Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Perfume: The Story of a Murderer (1985)

por Patrick Süskind

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões / Menções
18,207451272 (3.95)1 / 458
Survivor, genius, perfumer, killer: this is Jean-Baptiste Grenouille. He is abandoned on the filthy streets of Paris as a child, but grows up to discover he has an extraordinary gift: a sense of smell more powerful than any other human's. Soon, he is creating the most sublime fragrances in all the city. Yet there is one odor he cannot capture.… (mais)
Adicionado recentemente porhzlzdmrbdr, DocHobbs, biblioteca privada, Zarp396, atk614, Irina79, mbentosinos, sisupre
Bibliotecas LegadasAmy Winehouse, Leslie Scalapino, Eeva-Liisa Manner
  1. 162
    The Picture of Dorian Gray por Oscar Wilde (spiphany)
  2. 73
    Crime and Punishment por Fyodor Dostoevsky (klerulo)
    klerulo: Both these works attempt to get inside the head of singularly amoral sociopathic murderers.
  3. 40
    The Bells por Richard Harvell (SimoneA)
    SimoneA: Where Perfume is about a boy who has an extraordinary sense of smell, The Bells is about a boy who has extraordinary hearing. The vivid description of sounds in The Bells remind me of the description of scents in Perfume.
  4. 20
    The Horrific Sufferings of the Mind-Reading Monster Hercules Barefoot: His Wonderful Love and His Terrible Hatred por Carl-Johan Vallgren (olyvia)
  5. 31
    Brother of Sleep por Robert Schneider (HazardMain)
  6. 20
    Nectar por Lily Prior (Litrvixen)
  7. 20
    The Unbearable Lightness of Being por Milan Kundera (sturlington)
  8. 43
    The Devil in the White City por Erik Larson (norabelle414)
  9. 10
    De Sade's Valet por Nikolaj Frobenius (bluepiano)
  10. 00
    The Baron in the Trees por Italo Calvino (aprille)
  11. 00
    The Mind's Eye por Håkan Nesser (KittyTwist)
    KittyTwist: The dark side of human nature, presented in compelling, addictive writing that leaves you hungry for more...
  12. 00
    Zeroville por Steve Erickson (VisibleGhost)
    VisibleGhost: An obsession with movies instead of scent.
  13. 44
    The Alienist por Caleb Carr (freya727)
  14. 22
    The Gargoyle por Andrew Davidson (spiphany)
  15. 00
    Tongue por Kyung Ran Jo (infiniteletters)
  16. 00
    An Absolute Gentleman por R. M. Kinder (GirlMisanthrope)
  17. 00
    Frankenstein por Mary Shelley (aprille)
  18. 23
    The Particular Sadness of Lemon Cake por Aimee Bender (Rosey_Kim)
    Rosey_Kim: Lemon Cake also deals with supernaturally heightened human senses (taste rather than smell) and has a similarly evocative sense of environment.
  19. 25
    Let the Right One In por John Ajvide Lindqvist (mcenroeucsb)
1980s (22)
Europe (163)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

» Ver também 458 menções

Inglês (335)  Espanhol (47)  Francês (14)  Holandês (13)  Italiano (12)  Alemão (10)  Sueco (6)  Português (Portugal) (4)  Português (Brasil) (3)  Norueguês (2)  Dinamarquês (1)  Hebraico (1)  Grego (1)  Todas as línguas (449)
Mostrando 4 de 4
Os aromas são incrivelmente poderosos, frequentemente basta um único travo para nos lembrarmos de uma cena inteira de infância. Sendo, do mesmo modo, suficiente sentir um perfume, para nos fazer lembrar um familiar ou amigo.
Tendo isto em conta entrega-te ao que vais ler no livro.

“ᴏᴅᴏʀꜱ ʜᴀᴠᴇ ᴀ ᴘᴏᴡᴇʀ ᴏꜰ ᴘᴇʀꜱᴜᴀꜱɪᴏɴ ꜱᴛʀᴏɴɢᴇʀ ᴛʜᴀɴ ᴛʜᴀᴛ ᴏꜰ ᴡᴏʀᴅꜱ, ᴀᴘᴘᴇᴀʀᴀɴᴄᴇꜱ, ᴇᴍᴏᴛɪᴏɴꜱ, ᴏʀ ᴡɪʟʟ. ᴛʜᴇ ᴘᴇʀꜱᴜᴀꜱɪᴠᴇ ᴘᴏᴡᴇʀ ᴏꜰ ᴀɴ ᴏᴅᴏʀ ᴄᴀɴɴᴏᴛ ʙᴇ ꜰᴇɴᴅᴇᴅ ᴏꜰꜰ, ɪᴛ ᴇɴᴛᴇʀꜱ ɪɴᴛᴏ ᴜꜱ ʟɪᴋᴇ ʙʀᴇᴀᴛʜ ɪɴᴛᴏ ᴏᴜʀ ʟᴜɴɢꜱ, ɪᴛ ꜰɪʟʟꜱ ᴜꜱ ᴜᴘ, ɪᴍʙᴜᴇꜱ ᴜꜱ ᴛᴏᴛᴀʟʟʏ. ᴛʜᴇʀᴇ ɪꜱ ɴᴏ ʀᴇᴍᴇᴅʏ ꜰᴏʀ ɪᴛ.”

A história tem lugar em França, Paris, num período muito negro, no século XVIII, a partir do nascimento de Jean-Baptiste Grenouille, uma criança com uma diferença em relação ao resto: Nasce com a capacidade de cheirar tudo e todos no mundo que o rodeia. A sua capacidade só pode ser definida como sendo extraordinária.

Grenouille não vive uma vida normal, a vida torna-se cruel. Abandonado pela mãe à nascença, maltratado por educadoras de infância, entregue a um orfanato deplorável, submetido a trabalhos quase exaustivos. Não recebeu qualquer forma de afeto, nem sequer qualquer educação. Durante os primeiros anos da sua vida tem de ser um sobrevivente.

“ʜᴇ ꜱᴜᴄᴄᴇᴇᴅᴇᴅ ɪɴ ʙᴇɪɴɢ ᴄᴏɴꜱɪᴅᴇʀᴇᴅ ᴛᴏᴛᴀʟʟʏ ᴜɴɪɴᴛᴇʀᴇꜱᴛɪɴɢ. ᴘᴇᴏᴘʟᴇ ʟᴇꜰᴛ ʜɪᴍ ᴀʟᴏɴᴇ. ᴀɴᴅ ᴛʜᴀᴛ ᴡᴀꜱ ᴀʟʟ ʜᴇ ᴡᴀɴᴛᴇᴅ.”

O estudo da personagem constitui um dos pontos fortes do livro, recorrendo ao odor para explorar o desejo, a obsessão, a perfeição.
Grenouille é alguém extremamente perigoso, mas os criminosos também se encontram noutros lugares e dominam a sua existência. O que levanta a questão, a origem do mal é fruto das circunstâncias?

É o epítome de uma humanidade despojada e crua, desprovida de todas as aparências, completamente centrada em si mesmo, vazia de sentimentos, comandada pelo seu desejo de obter o que quer, independentemente dos meios para o conseguir.
Grenouille não tem qualquer odor e, como tal, perde-se numa escuridão à qual não consegue escapar, que o impele numa busca incessante para criar um perfume que permita conferir-lhe humanidade. E um perfume que lhe permita controlar a humanidade.

“ʜᴇ ʀᴇᴀʟɪᴢᴇᴅ ᴛʜᴀᴛ ᴀʟʟ ʜɪꜱ ʟɪꜰᴇ ʜᴇ ʜᴀᴅ ʙᴇᴇɴ ᴀ ɴᴏʙᴏᴅʏ ᴛᴏ ᴇᴠᴇʀʏᴏɴᴇ. ᴡʜᴀᴛ ʜᴇ ɴᴏᴡ ꜰᴇʟᴛ ᴡᴀꜱ ᴛʜᴇ ꜰᴇᴀʀ ᴏꜰ ʜɪꜱ ᴏᴡɴ ᴏʙʟɪᴠɪᴏɴ. ɪᴛ ᴡᴀꜱ ᴀꜱ ᴛʜᴏᴜɢʜ ʜᴇ ᴅɪᴅ ɴᴏᴛ ᴇxɪꜱᴛ.”

O que fará Grenouille para captar tal essência?

O estilo da escrita com tanta eloquência e riqueza, sem nunca ser exagerado, é um dos destaques.
Sinistro, muito inquietante, ao mesmo tempo, com passagens com humor e uma experiência de grande encanto. Uma celebração para os sentidos e em simultâneo repulsiva.
Durante o avançar de páginas, alguns odores desagradáveis são descritos, contudo, também se pode encontrar muitos aromas acolhedores e há muito para aprender sobre como os perfumes eram feitos.

Um livro para saborear cada descrição, cada página, até às últimas palavras. ( )
  craly | Jan 24, 2024 |
O Perfume é a história de uma alma mergulhada nas trevas, mas consegue ser muito mais do que a história de um assassino. A profusão de detalhes, a minúcia, enriquecida pelas associações de olfactivas e visuais permite-nos experimentar a sensação de, ao lermos a obra, sentirmo-nos como se estivéssemos a sonhar ou a ter um pesadelo onde o insólito, o maravilhoso, o terrível e o absurdo se misturam ao pintar um quadro na Paris imunda do século XVIII. ( )
  HelenaQuadrado | Mar 24, 2013 |
Ao ler entramos dentro da história e inspiramos os seus cheiros...muito bem escrito. ( )
  mariadelgado | Feb 2, 2011 |
A great book full of delicious descriptions. The movie was awful, though ( )
  Tropic_of_Cancer | Dec 16, 2010 |
Mostrando 4 de 4
35 livres cultes à lire au moins une fois dans sa vie
Quels sont les romans qu'il faut avoir lu absolument ? Un livre culte qui transcende, fait réfléchir, frissonner, rire ou pleurer… La littérature est indéniablement créatrice d’émotions. Si vous êtes adeptes des classiques, ces titres devraient vous plaire.
De temps en temps, il n'y a vraiment rien de mieux que de se poser devant un bon bouquin, et d'oublier un instant le monde réel. Mais si vous êtes une grosse lectrice ou un gros lecteur, et que vous avez épuisé le stock de votre bibliothèque personnelle, laissez-vous tenter par ces quelques classiques de la littérature.
 
1986
Patrick Süskind
Le parfum
traduit de l'allemand par B. Lortholary, Fayard
«Süskind a conçu une magnifique histoire où même la mort et l'assassinat sont teintés de poésie.» (Lire, avril 1986)
adicionada por Joop-le-philosophe | editarL'Express, LEXPRESS.fr (Nov 1, 2005)
 
"From start to finish, Perfume is a ridiculously improbable piece of verbose claptrap which the author himself evidently found impossible to take seriously for very long at a time....Since very little happens within Grenouille's mind, and he achieves with other characters no relations capable of development, the book requires a good deal of stuffing to achieve the dimensions of a small novel. The best of this material is several different listings of the materials and procedures involved in perfume making. Suskind has done his homework on the topic....The writing of the book is verbose and theatrical."
adicionada por Nickelini | editarNew York Review of Books, Robert M. Adams (sítio Web pago) (Nov 1, 1986)
 
Just as Grenouille can manufacture a perfume that infallibly conjures up the same response in anyone who senses it, so Mr. Suskind creates words that provide a satisfying illusion of another time. Grenouille the perfumer becomes a kind of novelist, creating phantom objects in the air, but Mr. Suskind himself is a perfumer of language. This is a remarkable debut.
 
A delight to the senses, disturbing serial killer, must read!
 

» Adicionar outros autores (93 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Süskind, Patrickautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Agabio, GiovannaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Łukasiewicz, MałgorzataTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Barratt, SeanNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Craft, KinukoArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Duran, TevfikTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Farkas, TündeTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Flávio R. KotheTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gerulaitienė, VilijaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gorina, Pilar GiraltTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Αγγελίδου, ΜαρίαTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Jonkers, RonaldTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Korte, HansNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lortholary, BernardTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Malisch, BarbaraProduzentautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mannila, MarkkuTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Moura, Maria Emilia FerrosTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Paravić, NedeljkaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rønnow, TomTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Simova, YuriaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tomanová, JitkaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Van der Veken, JanArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
VengerovaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vilar, JudithTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wallenström, UlrikaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Watteau, AntoineArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Woods, John E.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
In eighteenth century France there lived a man who was one of the most gifted and abominable personages in an era that knew no lack of gifted and abominable personages.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Hij sloot zijn ogen en concentreerde zich op de geuren die hem vanuit het gebouw aan de andere kant toewaaiden. Daar waren de geuren van de vaten, azijn en wijn en de honderdvoudige zware geuren uit het magazijn, en de geur van de rijkdom die als fijn gouden zweet uit de muren transpireerde en tenslotte de geuren uit de tuin die aan de achterkant van het huis moest liggen. Het was niet makkelijk deze tere geurtoetsen uit de tuin op te vangen, want ze trokken slechts in smalle linten over de gevel van het huis heen omlaag door de straat. Grenouille onderscheidde magnolia's, hyacinten, peperboompjes en rododendron.. - maar er leek nog iets anders te zijn, iets moorddadigs lekkers, dat in deze tuin geurde, een geur zo exquis als hij in zijn leven nog niet - of toch, maar dan maar één keer - in zijn neus had gehad...Hij moest dichter bij deze geur komen.
“Never before in his life had he known what happiness was. He knew at most some very rare states of numbed contentment. But now he was quivering with happiness and could not sleep for pure bliss. It was as if he had been born a second time; no, not a second time, the first time, for until now he had merely existed like an animal with a most nebulous self-awareness. but after today, he felt as if he finally knew who he really was: nothing less than a genius... He had found the compass for his future life. And like all gifted abominations, for whom some external event makes straight the way down into the chaotic vortex of their souls, Grenouille never again departed from what he believed was the direction fate had pointed him... He must become a creator of scents... the greatest perfumer of all time.”
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Survivor, genius, perfumer, killer: this is Jean-Baptiste Grenouille. He is abandoned on the filthy streets of Paris as a child, but grows up to discover he has an extraordinary gift: a sense of smell more powerful than any other human's. Soon, he is creating the most sublime fragrances in all the city. Yet there is one odor he cannot capture.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Folio Archives 327: Perfume by Patrick Süskind 2008 em Folio Society Devotees

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.95)
0.5 11
1 104
1.5 19
2 304
2.5 66
3 861
3.5 256
4 1837
4.5 244
5 1687

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 206,071,090 livros! | Barra de topo: Sempre visível