Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Raven Brought the Light por Kristin Gleeson
A carregar...

Raven Brought the Light (edição 2015)

por Kristin Gleeson (Autor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões
3Nenhum(a)3,333,464Nenhum(a)Nenhum(a)
Love is eternal, crossing time spans. To escape recent betrayal and loss, Irish archaeology student, Brid Ni Laoghaire seizes the chance to be a last minute replacement on a dig in a remote Chinese desert and discovers a dangerous secret that links her to an ancient past. An Alaskan Tlingit Indian, John Sheldon, leads the team, and their incredible discoveries arouse hostility in the Chinese officials sent to observe the dig. As more items are examined, Brid begins to have startling visions that link her to the past which complicate the growing attraction between her and the emotionally troubled John. How could she be connected to a people that lived 3500 years ago? Meanwhile the Chinese officials' hostility grows and unease among staff rises, all of which threaten to undermine the expedition and, eventually, John and Brid's lives. Part of the Celtic Knot Series… (mais)
Membro:Samantha_D
Título:Raven Brought the Light
Autores:Kristin Gleeson (Autor)
Informação:An Tig Beag Press (2015), 284 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:to-read

Pormenores da obra

Raven Brought the Light por Kristin Gleeson

Adicionado recentemente porSamantha_D, nevans1972, Ermina

Nenhum(a).

Nenhum(a)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

Sem críticas
sem críticas | adicionar uma crítica
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Love is eternal, crossing time spans. To escape recent betrayal and loss, Irish archaeology student, Brid Ni Laoghaire seizes the chance to be a last minute replacement on a dig in a remote Chinese desert and discovers a dangerous secret that links her to an ancient past. An Alaskan Tlingit Indian, John Sheldon, leads the team, and their incredible discoveries arouse hostility in the Chinese officials sent to observe the dig. As more items are examined, Brid begins to have startling visions that link her to the past which complicate the growing attraction between her and the emotionally troubled John. How could she be connected to a people that lived 3500 years ago? Meanwhile the Chinese officials' hostility grows and unease among staff rises, all of which threaten to undermine the expedition and, eventually, John and Brid's lives. Part of the Celtic Knot Series

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: Sem avaliações.

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 155,589,494 livros! | Barra de topo: Sempre visível