Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

A Árvore dos Abraços (2005)

por Jorge Letria LETRIA

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões
1Nenhum(a)7,865,245 (4)Nenhum(a)
Adicionado recentemente porRitaCirne
Nenhum(a)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

Sem comentários
(...)A árvore dos abraços, depois de abraçar o menino que perdera a mãe, depois
de abraçar todos os que lhe solicitaram “o seu amparo e o seu carinho”, depois de ser
protegida de quem a queria abater para no seu lugar construir uma urbanização, “morreu
de cansaço e de velhice, mas morreu de pé”, um cansaço originado pelo sensacionalismo
criado à sua volta: “Tendo notícia do que ali acontecera, vieram pessoas para a zona
cobrar bilhetes a quem desejava aproximar-se da árvore e ser abraçado por ela. Foram
também essas pessoas que começaram a vender postais com a fotografia da árvore e
pedaços da sua casca áspera e grossa dentro de caixinhas de vidro. Chegara a hora de se
fazer negócio. Houve mesmo quem falasse num novo milagre que ali tinha acontecido.
Nesse dia vieram os jornais, e também as televisões, que queriam abrir os telejornais com
a reportagem em directo, já que nesse dia não havia nenhum escândalo na política nem
na vida social”. A citação é longa, mas serve para ilustrar uma das qualidades da escrita
de José Jorge Letria: a denúncia dos lugares-comuns da civilização, através de um discurso
despojado mas incisivo que tem como preocupação basilar contribuir para a formação de
leitores inconformados e hábeis na descodificação dos sinais de alienação e totalitarismo
que os poderes instituídos não conseguem encobrir completamente, apesar de disporem
de estratégias de comunicação muito evoluídas. (...)
 

Pertence a Série

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Era uma vez uma árvore que se parecia com muitas  outras árvores, embora, na realidade, fosse diferente de todas elas.
Citações
Últimas palavras
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
A árvore dos abraços é um livro de personagens fabulosas que assumem, personalidades mais próximas da realidade actual dos leitores, e além disto, tem o factor didáctico sobre a ecologia. "A Árvore dos Abraços apertava aqueles de quem mais gostava e que dela mais precisavam, oferecia-lhes o mais saboroso e raro de todos os frutos: o amor que ajuda a vencer as agruras da vida e os sofrimentos do mundo. Será que já começou a nascer uma árvore nova no seu lugar, com muitos mais abraços para dar?" 
Ilustrações de Joana Quental
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Géneros

Sem géneros

Avaliação

Média: (4)
0.5
1
1.5
2
2.5
3
3.5
4 1
4.5
5

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 209,016,079 livros! | Barra de topo: Sempre visível