Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

The Time Traveler's Wife

por Audrey Niffenegger

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões / Menções
36,033119840 (4.1)1 / 1171
The story of Clare, a beautiful art student, and Henry, a librarian, who have known each other since Clare was six and Henry was thirty, and were married when Clare was twenty-two and Henry thirty. Impossible but true, because Henry is one of the first people diagnosed with Chrono-Displacement Disorder: periodically his genetic clock resets and he finds himself misplaced in time, pulled to moments of emotional gravity in his life, past and future. His disappearances are spontaneous, his experiences unpredictable, alternately harrowing and amusing.… (mais)
  1. 225
    Never Let Me Go por Kazuo Ishiguro (MissPip)
    MissPip: Serious, contemporary literature of first rate caliber. Wearing a interesting mantle of science fiction, this alternative history of Britain relies on heart-breakingly real emotion and impeccable writing, rather than scientific cleverness, to entertain, endear, and allow us to empathize with these all-too-human characters.… (mais)
  2. 173
    Replay por Ken Grimwood (amysisson, hyper7, ahstrick, HoudeRat)
    amysisson: Also a character-based examination of a strange phenomenon.
  3. 112
    The House on the Strand por Daphne Du Maurier (readerbabe1984)
  4. 80
    Life After Life por Kate Atkinson (BookshelfMonstrosity)
    BookshelfMonstrosity: These moving and thought-provoking novels portray characters whose lives are continually disrupted by time shifts -- in Life after Life, the protagonist repeatedly dies and comes back to life, while in The Time Traveler's Wife, the protagonist time-travels involuntarily.… (mais)
  5. 157
    The Curious Case of Benjamin Button por F. Scott Fitzgerald (JGKC)
  6. 92
    My Name Is Memory por Ann Brashares (distractedmusician)
    distractedmusician: Love that transcends the limits of time.
  7. 72
    The Confessions of Max Tivoli por Andrew Sean Greer (SqueakyChu)
  8. 83
    O Circo dos Sonhos por Erin Morgenstern (LDVoorberg)
    LDVoorberg: Fantasy with enough reality to make it seem plausible
  9. 61
    Jonathan Strange & Mr. Norrell por Susanna Clarke (thebookpile)
  10. 51
    Bid Time Return por Richard Matheson (FutureMrsJoshGroban)
  11. 30
    Overseas por Beatriz Williams (TomWaitsTables)
  12. 20
    How to Stop Time por Matt Haig (shaunie)
  13. 86
    The Pilot's Wife por Anita Shreve (krizia_lazaro)
  14. 31
    The Muse of Edouard Manet por M. Clifford (elbakerone)
    elbakerone: Another romantic time travel story with roots in Chicago.
  15. 31
    Enchantment por Orson Scott Card (norabelle414)
  16. 42
    Einstein's Dreams por Alan Lightman (emr093)
    emr093: If you are interested in various concepts of time, other than linear.
  17. 21
    Hourglass por Myra McEntire (amz310783)
    amz310783: Both have time travel in them, but not in an obvious sci-fi way. Also both have love stories
  18. 10
    Time Between Us por Tamara Ireland Stone (becksdakex)
  19. 10
    Tom's Midnight Garden por Philippa Pearce (KayCliff)
  20. 00
    God-Shaped Hole por Tiffanie DeBartolo (amyreads)

(ver todas as 39 recomendações)

2014 (1)
. (2)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

» Ver também 1171 menções

Inglês (1,157)  Alemão (8)  Espanhol (7)  Holandês (6)  Italiano (4)  Francês (3)  Sueco (3)  Húngaro (2)  Português (Portugal) (2)  Chinês, tradicional (1)  Norueguês (1)  Russo (1)  Português (Brasil) (1)  Todas as línguas (1,196)
Mostrando 2 de 2
A Mulher do Viajante no Tempo conta-nos a história de um amor que resiste às provações do tempo (e nunca esta frase fez tanto sentido como neste caso...) entre Henry um homem normalíssimo se não fosse pelo facto de, espontaneamente, desaparecer do seu tempo presente e surgir no passado ou no futuro, e Claire a mulher que o conhece desde os seis anos (apesar de ele só a conhecer aos 28...). A história é-nos contada alternadamente pelo ponto de vista de Henry e de Claire e é assim que vamos conhecendo as opiniões, dúvidas e receios de ambos.

Foi impossível não me compadecer de Henry e de Claire, por motivos distintos. De Henry, porque viajar no tempo não era algo que desejasse e também não era algo que pudesse controlar, e porque revivia situações extremamente penosas sem puder fazer nada para as alterar... De Claire pelo sofrimento que cada uma das ausências de Henry lhe causavam, por nunca saber por quanto tempo Henry estaria ausente ou sequer se regressaria...

A autora foi exímia a unir os pontos, no sentido em que situações que tinham ficado por explicar acabaram por ser explicadas à medida que a narrativa avançava (ainda que a resolução pudesse ter sido resolvida no passado...), mas algumas situações nunca foram explicadas, com muita pena minha.

É um livro que deve ser lido com bastante atenção e com alguma continuidade para que determinados pormenores não nos passem despercebidos e para que as ligações entre passado e presente façam sentido. ( )
  landslide | Oct 4, 2011 |
I really, really enjoyed this book and I would've rated it with 5 stars if it wasn't so confusing in the beginning. I've seen the movie after I read it and was a bit disappointed with it, since the book is huge and so descriptive and the movie wasn't. Anyway, I loved this book and really admire Clare's character. She is a passionate, kind woman and so, so brave. I don't think many would endure to be in her position. Thank you Audrey, for writing something this intelligent and entertaining. :) ( )
  Tropic_of_Cancer | Dec 16, 2010 |
Mostrando 2 de 2
The triumph of the book is the triumph of normality, of setting up a decent family life even if you are constantly dissappearing from it, of being loyal to somebody with what Niffenegger finally explains as a genetic dysfunction - chrono-displacement, as she calls it.
adicionada por mikeg2 | editarThe guardian, Natasha Walter (Jan 31, 2004)
 
"The Time Traveler's Wife" can be an exasperating read, but as a love story it has its appeal: Refreshingly, the novel portrays long-term commitment as something lively and exuberant rather than dutiful and staid, evoking both the comforts it brings us and the tribulations we learn to live with.
adicionada por Shortride | editarThe Boston Globe, Judith Maas (Dec 8, 2003)
 
Niffenegger, despite her moving, razor-edged prose, doesn't claim to be a romantic. She writes with the unflinching yet detached clarity of a war correspondent standing at the sidelines of an unfolding battle. She possesses a historian's eye for contextual detail. This is no romantic idyll.
adicionada por Shortride | editarUSA Today, Kathy Balog (Sep 24, 2003)
 
About halfway through Audrey Niffenegger's debut novel, The Time Traveler's Wife, you realize you're going to be devastated. You love the characters, you're deeply involved in their lives, you can sense tragedy coming and you know it's going to hurt. But there's no way you can stop reading... Niffenegger structures the novel clearly enough that the timelines never get tangled, and her writing is so strong you'd keep going even if you did get confused.
adicionada por Shortride | editarBookPage, Becky Ohlsen (Sep 1, 2003)
 

» Adicionar outros autores (16 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Audrey Niffeneggerautor principaltodas as ediçõescalculated
Bagnoli, KatiaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Berman, FredNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hope, WilliamNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lefkow, LaurelNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Strole, PhoebeNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Swahn, Sven ChristerTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Clock time is our bank manager,
tax collector, police inspector;
this inner time is our wife.

— J. B. PRIESTLEY,
Man and Time
Love After Love

The time will come
when, with elation,
you will greet yourself arriving
at your own door, in your own mirror,
and each will smile at the other's welcome,

and say, sit here. Eat.
You will love again the stranger who was your self.
Give wine. Give bread. Give back your heart
to itself, to the stranger who has loved you

all your life, whom you ignored
for another, who knows you by heart.
Take down the love letters from the bookshelf,

the photographs, the desperate notes
peel your own image from the mirror.
Sit. Feast on your life.

—DEREK WALCOTT
Oh not because happiness exists,
that too-hasty profit snatched from approaching loss.
But because truly being here is so much; because everything here apparently needs us, this fleeting world, in which some strange way keeps calling us. Us, the most fleeting of all.
. . . Ah, but what can we take along
into that other real? Not the art of looking,
which is learned so slowly, and nothing that happened here. Nothing.
The sufferings, then. And, above all, the heaviness,
and the long experience of love,—just what is wholly
unsayable.

—from The Ninth Duino Elegy, RAINER MARIA RILKE,
translated by STEPHEN MITCHELL
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For

Elizabeth Hillman Tamandl
May 20, 1915-December 18, 1986

And

Norbert Charles Tamandl
February 11, 1915-May 23, 1957
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
PROLOGUE

Clare:
It's hard being left behind.
FIRST DATE, ONE
Saturday, October 26, 1991 (Henry is 28, Clare is 20)

Clare: The library is cool and smells like carpet cleaner, although all I can see is marble.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Henry: I didn't know you were coming or I'd have cleaned up a little more. My life, I mean, not just the apartment.
I imagined my mother laughing at me, her well-plucked eyebrows raised high at the sight of her half-Jewish son marooned in the midst of Christmas in Goyland.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (3)

The story of Clare, a beautiful art student, and Henry, a librarian, who have known each other since Clare was six and Henry was thirty, and were married when Clare was twenty-two and Henry thirty. Impossible but true, because Henry is one of the first people diagnosed with Chrono-Displacement Disorder: periodically his genetic clock resets and he finds himself misplaced in time, pulled to moments of emotional gravity in his life, past and future. His disappearances are spontaneous, his experiences unpredictable, alternately harrowing and amusing.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (4.1)
0.5 40
1 267
1.5 39
2 569
2.5 117
3 1542
3.5 398
4 3631
4.5 613
5 4983

HighBridge

Uma edição deste livro foi publicada pela HighBridge.

» Página Web de informação sobre a editora

HighBridge Audio

2 edições deste livro foram publicadas por HighBridge Audio.

Edições: 161174430X, 1622319095

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 155,576,840 livros! | Barra de topo: Sempre visível