Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Sisters in the Resistance : How Women Fought…
A carregar...

Sisters in the Resistance : How Women Fought to Free France, 1940-1945 (original 1995; edição 1998)

por Margaret Collins Weitz

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões
55Nenhum(a)380,745 (4)Nenhum(a)
Critical acclaim for Sisters in the Resistance "Often moving . . . always fascinating . . . women in the FrenchResistance is a key subject. Margaret Weitz has gathered personaltestimonies . . . and set them in an intelligible context thathelps us understand how all French people--men andwomen--experienced the Nazi occupation." --Robert Paxton, MellonProfessor of Social Sciences, Columbia University, and author ofVichy France: Old Guard and New Order, 1940-1944. "Compulsive reading . . . a valuable book which vividly portraysthe intricacies of resistance within France, written in an easy butserious style." --Times Literary Supplement (London). "An absolutely stunning and compelling chronicle of dauntlesscourage and unflagging patriotism." --Booklist. "[Margaret Collins Weitz's] well-researched, thoughtful study. . .has filled a gap in the history of World War II." --PublishersWeekly. "Balancing absorbing narrative and astute analysis, MargaretCollins Weitz has integrated the unsung achievements of women intothe history of the French Resistance." --Carole Fink, Professor ofHistory, The Ohio State University, and author of Marc Bloch: ALife in History. "Fifty years after the end of World War II, Sisters in theResistance renders homage to the courageous women of the FrenchResistance. It is high time for their contributions to be fullyacknowledged, and fortunate indeed that they have found such asympathetic, scholarly, and lucid chronicler in Margaret CollinsWeitz." --Marilyn Yalom, author of Blood Sisters: The FrenchRevolution in Women's Memory.… (mais)
Membro:jradd35
Título:Sisters in the Resistance : How Women Fought to Free France, 1940-1945
Autores:Margaret Collins Weitz
Informação:Wiley (1998), Edition: New Ed, Paperback
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:****
Etiquetas:French Resistance, history, WWII, France

Pormenores da obra

Sisters in the Resistance: How Women Fought to Free France, 1940-1945 por Margaret Collins Weitz (1995)

Nenhum(a)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

Sem críticas
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (2 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Margaret Collins Weitzautor principaltodas as ediçõescalculated
Olinsky, SusanDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"Madame. If the French army had been composed of women and not men, we Germans would never have gotten to Paris." Such were the German prosecutor's observations to Agnes Humbery at her trial. In the spring of 1941, she was arrested for Resistance activities and sentenced to five years in prison. Ten members of her group, including three women, received the death sentence.
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
To all the French women who resisted occupation, oppression, and injustice.
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
While doing research for several earlier books and a number of articles on women in France, I became aware of the indispensable but little-known contributions of French women to the defence of their country. - Preface
"My arm was badly mangled, but I refused to let them amputate.... - Chapter 1
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (3)

Critical acclaim for Sisters in the Resistance "Often moving . . . always fascinating . . . women in the FrenchResistance is a key subject. Margaret Weitz has gathered personaltestimonies . . . and set them in an intelligible context thathelps us understand how all French people--men andwomen--experienced the Nazi occupation." --Robert Paxton, MellonProfessor of Social Sciences, Columbia University, and author ofVichy France: Old Guard and New Order, 1940-1944. "Compulsive reading . . . a valuable book which vividly portraysthe intricacies of resistance within France, written in an easy butserious style." --Times Literary Supplement (London). "An absolutely stunning and compelling chronicle of dauntlesscourage and unflagging patriotism." --Booklist. "[Margaret Collins Weitz's] well-researched, thoughtful study. . .has filled a gap in the history of World War II." --PublishersWeekly. "Balancing absorbing narrative and astute analysis, MargaretCollins Weitz has integrated the unsung achievements of women intothe history of the French Resistance." --Carole Fink, Professor ofHistory, The Ohio State University, and author of Marc Bloch: ALife in History. "Fifty years after the end of World War II, Sisters in theResistance renders homage to the courageous women of the FrenchResistance. It is high time for their contributions to be fullyacknowledged, and fortunate indeed that they have found such asympathetic, scholarly, and lucid chronicler in Margaret CollinsWeitz." --Marilyn Yalom, author of Blood Sisters: The FrenchRevolution in Women's Memory.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (4)
0.5
1
1.5
2
2.5
3
3.5
4 3
4.5
5

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 163,138,344 livros! | Barra de topo: Sempre visível