às expectativas iniciais, desilude; mas não foi isso que encontrei!
Na verdade, o autor começa pelo fim. Começa pelos efeitos e consequências da crença em deus, escolhe uns tantos casos ou aspectos negativos e com isso, em função desses resultados, conclui que deus é uma desilusão.
Porque esperei eu tanto de um biólogo? O homem devia dedicar-se à sua área de conhecimento. É tão fundamentalista como os homens do clero ou até mais do que alguns. Se até hoje nem profetas, nem doutores da igreja, nem teólogos, nem outros ditos sábios conseguiram provar a existência de deus, também o autor deste livro falha redondamente ao tentar provar que deus não existe. Este falhanço é mais grave do que o falhanço dos homens de religião, porque sendo um homem de ciência, o autor devia ser mais moderado e não pretender fundar uma religião anti-religiosa.
Fraco, muito fraco! O autor quer combater o criacionismo e, ao invés de se ficar pelas questões científicas, relativamente ao assunto, quer resolver o problema pela raiz e provar a não existência de deus. Para tal, reduz deus à sua descrição bíblica no Génesis e tenta mostrar que aquele deus não existe. Mas nem a maioria dos crentes acredita num deus assim! O deus bíblico evoluiu sendo hoje um deus criado pelo homem, que lhe atribuiu todas as características positivas da humanidade – foi o homem que criou deus à sua imagem e não o inverso! Um deus existe enquanto houver quem acredite nele. A sua existência não é do domínio da ciência, é do domínio da filosofia e da imaginação. Discuti-lo nesta base é uma perda de tempo.
O autor dedica largos capítulos a comparar a doutrina de Darwin com o criacionismo, apenas para mostrar que não há necessidade de deus. Isto nem sequer é um argumento! Só o é para os profundamente crentes ou descrentes! Desiludido desisti da leitura na página 393. ( )
  CMBras | Mar 18, 2021 |
Mostrando 2 de 2
That was the first time I had ever considered, even in my own thoughts to myself, that I could be an atheist. I was 36. My husband was down with this—he told me he was an atheist, too. I felt it was weird we were finally having a conversation about this after being married for six years, but maybe we intrinsically knew all along.
adicionada por paradoxosalpha | editarDaily Kos, boofdah (Oct 28, 2011)
 
In The God Delusion, Dawkins argues that evolution has removed the need for a God hypothesis to explain life, and advances in physics may soon do the same for the universe. Further, the existence of God is a proper question for science, and the answer is no.
adicionada por Taphophile13 | editarThe Age, Barney Zwartz (Nov 24, 2006)
 
Despite the many flashes of brilliance in this book, Dawkins’s failure to appreciate just how hard philosophical questions about religion can be makes reading it an intellectually frustrating experience.
 
Creationists and believers in God are right to see him as their arch-enemy. In The God Delusion he displays what a formidable adversary he is. It is a spirited and exhilarating read. In the current climate of papal/Islamic stand-off, it is timely too.
adicionada por ghilbrae | editarThe Guardian, Joan Bakewell (Sep 26, 2006)
 

» Adicionar outros autores (16 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Dawkins, Richardautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Barr, NomaArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Riemsdijk, Hans E. vanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vogel, SebastianTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ward, LallaNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
'Isn't it enough to see that a garden is beautiful without having to believe that there are fairies at the bottom of it too?'
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
In Memoriam
Douglas Adams (1952-2001)
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
As a child, my wife hated her school and wished she could leave.
The boy lay prone in the grass, his chin resting on his hands.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Pantheism is sexed-up atheism. Deism is watered-down theism.
But hate only has to prove it is religious, and it no longer counts as hate.
The God of the Old Testament is arguably the most unpleasant character in all fiction: jealous and proud of it; a petty, unjust, unforgiving control-freak; a vindictive, bloodthirsty ethnic cleanser; a misogynistic, homophobic, racist, infanticidal, genocidal, filicidal, pestilential, megalomaniacal, sadomasochistic, capriciously malevolent bully.
I am agnostic only to the extent that I am agnostic about fairies at the bottom of the garden.
I am no more fundamentalist when I say evolution is true than when I say it is true that New Zealand is in the southern hemisphere.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
Canonical LCC
Argues that belief in God is irrational, and describes examples of religion's negative influences on society throughout the centuries, such as war, bigotry, child abuse, and violence.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.95)
0.5 9
1 97
1.5 12
2 168
2.5 44
3 614
3.5 163
4 1338
4.5 180
5 1166

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 163,464,279 livros! | Barra de topo: Sempre visível