Página InicialGruposDiscussãoExplorarZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

The Martian Chronicles por Ray Bradbury
A carregar...

The Martian Chronicles (original 1950; edição 2012)

por Ray Bradbury (Autor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
14,494278302 (4.04)656
Leaving behind a world on the brink of destruction, man came to the red planet and found the Martians waiting, dreamlike. Seeking the promise of a new beginning, man brought with him his oldest fears and his deepest desires. Man conquered Mars--and in that instant, Mars conquered him. The strange new world with its ancient, dying race and vast, red-gold deserts cast a spell on him, settled into his dreams, and changed him forever.… (mais)
Membro:ZacharyCoppage
Título:The Martian Chronicles
Autores:Ray Bradbury (Autor)
Informação:Simon & Schuster (2012), Edition: Reprint, 256 pages
Colecções:A sua biblioteca, Para ler
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Informação Sobre a Obra

The Martian Chronicles por Ray Bradbury (1950)

  1. 262
    Fahrenheit 451 por Ray Bradbury (jpers36, moietmoi)
  2. 70
    Kaleidoscope por Ray Bradbury (rionka)
    rionka: a lot of pictures from the same world. or from the world we have in our heads.
  3. 82
    Winesburg, Ohio por Sherwood Anderson (bertilak)
    bertilak: Bradbury has said that Winesburg, Ohio was one of the inspirations for The Martian Chronicles (grotesque characters in Ohio versus on Mars).
  4. 31
    Desolation Road por Ian McDonald (Sethgsamuel)
  5. 21
    Fictions por Jorge Luis Borges (lewbs)
    lewbs: Borges admired The Martian Chronicles. The two books have much in common.
  6. 21
    Girl in Landscape por Jonathan Lethem (CGlanovsky)
    CGlanovsky: Visions of humans colonizing planets with declining civilizations
  7. 11
    The Rolling Stones por Robert A. Heinlein (fulner)
    fulner: A trip from Luna to Mars then off to the Asteroid Belt to mine. The Sapce Family Stone has fantastic story telling. Emotial respnose. REAL MATH! and a story that keeps you truning pages. Highly recommended.
  8. 11
    I, Robot por Isaac Asimov (mike_frank)
    mike_frank: Similar story telling, short stories tying together a grander story arch.
  9. 12
    Things Fall Apart por Chinua Achebe (andomck)
    andomck: Both books are about colonization. One is from the perspective of colonizer, the other the colonized.
1950s (33)
Read (105)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 656 menções

Inglês (249)  Espanhol (11)  Dinamarquês (5)  Francês (3)  Catalão (2)  Sueco (2)  Holandês (1)  Alemão (1)  Italiano (1)  Romeno (1)  Todas as línguas (276)
Mostrando 1-5 de 276 (seguinte | mostrar todos)
These science fiction stories, dated in the future from 1999-2026, follows the efforts of Earth men and women to colonize Mars. In short, gut-punch chapters, Bradbury charts the progress of this colonization. Written with Bradbury’s signature nostalgic style (the man knows how to evoke nostalgia for a future time), the Martians are depicted as a noble race of enlightened humanoids (though some are also glowing spheres) who have perfected a culture over 5,000 years. They are nearly destroyed by mankind’s chicken pox virus, against which Martians have no defense. Earth men and women set up whole towns and cities on the dead, arid planet; they attempt terraforming; they import the awful prejudices and hatreds and censorship that some wished to leave behind. Things grow ever more strained on Earth, and the green planet comes to an untimely end – but not before Mars is nearly abandoned by its Earth settlers; with war imminent, nearly everyone heads back to Earth, only to be destroyed in a nuclear holocaust in 2026.
Most of these stories can stand alone (one has been made into a Twilight Zone episode). Bradbury links the stand-alone chapters with a gossamer thread of super-short chapters to bridge the stories into a linear narrative. Recommend to any science-fiction fan aged 10 and up.
( )
  FinallyJones | Nov 17, 2021 |
Some of Bradbury's stuff is classic and timeless and and some are definite products of their time. Of course, so are we, the modern readers who know more about the actual conditions on Mars than Bradbury did in the 50s. I think that definitely colored my opinion. Especially after reading such great Mars books as [b:Red Mars|77507|Red Mars (Mars Trilogy, #1)|Kim Stanley Robinson|http://photo.goodreads.com/books/1276102348s/77507.jpg|40712] that are more accurate and relevant. ( )
  LeBleuUn | Nov 14, 2021 |
Bradbury huskes bedst for den dystopiske Fahrenheit 451 om et samfund hvor bøger er blevet forbudt, fordi de fører til selvstændig tænkning, men han har et bredt forfatterskab bag sig inden for de fantasifulde genrer. I The Martian Chronicles fra 1951 kaster han sig over kolonisering af Mars og reflekterer samtidig over jordens mulige ødelæggelse i en tredje verdenskrig med atomvåben.

Romanen former sig som en serie korte kapitler, der tidsmæssig er placeret mellem 1999 og 2026. Den første del omhandler ekspeditioner til Mars, hvor menneskene i første gang møder en fuldt fungerende fremmed civilisation. Marsboerne er telepatiske og bryder sig ikke om fremmede, så deltagerne bliver dræbt uden de store overvejelser. Parallellen til erobringen af Amerika i 1500-tallet er tydelig, og det viser sig da også, at menneskene medbringer en ødelæggende pest som stort set udrydder marsboerne inden den rigtige kolonisering kommer i gang.

Opbygningen af det nye samfund på Mars fylder det meste af bogen. Det er et anliggende for den amerikanske middelklasse, der hurtigt overfører sine værdier til den nye verden, hvor der også køres lange strækninger på motorvejen, og hvor alt i det hele taget er overraskende nemt, også når det gælder forsyninger med mad og brændstof, ligesom der er en brugbar atmosfære. Denne del fungerer bedst i udvalgte kapitler. Det er interessant at følge en gruppe præster, der møder nogle marsboere, der stort set er overgået til en åndelig tilstand og sætter deres tro på prøve. I et andet kapitel er vi tilbage på Jorden, hvor hele den sorte befolkning i en lille by i Alabama pakker deres ting sammen og rejser til Mars, mens de hvide uforstående og bittert kan se, at deres billige arbejdskraft forsvinder. Det er en skarp kommentar til de amerikanske raceforhold inden borgerrettighedsbevægelsen for alvor var kommet i gang.

I sidste del er verdenskrigen på jorden brudt ud. Bradburys tanke er, at det får menneskene på Mars til at vende hjem af loyalitet og medfølelse med de efterladte, men den logik har jeg svært ved at følge. Tværtimod ville en større flygtningestrøm til Mars og et mere desperat behov for at opbygge et nyt samfund der være en mere logisk konsekvens. Igen findes de mest interessante ideer i enkelte kapitler. Fremstillingen af et fuldautomatisk hus’ død længe efter, at beboerne er reduceret til skygger på husmuren af en atomeksplosion, gør truslen om atomkrig vedkommende på samme måde som Nevil Shutes På stranden senere gjorde det.

The Martian Chronicles var et interessant bekendtskab med masser af originale tanker og kritisk bid til samtiden, men det er overraskende, at det har været så svært at tænke sig ud over 1950’ernes middelklasseværdier og kønsrollemønstre. Det er åbenbart nemmere at forestille sig rumrejser og marsboere med telepatiske evner. ( )
  Henrik_Madsen | Nov 14, 2021 |
A benchmark of 20th Century Science Fiction. The only disappointing thing about this book is that it is not a thousand pages long. What Bradbury has done is show us a world in which we are not the top of the food chain and our true nature is revealed. Are we a pestilence as a species or asset? Are the Martians just as flawed as we are? Are we the locust invading the universe? It is hard to blame the Martians for thinking the way they do. But do their methods for dealing with strangers over the top or justified. The Martian Chronicles leaves the reader with many questions about themselves and about being hard wired to self destruct. The writing is smooth and well paced. It would have been nicer to see the stories in a more consistent flow than jumping around. ( )
1 vote Joe73 | Oct 18, 2021 |
Most of the stories in this collection are quaint, told from an aloof remove, yet enjoyable. Then there's "There Will Come Soft Rains", which alone is worth the price of admission. Wow, what a tremendous, moving story. Really chilling for what is not explained. One of the best short stories I've read. ( )
  usuallee | Oct 7, 2021 |
Mostrando 1-5 de 276 (seguinte | mostrar todos)

» Adicionar outros autores (46 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Ray Bradburyautor principaltodas as ediçõescalculated
Bacon, C.W.Artista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Borges, Jorge LuisPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Brick, ScottNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Chambon, JacquesTraductionautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eckardt, HansNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
豊樹, 小笠原Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gardner, MartinIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Goodfellow, PeterArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hoye, StephenNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hoyle, FredIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Jones, MarieArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Knight, DamonIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lehnig, Hans-JoachimEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Marinker, PeterNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Miller, EdwardIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Miller, IanArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Monzó, QuimTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mugnaini, Joseph A.Artista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
O'Brien, TimArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pennington, BruceArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Robillot, HenriTraductionautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Scalzi, JohnIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Snow, GeorgeArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Viskupic, GaryArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Watson, RobertArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Whelan, MichaelArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Está contido em

Contém

Tem a adaptação

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"It is good to renew one's wonder," said the philosopher. "Space travel has again made children of us all."
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For My Wife Marguerite
with all my love
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
One minute it was Ohio winter, with doors closed, windows locked, the panes blind with frost, icicles fringing every roof, children skiing on slopes, housewives lumbering like great black bears in their furs along the icy streets.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"No matter how we touch Mars, we'll never touch it. And then we'll get mad at it, and you know what we'll do? We'll rip it up, rip the skin off, and change it to fit ourselves."
They blended religion and art and science because, at base, science is no more than an investigation of a miracle we can never explain, and art is an interpretation of that miracle.
They began by controlling books of cartoons and then detective books and, of course, films, one way or another, one group or another, political bias, religious prejudice, union pressures; there was always a minority afraid of something, and a great majority afraid of the dark, afraid of the future, afraid of the past, afraid of the present, afraid of themselves and shadows of themselves.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
US title: The Martian Chronicles

UK title: The Silver Locusts

(according to Worldcat.org)
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Leaving behind a world on the brink of destruction, man came to the red planet and found the Martians waiting, dreamlike. Seeking the promise of a new beginning, man brought with him his oldest fears and his deepest desires. Man conquered Mars--and in that instant, Mars conquered him. The strange new world with its ancient, dying race and vast, red-gold deserts cast a spell on him, settled into his dreams, and changed him forever.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (4.04)
0.5 2
1 29
1.5 8
2 134
2.5 29
3 663
3.5 158
4 1298
4.5 149
5 1250

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 164,452,670 livros! | Barra de topo: Sempre visível