Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

After Caravaggio (2016)

por Michael Fried

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões
11Nenhum(a)1,417,344Nenhum(a)Nenhum(a)
A revelatory study of a school of remarkable painters from one of the great art historians of the 20th century During the twenty years following Caravaggio's death, his revolutionary precedent inspired the creation of a remarkable body of paintings. Drawing together works by Bartolomeo Manfredi, Valentin de Boulogne, Nicolas Tournier, Nicolas Régnier, Cecco del Caravaggio, and the young Jusepe de Ribera, Michael Fried examines the nature of this later generation's engagement with Caravaggio. The magnitude and interest of their achievements have long been recognized, but existing scholarship has touched only the surface. Fried approaches his topic with seriousness and sophistication, revealing the density of meaning and sheer pictorial ambition in the works of the painters known as the Caravaggisti.   Accessibly written, this beautifully illustrated book combines an account of works by Manfredi, Valentin, Tournier, Regnier, and Ribera with a detailed case study of Cecco del Caravaggio's Resurrection (1619-20), and concludes by surveying a group of paintings by Guercino, a painter not counted among the Caravaggisti, but whose strategies in relation to the viewer aligned him with their interests. Fried moves with agility between broad and focused fields of vision. In his final remarks, he makes a compelling case for understanding these paintings in relation to the thought of René Descartes.… (mais)
Nenhum(a)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

Sem críticas
sem críticas | adicionar uma crítica
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

A revelatory study of a school of remarkable painters from one of the great art historians of the 20th century During the twenty years following Caravaggio's death, his revolutionary precedent inspired the creation of a remarkable body of paintings. Drawing together works by Bartolomeo Manfredi, Valentin de Boulogne, Nicolas Tournier, Nicolas Régnier, Cecco del Caravaggio, and the young Jusepe de Ribera, Michael Fried examines the nature of this later generation's engagement with Caravaggio. The magnitude and interest of their achievements have long been recognized, but existing scholarship has touched only the surface. Fried approaches his topic with seriousness and sophistication, revealing the density of meaning and sheer pictorial ambition in the works of the painters known as the Caravaggisti.   Accessibly written, this beautifully illustrated book combines an account of works by Manfredi, Valentin, Tournier, Regnier, and Ribera with a detailed case study of Cecco del Caravaggio's Resurrection (1619-20), and concludes by surveying a group of paintings by Guercino, a painter not counted among the Caravaggisti, but whose strategies in relation to the viewer aligned him with their interests. Fried moves with agility between broad and focused fields of vision. In his final remarks, he makes a compelling case for understanding these paintings in relation to the thought of René Descartes.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Genres

Melvil Decimal System (DDC)

759.5 — Arts and Recreation Painting Historical, geographic, persons treatments Italy and region

Classificação da Biblioteca do Congresso dos EUA (LCC)

Avaliação

Média: Sem avaliações.

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 162,515,234 livros! | Barra de topo: Sempre visível