Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

The Invention of Hugo Cabret (2007)

por Brian Selznick, Brian Selznick (Ilustrador)

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões / Menções
8,453640707 (4.3)1 / 542
When twelve-year-old Hugo, an orphan living and repairing clocks within the walls of a Paris train station in 1931, meets a mysterious toyseller and his goddaughter, his undercover life and his biggest secret are jeopardized.
Adicionado recentemente porweird_O, RachelBakke, loafhunter13, biblioteca privada, Lucy_B, Arina42, ImaginarySpace, TamaraReadsBooks, ejmw
  1. 60
    Wonderstruck por Brian Selznick (Unoriginality)
    Unoriginality: It is the same author with many beautiful illustrations. Hugo is superior in my opinion, but Wonderstruck is still a very good read.
  2. 40
    The Arrival por Shaun Tan (teelgee)
  3. 20
    The City of Dreaming Books por Walter Moers (bookmomo)
    bookmomo: If you like books with (meaningful) illustrations for older readers, you might like this one, too.
  4. 10
    You Can't Take a Balloon into the Metropolitan Museum por Jacqueline Preiss Weitzman (missmaddie)
    missmaddie: Great illustrations tell the story as well as any words!
  5. 10
    A Monster Calls por Patrick Ness (kaledrina)
  6. 21
    Chasing Vermeer por Blue Balliett (FFortuna)
  7. 00
    Mystery of the Silent Friends por Robin Gottlieb (infiniteletters)
  8. 00
    The Son of Neptune por Rick Riordan (MField)
  9. 00
    Silent Movie por Avi (raizel)
    raizel: The medium reflecting the message.
  10. 00
    The Second Mrs. Gioconda por E. L. Konigsburg (Runa)
  11. 01
    The Clockwork Three por Matthew J. Kirby (infiniteletters)
  12. 01
    The Magic Thief por Sarah Prineas (FFortuna)
  13. 01
    The Tale of Despereaux: Being the Story of a Mouse, a Princess, Some Soup and a Spool of Thread por Kate DiCamillo (zjeszay)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Inglês (621)  Francês (3)  Português (Portugal) (2)  Italiano (2)  Espanhol (2)  Sueco (1)  Holandês (1)  Alemão (1)  Dinamarquês (1)  Catalão (1)  Todas as línguas (635)
Mostrando 2 de 2
Hugo Cabret é um menino órfão que vive escondido na central de trem de Paris dos anos 1930. Esgueirando-se por passagens secretas, Hugo cuida dos gigantescos relógios do lugar - escuta seus compassos, observa os enormes ponteiros e responsabiliza-se pelo funcionamento das máquinas. A sobrevivência de Hugo depende do anonimato - ele tenta se manter invisível porque guarda um incrível segredo, que é posto em risco quando o severo dono da loja de brinquedos da estação e sua afilhada cruzam o caminho do garoto. Um desenho enigmático, um caderno valioso, uma chave roubada e um homem mecânico estão no centro desta história, que, narrada por texto e imagens, procura misturar elementos dos quadrinhos e do cinema. ( )
  Helo_Miranda | Aug 14, 2014 |
O cenário da estória é a linda Paris, onde a maioria dos eventos acontecem numa estação de trem, lugar que Hugo mora. Lá ele mantem todos os relógios funcionando, filho de um relojoeiro que morreu num terrível incêndio. Após a morte do pai Hugo vai morar com o Tio Claude na estação, mas Claude some deixando o menino sozinho. Sem dinheiro nosso protagonista rouba comida para não morrer de fome, e peças na loja de brinquedos do Sr. George para consertar o autômato que seu pai encontrou abandonado no Museu. Ele conhece Isabelle, sobrinha/afilhada do Sr. George, Hugo a trata com muita hostilidade, mas a gentil mocinha só que ajuda-lo e não desiste dele. Será que Hugo permitirá esta aproximação? Conseguirá fazer funcionar o autômato? Leia o livro e descubra.

A leitura é bem leve e o autor nos faz viajar nesta fantasia com uma narrativa simples e muito emocionante. A estória nos traz a magia do cinema , os primeiros filmes de ficção, como foram criados e claro com um pouco de mágica. No livro encontramos o início de um dos pioneiros na criação do cinema, a beleza de realizar nossos sonhos nas telas, o quanto é lindo sonhar.

O livro não traz só aspectos felizes e de beleza, o autor trata também de tristeza e morte. O quanto pode ser difícil perder a pessoa que ama e ter que continuar vivendo, e as dificuldades de ficar sozinho sendo apenas uma criança. Retrata também pessoas que tiveram sua alegria tomada e se trancou no seu mundo de amargura, já não acreditando em felicidade e por conta disto destrói a alegria de outros pela crença que no fim tudo se acaba e não há como ser feliz.

Os personagens são de uma grandeza que te faz apaixonar-se por cada um deles. Hugo é um menino triste que teve a infelicidade da morte do pai e o abandono do tio. Mesmo assim ele não perde a fé em seu propósito e tenta alcança-lo com base no que seu pai ensinou. De certo ele se torna bem arredio e grosseiro, aspecto que não gostei no livro, mas que nem por isso me fez gostar menos de Hugo. Isabelle a sobrinha/afilhada do dono da loja de brinquedos, é carinhosa, gentil, meiga e às vezes bem teimosa. Ela sempre esta disposta a ajudar Hugo, mesmo ele sendo tão grosseiro. O dono da loja de brinquedos, Sr. George, é um velho muito amargurado que não tem mais alegria na vida e tenta passar essa tristeza adiante, por causa de situações desagradáveis que aconteceram com ele no passado.

A Diagramação do livro esta maravilhosa, nos inserimos no mundo de Hugo Cabret através da leitura e ilustrações que ajudam a assimilar a estória nos causando sensações de acordo com o ritmo e momento da narrativa. Um ótimo trabalho de edição. ( )
  paulafreire | Apr 10, 2012 |
Mostrando 2 de 2
The story is an engaging meditation on fantasy, inventiveness, and a thrilling mystery in its own right. No knowledge of early cinema is necessary to enjoy it, but for those who do know just a little, the rewards are even greater.
 
The carefully selected details make Hugo Cabret feel like, well, a machine, full of tiny interlocking parts, built to fuel a curious child’s lifelong infatuation with wonder.
 
The Invention of Hugo Cabret is full of magic ... for the child reader, for the adult reader, the film lover, the art lover, for anyone willing to give it a go. If you’re scared of the size or the concept, don’t be. Open your mind, pour Selznick’s creation in, and be reminded of the dream of childhood.
 
With The Invention of Hugo Cabret, the American illustrator/author Brian Selznick seems to have invented a new kind of book. It's at once a picture book, a graphic novel, a rattling good yarn and an engaging celebration of the early days of the cinema. All in black and white.
 
It is wonderful.
 

» Adicionar outros autores (11 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Selznick, Brianautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Selznick, BrianIlustradorautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Paracchini, FabioTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Santen, Gert vanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Belongs to Publisher Series

Tem a adaptação

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Hugo (2011IMDb)
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For Remy Charlip and for David Serlin
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
From his perch behind the clock, Hugo could see everything.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Hugo felt sure that the note was going to answer all of his questions and tell him what to do now that he was alone. The note was going to save his life.
The coffee was hot, and as Hugo let it cool, he looked around the cavernous station at all the people rushing by with a thousand different places to go. When he saw them from above he always thought the travelers looked like cogs in an intricate, swirling machine. But up close, amid the bustle and the stampede, everything just seemed noisy and disconnected.
Hugo though about his father’s description of the automaton. “Did you ever notice that all machines are made for some reason?” he asked Isabelle. “They are built to make you laugh, like the mouse here, or to tell the time, like clocks, or to fill you with wonder, like the automaton. Maybe that’s why a broken machine always makes me a little sad, because it isn’t able to do what it was meant to do.”
“I like to imagine that the world is one big machine. You know, machines never have any extra parts. They have the exact number and type of parts they need. So I figure if the entire world is a big machine, I have to be here for some reason. And that means you have to be here for some reason, too.”
When you wind it up, it can do something I'm sure no other automaton in the world can do. It can tell you the incredible story of Georges Méliès, his wife, their goddaughter, and a beloved clock maker whose son grew up to be a magician.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (3)

When twelve-year-old Hugo, an orphan living and repairing clocks within the walls of a Paris train station in 1931, meets a mysterious toyseller and his goddaughter, his undercover life and his biggest secret are jeopardized.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (4.3)
0.5 3
1 11
1.5 4
2 40
2.5 24
3 291
3.5 99
4 812
4.5 182
5 1237

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 157,777,005 livros! | Barra de topo: Sempre visível