Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Waiting for Godot por Samuel Beckett
A carregar...

Waiting for Godot (original 1953; edição 2011)

por Samuel Beckett

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
12,988161475 (3.9)325
Classic Literature. Drama. Fiction. Literature. HTML:

From an inauspicious beginning at the tiny Left Bank Theatre de Babylone in 1953, followed by bewilderment among American and British audiences, Waiting for Godot has become of the most important and enigmatic plays of the past fifty years and a cornerstone of twentieth-century drama. As Clive Barnes wrote, "Time catches up with genius ... Waiting for Godot is one of the masterpieces of the century."
The story revolves around two seemingly homeless men waiting for someone??or something??named Godot. Vladimir and Estragon wait near a tree, inhabiting a drama spun of their own consciousness. The result is a comical wordplay of poetry, dreamscapes, and nonsense, which has been interpreted as mankind's inexhaustible search for meaning. Beckett's language pioneered an expressionistic minimalism that captured the existential post-World War II Europe. His play remains one of the most magical and beautiful allegories of our time
… (mais)

Membro:steven.skytower
Título:Waiting for Godot
Autores:Samuel Beckett
Informação:Grove, Paperback, 109 pages
Coleções:A sua biblioteca
Avaliação:****
Etiquetas:Nenhum(a)

Informação Sobre a Obra

Waiting for Godot: A Tragicomedy in Two Acts por Samuel Beckett (1953)

  1. 172
    Rosencrantz and Guildenstern Are Dead por Tom Stoppard (acenturyofsleep)
    acenturyofsleep: Stoppard's play's been called "Waiting for Hamlet," as both are existentialist plays featuring a pair of clueless (yet tragic) idiots.
  2. 50
    Rhinoceros por Eugène Ionesco (interference)
    interference: Ebenfalls ein Klassiker des Absurden Theaters.
  3. 30
    Incidences por Daniil Kharms (ateolf)
  4. 20
    The Trial por Franz Kafka (SandraArdnas)
    SandraArdnas: Both masterpieces of the absurd
  5. 10
    The Woman in the Dunes por Kōbō Abe (christiguc)
  6. 10
    Seven Plays por Sam Shepard (SandraArdnas)
  7. 00
    Mercier and Camier por Samuel Beckett (EMS_24)
    EMS_24: Two man, trying to escape the city what doesn't succeed. Absurdism, exentialism, repetition.
  8. 03
    Beatrice and Virgil por Yann Martel (Othemts)
1950s (19)
AP Lit (64)
scav (51)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 325 menções

Peça-chave do teatro do absurdo, história que reúne duas das duplas mais conhecidas dos palcos – Vladimir/Estragon e Pozzo/Lucky. Becket foi o inventor da farsa metafísica, misturador do trágico, do burlesco e do cómico. "O que eu quis dizer é exactamente o que eu disse", afirmou. ( )
  LuisFragaSilva | Nov 8, 2020 |

» Adicionar outros autores (62 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Beckett, Samuelautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Andrade, Fabio de SouzaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Brée, GermaineEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bryden, MaryIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Deardoff, Kenneth R.Designer da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Duckworth, ColinEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eriksson, Göran O.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eriksson, Lill-IngerTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kuhlman, RoyDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ouředník, PatrikTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Phillips, TomIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schoenfeld, EricEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Pertence à Série da Editora

Está contido em

Tem a adaptação

É parodiada em

Tem como estudo

Tem como suplemento

Tem um comentário sobre o texto

Tem um guia de estudo para estudantes

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Estragon, sitting on a low mound, is trying to take off his boot. He pulls at it with both hands, panting. He gives up, exhausted, rests, tries again.
As before.
Enter Vladimir
ESTRAGON: (giving up again) Nothing to be done.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"Don't talk to me. Don't speak to me. Stay with me."
ESTRAGON: Nothing happens, nobody comes, nobody goes, it's awful!
ESTRAGON: We've lost our rights?
VLADIMIR: [Distinctly.] We got rid of them.
VLADIMIR: That passed the time.
ESTRAGON: It would have passed in any case.
VLADIMIR: Yes, but not so rapidly.
VLADIMIR: Moron!
ESTRAGON: Vermin!
VLADIMIR: Abortion!
ESTRAGON: Morpion!
VLADIMIR: Sewer-rat!
ESTRAGON: Curate!
VLADIMIR: Cretin!
ESTRAGON: [With finality.] Crritic!
VLADIMIR: Oh!
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Nota de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
3518365010 1971 softcover trilingual suhrkamp taschenbuch 1
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

Classic Literature. Drama. Fiction. Literature. HTML:

From an inauspicious beginning at the tiny Left Bank Theatre de Babylone in 1953, followed by bewilderment among American and British audiences, Waiting for Godot has become of the most important and enigmatic plays of the past fifty years and a cornerstone of twentieth-century drama. As Clive Barnes wrote, "Time catches up with genius ... Waiting for Godot is one of the masterpieces of the century."
The story revolves around two seemingly homeless men waiting for someone??or something??named Godot. Vladimir and Estragon wait near a tree, inhabiting a drama spun of their own consciousness. The result is a comical wordplay of poetry, dreamscapes, and nonsense, which has been interpreted as mankind's inexhaustible search for meaning. Beckett's language pioneered an expressionistic minimalism that captured the existential post-World War II Europe. His play remains one of the most magical and beautiful allegories of our time

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.9)
0.5 9
1 79
1.5 9
2 175
2.5 24
3 522
3.5 92
4 836
4.5 104
5 906

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 206,032,470 livros! | Barra de topo: Sempre visível