Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Absolute Friends (2003)

por John le Carré

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
2,617514,069 (3.48)49
ABSOLUTE FRIENDS is a superbly paced novel spanning fifty-six years, a theatrical masterstroke of tragi-comic writing, and a savage fable of our times, almost of our hours. The friends of the title are Ted Mundy, British soldier's son born 1947 in a shining new independent Pakistan, and Sasha, refugee son of an East German Lutheran pastor and his wife who have sought sanctuary in the West. The two men meet first as students in riot-torn West Berlin of the late Sixties, again in the grimy looking-glass of Cold War espionage and, most terribly, in today's unipolar world of terror, counter-terror and the war of lies. Deriving its scale from A PERFECT SPY and its passion from THE CONSTANT GARDENER, Le Carré's new novel presents us with magical writing, characters to delight, and a spellbinding story that enchants even as it challenges.… (mais)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 49 menções

Inglês (42)  Holandês (2)  Francês (2)  Coreano (1)  Alemão (1)  Dinamarquês (1)  Espanhol (1)  Norueguês (1)  Todas as línguas (51)
Mostrando 1-5 de 51 (seguinte | mostrar todos)
Ted Mundy started off mildly intriguing, then his life after meeting Sasha veered off into
violence, negativity, double-croosings, political mumbo-jumbo, and a goofy tale of more violence
involving a troupe of actors and their bus.

Very disappointing after a decent start... ( )
  m.belljackson | Apr 15, 2020 |
It's no secret that John le Carré is a master storyteller that manages to use measured yet laser-focused writing to describe story lines that would be treated in a much more hyperbolic manner by other authors. He continually manages to make the exciting mundane, and by doing so to make the mundane even more exciting and believable. This wasn't my favorite of his novels, but it was completely gripping and fascinating as it covered different territories and times than others of his that I have read. The story of Sasha and Mundy's friendship was beautifully described, and the ending was superbly executed to add an unexpected extra dollop of emotional depth. ( )
  23Goatboy23 | Jan 17, 2020 |
Boring, lightweight, fluff. Empty cliched characters, fantastical plot, detached, empty prose. Not bad enough to stop reading, but I wish I'd not started it. ( )
1 vote malcrf | Sep 7, 2019 |
It was late winter in 2004 and we were in London. A friend of the family gushed over Absolute Friends, stating it was the only book that he and his father had agreed upon. Flipping ahead eight years, I can understand why the book was so received but that doesn't mean I liked it. Linking the Cold War, protest movements and the evangelical tone of the War on Terror, the novel is sympathetic but sort of blurred: a gestalt where Rupert Murdoch and George Soros are really the same person, or at least the same Interests. ( )
  jonfaith | Feb 22, 2019 |
Mostrando 1-5 de 51 (seguinte | mostrar todos)
In this book John le Carré, the pro's pro, seems determined to resume his own apprenticeship as a writer, to shuck off the last stubborn vestiges of public-school cleverness. The rant at the end of the book is the proof. He does the most un-English thing imaginable: he loses his head while all about him are keeping theirs.
adicionada por John_Vaughan | editarNY Times, Terence Rafferty (Jul 20, 2011)
 
Una nueva muestra del mejor le Carré, en forma de salvaje fábula sobre la hipocresía de la política, aunque no exenta de ternura, y a la vez un canto a la amistad que sobrevive en un mundo despersonalizado y sin rumbo. Con su habitual maestría, le Carré relata la historia de dos amigos a lo largo de cincuenta y seis años: Ted Mundy, hijo de un militar británico, y Sasha, hijo de un pastor luterano proveniente de la Alemania del Este. Ambos estudian en Berlín Oeste y se reencontrarán primero en la guerra fría y años más tarde en un mundo amenazado por el terrorismo y sojuzgado por la política americana de la guerra global.
adicionada por Pakoniet | editarLecturalia
 
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em holandês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
[None]
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
[None]
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
On the day his destiny returned to claim him, Ted Mundy was sporting a bowler hat and balancing on a soapbox in one of Mad King Ludwig's castles in Bavaria.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

ABSOLUTE FRIENDS is a superbly paced novel spanning fifty-six years, a theatrical masterstroke of tragi-comic writing, and a savage fable of our times, almost of our hours. The friends of the title are Ted Mundy, British soldier's son born 1947 in a shining new independent Pakistan, and Sasha, refugee son of an East German Lutheran pastor and his wife who have sought sanctuary in the West. The two men meet first as students in riot-torn West Berlin of the late Sixties, again in the grimy looking-glass of Cold War espionage and, most terribly, in today's unipolar world of terror, counter-terror and the war of lies. Deriving its scale from A PERFECT SPY and its passion from THE CONSTANT GARDENER, Le Carré's new novel presents us with magical writing, characters to delight, and a spellbinding story that enchants even as it challenges.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (3.48)
0.5 3
1 10
1.5 3
2 37
2.5 12
3 123
3.5 39
4 161
4.5 13
5 43

Hachette Book Group

5 edições deste livro foram publicadas por Hachette Book Group.

Edições: 0316159395, 0316058777, 0316000698, 1594835780, 1586216635

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 157,011,080 livros! | Barra de topo: Sempre visível