Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

The Bell Jar (1963)

por Sylvia Plath

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
23,668415101 (3.97)532
Beautiful and gifted, with a bright future, Esther Greenwood descends into depression, suicidal thoughts, and madness while interning at a New York City magazine.
1960s (25)
To Read (14)
Teens (5)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 532 menções

Inglês (398)  Holandês (4)  Sueco (3)  Catalão (2)  Italiano (2)  Espanhol (2)  Todos (1)  Búlgaro (1)  Dinamarquês (1)  Todas as línguas (414)
Mostrando 1-5 de 414 (seguinte | mostrar todos)
The first thing that surprised me about this book was that it was so funny, at least for a little while. It’s beautifully written, sharply observed, incredibly harrowing, and deeply tragic. It’s such a goddamn shame that Plath didn’t stick around to tell more stories. This one is a masterpiece, and I’m glad I finally read it. I listened to an audiobook narrated by Maggie Gyllenhaal, who was a perfect fit. ( )
1 vote unsquare | Feb 16, 2021 |
Not really that depressing... ( )
  mcsp | Jan 25, 2021 |
In 1963, about a month after The Bell Jar was published, Sylvia Plath committed suicide. It was her only novel, and it's semi-autobiographical.

The story follows Esther Greenwood's life as a successful student and writer decent into madness. There are good reasons it's a classic. The writing, in particular is eloquent and and hauntingly beautiful. ( )
  nrt43 | Dec 29, 2020 |
I found the first half of this book very boring, and I didn't really see the point to it. I didn't get on with the writing style. However, I'm glad I stuck with it because I found the second half fascinating. It's a great insight into mental health treatment at that time, and somewhat scary to read how similar it is to some things which still go on today. It describes well the struggles that being mentally ill can bring and while not shying away from the ugliness, manages to bring a message of hope toward the end. ( )
  zacchaeus | Dec 26, 2020 |
I finished reading The Bell Jar on the anniversary of Silvia Platt's birthday. How interesting! It was a great read. She really knew how to lay down prose so that the reader is propelled from the opening paragraph through the final sentence. She thoroughly captured the feel of her main character, Esther Greenwood. I felt the depression and withdrawal grow as the story progressed. She captured the essence of her character's mind and conveyed it through her words. This is the type of writing I hope to accomplish. ( )
  drew_asson | Dec 3, 2020 |
Mostrando 1-5 de 414 (seguinte | mostrar todos)
Esther Greenwood's account of her year in the bell jar is as clear and readable as it is witty and disturbing. It makes for a novel such as Dorothy Parker might have written if she had not belonged to a generation infected with the relentless frivolity of the college- humor magazine. The brittle humor of that early generation is reincarnated in "The Bell Jar," but raised to a more serious level because it is recognized as a resource of hysteria.
 

» Adicionar outros autores (39 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Plath, Sylviaautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Ames, LoisBiographical Noteautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dorsman-Vos, W.A.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fleckhaus, WillyDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gyllenhaal, MaggieNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kaiser, ReinhardTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kurpershoek, RenéTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
for Elizabeth and David
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
It was a queer, sultry summer, the summer they electrocuted the Rosenbergs, and I didn't know what I was doing in New York.
[Foreword] You might think that classics like The Bell Jar are immediately recognized the moment they reach a publisher's office.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
That's one of the reasons I never wanted to get married. The last thing I wanted was infinite security and to be the place an arrow shoots off from. I wanted change and excitement and to shoot off in all directions myself, like the colored arrows from a Fourth of July rocket. (p. 69)
The trouble was, I hated the idea of serving men in any way.
"We'll take it up where we left off, Esther," she had said, with her sweet, martyr's smile. "We'll act as if all of this were a bad dream" A bad dream. To the person in the bell jar, blank and stopped as a dead baby, the world itself is the bad dream. A bad dream. I remembered everything. I remembered the cadavers and Doreen and the story of the fig tree and Marco's diamond and the sailor on the Common and Doctor Gordon's wall-eyed nurse and the broken thermometers and the Negro with his two kinds of beans and the twenty pounds I gained on insulin and the rock that bulged between sky and sea like a gray skull. Maybe forgetfulness, like a kind snow, should numb and cover them. But they were part of me. They were my landscape. (p. 181)
I took a deep breath, and listened to the old bray of my heart: I am, I am, I am.
I began to think that maybe it was true that when you were married and had children it was like being brainwashed, and afterward you went about numb as a slave in some private, totalitarian state. (p. 70)
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Beautiful and gifted, with a bright future, Esther Greenwood descends into depression, suicidal thoughts, and madness while interning at a New York City magazine.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Biblioteca Legada: Sylvia Plath

Sylvia Plath tem uma Biblioteca Legada. As bibliotecas legadas são bibliotecas privadas de leitores famosos introduzidas por membros do LibraryThing que integram o grupo Legacy Libraries.

Ver o perfil legado de Sylvia Plath.

Ver a página de autor de Sylvia Plath.

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (3.97)
0.5 3
1 92
1.5 17
2 267
2.5 53
3 1197
3.5 269
4 2292
4.5 202
5 1975

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 155,576,524 livros! | Barra de topo: Sempre visível