Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Immortality por Milan Kundera
A carregar...

Immortality (original 1990; edição 1998)

por Milan Kundera

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
4,052342,171 (3.96)24
From the author of 'The Unbearable Lightness of Being', this is a comic vision of our anxiety about immortality.
Membro:ljhliesl
Título:Immortality
Autores:Milan Kundera
Informação:Faber Faber Inc (1998), Paperback, 400 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:read, novel, notenglishorig, male

Pormenores da obra

Immortality por Milan Kundera (1990)

A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 24 menções

Inglês (28)  Hebraico (2)  Francês (2)  Russo (1)  Holandês (1)  Todas as línguas (34)
Mostrando 1-5 de 34 (seguinte | mostrar todos)
What an amazing book... Having just closed it, it's reverberating inside of me like a new love. Kundera put into (beautiful) words so many thoughts and observations I made or at least believe I made in my first 36 years on this planet. In this book, the paradoxes, blatant untruths and crazy ideas all serve to highlight the many, many times his philosophical whims match 100% with your views and experiences.

I am sure however, that every reader will agree with different things in [b:Immortality|28634|Immortality|Milan Kundera|https://images.gr-assets.com/books/1388507539s/28634.jpg|2776625]. This turns this book into perfect material for hot debate, sleepless nights and a lot of pondering and wondering.

Where [b:The Unbearable Lightness of Being|678974|The Unbearable Lightness of Being|Milan Kundera|https://images.gr-assets.com/books/1362345638s/678974.jpg|4489585] left me nearly depressed, Immortality feels like a celebration of life and urges us to go and live it to the fullest.

Full five stars: beautifully written, exceptionally unique style and great material all in one.
( )
  bbbart | Dec 27, 2020 |
> L'Immortalité, de Milan KUNDERA (Gallimard, 1990)
Se reporter à la critique de Max ROY
In: (1990). Compte rendu de [Littérature étrangère]. Nuit blanche, (40), pp. 36-37… ; (en ligne),
URL : https://id.erudit.org/iderudit/19815ac
  Joop-le-philosophe | Aug 22, 2020 |
In einem Fitness-Club über den Dächern von Paris sitzt Milan Kundera, Autor und Figur der Unsterblichkeit, und beobachtet, wie eine etwa sechzigjährige Frau Schwimmstunden nimmt. Zum Abschied winkt sie dem Schwimmlehrer noch einmal zu und macht dabei eine so graziöse Handbewegung, daß der Betrachter beschließt, diese Geste, die die ganze unerträgliche Leichtigkeit des Seins zu enthalten scheint, der Heldin seines Romans, Agnes, zum Geschenk zu machen.
Als würden auch wir auf diese Weise in den Roman gewunken: zu Agnes, der scheinbar Ätherischen, die ein erotisches Doppelleben führt; zu Laura, ihrer ein bißchen sentimentalen Schwester, die mit dem Journalisten Bernard nicht glücklich werden darf, weil dessen Geschwätz im Radio den Autor jeden Morgen zum Wahnsinn treibt; und zu Paul, der – auf seine Weise – bei den Schwestern seine Spuren hinterläßt. Darüber unterhalten sich auf höherer Ebene, im Jenseits: Goethe (in Pantoffeln, mit einer Sonnenblende am Stirnband) und Hemingway. Aber es gibt in diesem musikalischen Roman eben nicht nur die »große Unsterblichkeit« der Berühmten, sondern auch diese graziöse Handbewegung, die unvergessen bleibt: aufgehoben für alle Zeiten und unsterblich geworden in diesem Roman.
  Fredo68 | May 14, 2020 |
4.5 Stars

In 1809, Bettina von Arnim wrote to Johann Wolfgang von Goethe: 'I have a strong will to love you for eternity' Read carefully this apparently banal sentence. More important than the word 'love' are the words 'eternity' and 'will'
I won't keep you in suspense any longer. What was at stake between them was not love. It was immortality...
( )
  iSatyajeet | Mar 29, 2020 |
Whatever I did not like in the "Unbearable Lightness of Being" was developed here; whatever I liked in the mentioned book "Immortality" explained away, severed its connection with Kundera, his form and his content. To a person who wants to read Kundera and wants my opinion (which is a contradiction as it is) I would advice not to touch this book.

I had more objections to Kundera's style, narrative technique, presentation and subject, but, fortunately, I have happily forgotten most of it. ( )
  alik-fuchs | Apr 27, 2018 |
Mostrando 1-5 de 34 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (81 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Kundera, Milanautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Beranová, JanaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Marcellino, FredArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Valenzuela, Fernando deTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Zgustová, MonikaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
The woman might have been sixty or sixty-five.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"Journalists realized that posing questions was not merely a practical working method for the reporter modestly gathering information with notebook and pencil in hand; it was a means of exerting power. The journalist is not merely the one who asks questions but the one who has a sacred right to ask anyone about anything."
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

From the author of 'The Unbearable Lightness of Being', this is a comic vision of our anxiety about immortality.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (3.96)
0.5 2
1 12
1.5 2
2 38
2.5 7
3 135
3.5 31
4 265
4.5 32
5 235

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 156,911,661 livros! | Barra de topo: Sempre visível