Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

The House on Mango Street (1984)

por Sandra Cisneros

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
10,624230670 (3.64)245
Classic Literature. Fiction. Literature. HTML:NATIONAL BESTSELLER ? A coming-of-age classic, acclaimed by critics, beloved by readers of all ages, taught in schools and universities alike, and translated around the world??from the winner of the 2019 PEN/Nabokov Award for Achievement in International Literature.
The House on Mango Street is the remarkable story of Esperanza Cordero, a young Latina girl growing up in Chicago, inventing for herself who and what she will become. Told in a series of vignettes-sometimes heartbreaking, sometimes deeply joyous-Sandra Cisneros' masterpiece is a classic story of childhood and self-discovery. Few other books in our time have touched so many readers.
??Cisneros draws on her rich [Latino] heritage ... and seduces with precise, spare prose, creat[ing] unforgettable characters we want to lift off the page. She is not only a gifted writer, but an absolutely essential one.? ??The New York Times B
… (mais)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 245 menções

Inglês (224)  Espanhol (3)  Todas as línguas (227)
Mostrando 1-5 de 227 (seguinte | mostrar todos)
I love the writing style, and how it's told in vignettes. ( )
  Dances_with_Words | Jan 6, 2024 |
In The House on Mango Street, author Sandra Cisneros creates a tender and touching coming-of-age tale focused on Esperanza Cordero, a young Hispanic girl growing up in an impoverished, mixed-race neighborhood in Chicago. Billed as a novel, the book is really a collection of more than forty linked episodes, all told through Esperanza’s eyes as she tries to figure out the world around her while moving—reluctantly most days, it seems—from childhood to womanhood. All those tales are quite short, seldom more than a few pages in length, and each captures a specific moment in Esperanza’s upbringing or myriad relationships with friends and family that serves to underscore the book’s main themes of culture differences, wealth disparities, and gender roles.

This is a beautifully written story that reads as much like a prose poem as a traditional narrative. That is not all that surprising; in the version I read (i.e., the 25th anniversary edition), Cisneros includes an enlightening Introduction detailing the book’s origins dating to her time in a graduate writing program when she was struggling with the decision to move from writing poetry to producing short fiction. At times, it felt like the author must have been midway through that transition when she finished The House on Mango Street, which certainly produced an effective result. It was also clear from the Introduction that much of the story is autobiographical, based on Cisneros’ own experiences growing up in Chicago as part of a Hispanic family that struggled economically at times.

The choice to relate events entirely from Esperanza’s perspective was interesting, but one that led to a mixed outcome for me. I like first-person narration because, if you are going to encounter an unreliable narrator, that is the way the story needs to be told. And, without question, Esperanza is an unreliable narrator, not because she is deceitful or hiding a terrible secret, but simply because her age and lack of experience do not always allow her to perceive things the way they are. However, that limited perspective, while great for a story about growing up, also led to a very slight tale in which not a lot happens. Essentially, what we get amounts to a few months in the life of a young girl for whom Mango Street symbolizes who she is but also a place she desperately wants to leave. Overall, this is a poignant story that is well worth the brief amount of time it demands of the reader. ( )
  browner56 | Jan 1, 2024 |
I'm going to be honest and say that I did not choose this book for pleasure reading. I actually only read it because I will be utilizing some of the vignettes for my AP Spanish Lang course I'll be teaching this year.

While I can understand the cultural significance and the literary value this book holds, on a more personal level I can't say that I enjoyed it. I tried approaching this from an open mind and more laid back perspective, but it didn't work. It may have been my subconscious trying to find things that I could factor into my lessons, or the fact that reading this is Spanish was complete different than reading it in English (the original language it was written in). Whatever it was, I did have a hard time wanting to finish it. If it wasn't for the reading challenge I would have filed this under my dnf pile. I will give [a:Elena Poniatowska|32135|Elena Poniatowska|https://images.gr-assets.com/authors/1203572583p2/32135.jpg] credit for her translation of this book though! I think if it had been anyone else, the translation wouldn't have done it justice.

Now in terms of the content, I will say this book has a lot to offer especially given the perspective of a young Chicana growing up in Chicago. This book is a good book. It teaches the reader a lot about what Chican@s go through in a country in which racism is prevalent and opportunities aren't always easy to come by. Lastly, one thing that [a:Sandra Cisneros|13234|Sandra Cisneros|https://images.gr-assets.com/authors/1342038396p2/13234.jpg] does really well is experiment with different literary forms. It definitely took me a couple of rereading of certain vignettes to fully understand what was happening.

Overall, it's a good read. Worth a try I'd say. ( )
  KrabbyPattyCakes | Dec 3, 2023 |
Refreshing and unexpectedly heart-warming and inspiring...a buoyant version of Miguel Street ( )
  breathstealer | Sep 19, 2023 |
Se você pesquisar por "Geraldo No Last Name" no Google, você encontrará diversas aulas sobre esta pequena história. É retirado deste livro aqui, e utilizado frequentante nas aulas de inglês do Ensino Médio dos Estados Unidos, dado toda a sua temática. É curtinho, resolvi traduzi-lo só por exercício, mas que pode também ter alguma utilidade, portanto, segue:

Geraldo Sem Sobrenome — Sandra Cisneros

Ela o conheceu em um clube de dança. Jovem, e bonito. Disse que trabalhava em um restaurante, mas ela não se lembrava qual. Geraldo.

Era tudo. Bermudas verdes e camiseta de fim-de-semana. Era tudo que ela sabia.

Não havia como saber que ela seria a última pessoa a vê-lo vivo. Um acidente, sabe.

Atropelamento seguido de fuga. Marin, ela frequenta todos os clubes. Uptown. Logan. Embassy. Palmer. Aragon. Fontana. Ela adora dançar. Sabe como fazer cumbias, salsas e até mesmo rancheras. E ele era só alguém com quem ela dançou. Mais uma pessoa com quem cruzou aquela noite.

É isso.

Essa é a história. Foi o que ela repetiu de novo e de novo. Uma vez para os médicos e duas para os policiais. Não tinha endereço. Não tinha nome. Nada nos bolsos. Era uma pena.

Marin não sabia dizer por que razão aquilo importava, as horas e horas, por alguém que ela não conhecia. A sala de emergência do hospital. Ninguém a não ser um estagiário trabalhando completamente sozinho. E talvez se o cirurgião tivesse aparecido, se ele não tivesse perdido tanto sangue, se o cirurgião tivesse vindo mais cedo, saberiam quem notificar e onde.

Mas que diferença fazia? Ele não significava para ela. Não era seu namorado ou nada parecido. Só outro bracero que não falava inglês. Só outro indigente. Você conhece o tipo. Aqueles que sempre aparentam estarem envergonhados. E Marin, que foi mandada para casa com seu casaco e algumas aspirinas. O que ela achava disso tudo?

Ela o encontrou no clube de dança. Geraldo de camisa colorida e bermudas verdes. Geraldo que ia ao clube dançar.

Por quê importava?

Eles nunca viram as quitinetes. Não sabiam sobre os quartos de cômodo único que ele alugava para dormir, do dinheiro semanal que mandava para casa, do câmbio em moeda estrangeira. Como poderiam saber?

Seu nome era Geraldo. E sua casa ficava em outro país. Aqueles que ele deixou para trás estão longe, vão questionar, encolher os ombros, lembrar. Geraldo — ele foi para lá… E dele nunca mais ouvimos falar.
  RolandoSMedeiros | Aug 1, 2023 |
Mostrando 1-5 de 227 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (8 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Sandra Cisnerosautor principaltodas as ediçõescalculado
Gonzalez, NiviaArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rodriguez, EdelArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Valenzuela, LilianaNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
A las Mujeres
(To the Women)
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
We didn't alway live on Mango Street.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Nota de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Please do not combine the Bloom's Guide with the novel.
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (2)

Classic Literature. Fiction. Literature. HTML:NATIONAL BESTSELLER ? A coming-of-age classic, acclaimed by critics, beloved by readers of all ages, taught in schools and universities alike, and translated around the world??from the winner of the 2019 PEN/Nabokov Award for Achievement in International Literature.
The House on Mango Street is the remarkable story of Esperanza Cordero, a young Latina girl growing up in Chicago, inventing for herself who and what she will become. Told in a series of vignettes-sometimes heartbreaking, sometimes deeply joyous-Sandra Cisneros' masterpiece is a classic story of childhood and self-discovery. Few other books in our time have touched so many readers.
??Cisneros draws on her rich [Latino] heritage ... and seduces with precise, spare prose, creat[ing] unforgettable characters we want to lift off the page. She is not only a gifted writer, but an absolutely essential one.? ??The New York Times B

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.64)
0.5 5
1 47
1.5 15
2 169
2.5 27
3 525
3.5 103
4 634
4.5 52
5 409

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 204,813,665 livros! | Barra de topo: Sempre visível