Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

The Poetics of Space por Gaston Bachelard
A carregar...

The Poetics of Space (original 1957; edição 1994)

por Gaston Bachelard (Autor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
2,059175,676 (4.12)15
Beloved and contemplated by philosophers, architects, writers, and literary theorists alike, Bachelard's lyrical, landmark work examines the places in which we place our conscious and unconscious thoughts and guides us through a stream of cerebral meditations on poetry, art, and the blooming of consciousness itself. Houses and rooms; cellars and attics; drawers, chests and wardrobes; nests and shells; nooks and corners- no space is too vast or too small to be filled by our thoughts and our reveries. With an introduction by acclaimed philosopher Richard Kearney and a foreword by author Mark Z. Danielewski.… (mais)
Membro:edwardlinton
Título:The Poetics of Space
Autores:Gaston Bachelard (Autor)
Informação:Beacon Press (1994), Paperback, 288 pages
Colecções:Italy, A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

The Poetics of Space por Gaston Bachelard (1957)

A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 15 menções

I am my own hiding place. Pg.88.

The primitiveness of refuge. the animal movements of withdrawal. Pg 91

( )
  Formed.un.in | Jul 25, 2020 |
Very well done and thoroughly intriguing. ( )
  DanielSTJ | May 5, 2019 |
I bought this at the James Castle House in Boise, Idaho, inasmuch as Deleuze and hourglasses were both mentioned (and I bought an hourglass, too). A fabulous, sustained reverie for the poet in us all.
  kencf0618 | Mar 19, 2019 |
This and the other Bachelard translations inspired my best work (poetry) in a series that took me through in excess of 700 poems.

I think his ability to thoughtfully examine space, from a perspective that that is contemplative rather than analytical s a wonderful variant.

Works well for me, at the least. ( )
  Frank_Prem | Feb 22, 2019 |
[W]e are never real historians, but always near poets, and our emotion is perhaps nothing but an expression of a poetry that was lost.

This is not what I expected. The Poetics of Space is not some rigorous discussion of the concept of home or the distinction between inside and outside. This is a meditation. Bachelard prefers "daydream". As one reads, one takes shorthand from the philosopher's imagination. The text is steeped in whimsy and speculation. The citations refer to the poetic, not the philosophical. Heidegger is not mentioned. I suspect that is political.

Borrowing Bachelard's seminal point of contact, his Poetics remains half-open. The idea of the house and dwelling is only explored on the hoof; broader issues of the miniature and the vast are extended the lengthier chew. I loved the sections on nests and wardrobes, each dizzying with references to Rimbaud and insularity. I simply felt the wider thrust of the book abandoned the thesis of the Home.

This then is my ancestral forest. And all the rest is fiction.
( )
1 vote jonfaith | Feb 22, 2019 |
Mostrando 1-5 de 17 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (14 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Gaston Bachelardautor principaltodas as ediçõescalculated
Jolas, MariaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Stilgoe, John R.Prefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
A philosopher who has evolved his entire thinking from the fundamental themes of the philosophy of science, and followed the main line of the active, growing rationalism of contemporary science as closely as he could, must forget his learning and break with all his habits of philosophical research, if he wants to study the problems posed by the poetic imagination.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (2)

Beloved and contemplated by philosophers, architects, writers, and literary theorists alike, Bachelard's lyrical, landmark work examines the places in which we place our conscious and unconscious thoughts and guides us through a stream of cerebral meditations on poetry, art, and the blooming of consciousness itself. Houses and rooms; cellars and attics; drawers, chests and wardrobes; nests and shells; nooks and corners- no space is too vast or too small to be filled by our thoughts and our reveries. With an introduction by acclaimed philosopher Richard Kearney and a foreword by author Mark Z. Danielewski.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (4.12)
0.5
1 5
1.5
2 5
2.5
3 24
3.5 9
4 57
4.5 5
5 72

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 155,639,800 livros! | Barra de topo: Sempre visível