Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Volunteer Slavery: My Authentic Negro…
A carregar...

Volunteer Slavery: My Authentic Negro Experience (edição 1994)

por Jill Nelson (Autor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões
1091193,313 (3.5)Nenhum(a)
When Jill Nelson became the first black woman to write for The Washington Post's prestigious Sunday magazine in 1986, she thought she had entered journalism heaven. Instead, she discovered that life at The Post meant walking "the thin line between Uncle Tomming and Mau-Mauing" - between holding onto her job and preserving her soul. As Nelson recounts her harrowing four years at The Post - along with her odyssey from a middle-class childhood to near poverty, divorce and single motherhood, flame-out love affairs, and a nervous breakdown - she gives us a scalding expose of the racial, sexual, and corporate politics of one of our most respected newspapers. Volunteer Slavery is a funny, fiercely candid book that names names and takes no prisoners.… (mais)
Membro:AdwoaCamaraIfe
Título:Volunteer Slavery: My Authentic Negro Experience
Autores:Jill Nelson (Autor)
Informação:Penguin Books (1994), 256 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:***
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

Volunteer Slavery: My Authentic Negro Experience por Jill Nelson

Nenhum(a)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

Jill Nelson shares her experiences as the first black female journalist at the The Washington Post's Sunday Magazine. ( )
  aleshel | Sep 22, 2007 |
sem críticas | adicionar uma crítica
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

When Jill Nelson became the first black woman to write for The Washington Post's prestigious Sunday magazine in 1986, she thought she had entered journalism heaven. Instead, she discovered that life at The Post meant walking "the thin line between Uncle Tomming and Mau-Mauing" - between holding onto her job and preserving her soul. As Nelson recounts her harrowing four years at The Post - along with her odyssey from a middle-class childhood to near poverty, divorce and single motherhood, flame-out love affairs, and a nervous breakdown - she gives us a scalding expose of the racial, sexual, and corporate politics of one of our most respected newspapers. Volunteer Slavery is a funny, fiercely candid book that names names and takes no prisoners.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (3.5)
0.5
1
1.5
2
2.5 1
3 6
3.5 2
4 5
4.5
5 1

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 157,993,354 livros! | Barra de topo: Sempre visível