Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Washington Black

por Esi Edugyan

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
2,2741346,848 (3.91)263
Washington Black is an eleven-year-old field slave who knows no other life than the Barbados sugar plantation where he was born. When his master's eccentric brother chooses him to be his manservant, Wash is terrified of the cruelties he is certain await him. But Christopher Wilde, or "Titch," is a naturalist, explorer, scientist, inventor, and abolitionist. He initiates Wash into a world where a flying machine can carry a man across the sky; where two people, separated by an impossible divide, might begin to see each other as human; and where a boy born in chains can embrace a life of dignity and meaning. But when a man is killed and a bounty is placed on Wash's head, Titch abandons everything to save him. What follows is their flight along the eastern coast of America, and, finally, to a remote outpost in the Arctic, where Wash, left on his own, must invent another new life.… (mais)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 263 menções

Inglês (131)  Italiano (1)  Alemão (1)  Todas as línguas (133)
Mostrando 1-5 de 133 (seguinte | mostrar todos)
Thriller
  BooksInMirror | Feb 19, 2024 |
I liked the first half of this quite a bit. The second half lost momentum for me and truth be told, it’s probably not the fault of the novel. I was traveling and running races and not getting much sleep and I just became disconnected with the flow of the whole story. I think it deserved better from me.

Some lovely writing for sure. ( )
  hmonkeyreads | Jan 25, 2024 |
È abbastanza evidente che questo romanzo non è stato scritto da un*autorǝ bianchǝ, che quando raccontano questo genere di storia tendono a fare della persona bianca che tratta in maniera normale e umana la persona nera in tempi di schiavitù e/o segregazione negli USA un*eroǝ. Edugyan, invece, nel raccontare lo sviluppo del rapporto tra Titch, uno dei figli del proprietario di una piantagione di canna da zucchero nelle Barbados, e Wash, uno dellз schiavз che in quella piantagione sono costrettз a lavorare, ci fa domandare: ma Titch è davvero una brava persona?

La domanda sorge spontanea nel corso della lettura perché Titch è un abolizionista e chiaramente è raccapricciato dalle condizioni dellз schiavз nella piantagione di famiglia, ma allo stesso tempo non si fa troppi scrupoli nel chiedere al fratello (che materialmente gestisce la piantagione) di prestargli una manciata di schiavз per i suoi esperimenti scientifici. Uno di questз schiavз, Wash, instaurerà con lui un rapporto molto stretto che continuerà a interrogarci sulle reali intenzioni di Titch. Che poi è un modo per interrogare noi stessз: quanto è solido il nostro antirazzismo? Quanto del nostro antirazzismo è genuino e quanto è parte della nostra vanità e della nostra velleità di essere le brave persone che sogniamo di essere?

Ecco, il rapporto tra Titch e Wash è abbastanza esemplare delle fratture che il razzismo crea nei rapporti interpersonali tra persone bianche e persone razzializzate: Titch non è cattivo, ma nemmeno buono come probabilmente si pensa. È un uomo bianco cresciuto in una società profondamente razzista e ha scalfito appena la superficie del suo razzismo: non basta posare la frusta per non essere più uno schiavista.

Peccato aver avuto con questo romanzo lo stesso problema che avevo avuto con Questo suono è una leggenda: la storia ha catturato subito la mia attenzione, ma, esaurita la sua propulsione iniziale, mi sono ritrovata in una palude. La parte centrale del romanzo mi ha annoiata terribilmente ed è stata una faticaccia arrivare alla parte finale, dove la storia riprende forza. A questo punto penso proprio di avere un problema con quest’autrice, che scrive di tematiche molto interessanti, ma che non riesce proprio a mantenere desto il mio interesse per tutta la durata della storia. ( )
  lasiepedimore | Dec 3, 2023 |
3.5 stars ( )
  feralcreature | Oct 31, 2023 |
really nice audio reading ( )
  nogomu | Oct 19, 2023 |
Mostrando 1-5 de 133 (seguinte | mostrar todos)
The reader can almost see what is coming. Since Barbados was under British rule, slavery was abolished there in 1834. This, then, could be a novel about the last days of the cruelty, about what happens to a slave-owning family and to the slaves during the waning of the old dispensation.

The Canadian novelist Esi Edugyan has other ideas, however. She is determined that the fate of Washington Black will not be dictated by history, that the novel instead will give him permission to soar above his circumstances and live a life that has been shaped by his imagination, his intelligence and his rich sensibility....Edugyan is willing to take great risks to release the reader from any easy or predictable interpretations of Washington. She is not afraid to allow him to have thoughts and knowledge that seem oddly beyond his command. That is part of his ambiguous power in the book, the idea that, owing to his unusual quickness and subtlety of mind, Washington can be trusted to know more than he should
 
Washington Black opens on a 19th-century sugar plantation in Barbados and launches into the horrors of that experience from the child’s-eye view of the eponymous Washington Black, an 11-year-old slave. But it would be a mistake to think that Esi Edugyan’s Man Booker-longlisted third book is an earnest story of colonial slavery....it is clear that Edugyan is coming at her subject sideways, not with gritty realism but with fabular edges, and as much concerned with the nature of freedom as with slavery, both for her white characters and black....The beauty here lies in Edugyan’s language, which is precise, vivid, always concerned with wordcraft and captivating for it...It’s not what readers who are wedded to realism might want, but Edugyan’s fiction always stays strong, beautiful and beguiling.
 

» Adicionar outros autores (4 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Edugyan, Esiautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Burdeny, DaveArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dyer, PeterDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Graham, DionNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hansen, JanetDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Paassen, Catalien vanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pappas, Cassandra J.Designerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Read, AlexandraArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wilson, JoeArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Pertence à Série da Editora

Prémios

Distinctions

Notable Lists

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For Cleo & Maddox
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
I might have been ten, eleven years old—I cannot say for certain—when my first master died.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
I had not thought he bore any sort of relation to the master, but now the resemblance rose to sight, like a watermark: the brisk, bright-coloured eyes, the oddly plump lower lips, the way each man punctuated the ends of certain phrases with a languid sweep of the hand, as if the gesture were being performed underwater.
"I will never understand why you seek offence in everything I say. It is only the two of us here, and I have come for a limited stay. Would our time not be better enjoyed if we tried to understand each other?"
My voice seemed to stick to my ribs.
I was surprised by his great need to talk, as though he had gone several years without companionship.
But no secret can be kept for long. It is one of the truths of this world.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Washington Black is an eleven-year-old field slave who knows no other life than the Barbados sugar plantation where he was born. When his master's eccentric brother chooses him to be his manservant, Wash is terrified of the cruelties he is certain await him. But Christopher Wilde, or "Titch," is a naturalist, explorer, scientist, inventor, and abolitionist. He initiates Wash into a world where a flying machine can carry a man across the sky; where two people, separated by an impossible divide, might begin to see each other as human; and where a boy born in chains can embrace a life of dignity and meaning. But when a man is killed and a bounty is placed on Wash's head, Titch abandons everything to save him. What follows is their flight along the eastern coast of America, and, finally, to a remote outpost in the Arctic, where Wash, left on his own, must invent another new life.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.91)
0.5
1 2
1.5 2
2 24
2.5 3
3 106
3.5 63
4 227
4.5 55
5 122

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 204,229,627 livros! | Barra de topo: Sempre visível