Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

The God of Small Things por Arundhati Roy
A carregar...

The God of Small Things (original 1997; edição 1998)

por Arundhati Roy

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
17,303320206 (3.88)624
The story of an Indian family during the 1969 Communist disturbances in Kerala province. It is told through the eyes of a boy and his sister who are the children of a rich rubber planter. Politics, family drama, illicit love. A debut in fiction.
Membro:DJLunchlady91404
Título:The God of Small Things
Autores:Arundhati Roy
Informação:Harper Perennial (1998), Paperback, 336 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

The God of Small Things por Arundhati Roy (1997)

Adicionado recentemente porgordongreen, biblioteca privada, Arina42, mmaiquez, Gurdrewhousehold, tyeve, pjareo
Bibliotecas LegadasThomas C. Dent
Asia (65)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 624 menções

Inglês (286)  Espanhol (7)  Alemão (6)  Holandês (5)  Francês (5)  Italiano (5)  Português (Brasil) (1)  Catalão (1)  Finlandês (1)  Português (Portugal) (1)  Sueco (1)  Hebraico (1)  Todas as línguas (320)
História de 3 gerações de uma família no sul da Índia que se reencontra na sua terra natal.
  mariabilro | Mar 19, 2013 |
If Ms. Roy is sometimes overzealous in foreshadowing her characters' fate, resorting on occasion to darkly portentous clues, she proves remarkably adept at infusing her story with the inexorable momentum of tragedy. She writes near the beginning of the novel that in India, personal despair ''could never be desperate enough,'' that ''it was never important enough'' because ''worse things had happened'' and ''kept happening.'' Yet as rendered in this remarkable novel, the ''relative smallness'' of her characters' misfortunes remains both heartbreaking and indelible.
 

» Adicionar outros autores (21 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Roy, Arundhatiautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Jonkheer, ChristienTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lundborg, GunillaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Belongs to Publisher Series

btb (72468)
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Never again will a single story be told as though it's the only one.

John Berger
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For Mary Roy, who grew me up. Who taught me to say "excuse me" before interrupting her in Public. Who loved me enough to let me go.

For LKC, who, like me, survived.
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
May in Ayemenem is a hot, brooding month.
Maj je v Ajemenemu vroč, morast mesec.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"D'you know what happens when you hurt people? When you hurt people, they begin to love you less. That's what careless words do. They make people love you a little less."
"Just ignore her," Ammu said. "She's just trying to attract attention."

Ammu too was wrong. Rahel was trying to not attract the attention that she deserved.
Rahel looked around her and saw that she was in a Play. But she had only a small part.
She was just the landscape. A flower perhaps. Or a tree.
A face in the crowd. A Townspeople.
Heaven opened and the water hammered down, reviving the reluctant old well, greenmossing the pigless pigsty, carpet bombing still, tea-coloured puddles the way memory bombs still, tea-coloured minds.
Rahel drifted into marriage like a passenger drifts towards an unoccupied chair in an airport lounge. With a Sitting Down sense.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

The story of an Indian family during the 1969 Communist disturbances in Kerala province. It is told through the eyes of a boy and his sister who are the children of a rich rubber planter. Politics, family drama, illicit love. A debut in fiction.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (3.88)
0.5 10
1 101
1.5 24
2 249
2.5 61
3 741
3.5 171
4 1248
4.5 170
5 1239

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 157,949,348 livros! | Barra de topo: Sempre visível