Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Baltasar and Blimunda (1982)

por José Saramago

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões / Menções
2,437496,123 (3.91)1 / 137
Set in Portugal, 1711, amidst the terrors of the Inquisition and the plague, a seemingly mismatched couple discovers the wonders of love. This rich, irreverent tale, full of magic and adventure and graced with extraordinary historical detail, is a tapestry of human folly and human will.
  1. 20
    Candide por Voltaire (Mouseear)
  2. 00
    Hawksmoor por Peter Ackroyd (amerynth)
  3. 01
    Veritas por Rita Monaldi (jodocus)
    jodocus: Similar theme on constructing a flying object in the 17/18 century
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

» Ver também 137 menções

Mostrando 5 de 5
Era uma vez um rei que fez promessa de levantar um convento em Mafra. Era uma vez a gente que construiu esse convento. Era uma vez um soldado maneta e uma mulher que tinha poderes. Era uma vez um padre que queria voar e morreu doido. Era uma vez. ( )
  Jonatas.Bakas | Apr 23, 2021 |
"Deve-se a construção do convento de Mafra ao rei D. João V, por um voto que fez se lhe nascesse um filho, vão aqui seiscentos homens que não fizeram filho nenhum à rainha e eles é que pagam o voto, que se lixam..."

E foi assim: sob o pretexto de contar como surgiu o convento de Mafra, Saramago escreveu um livro que tem o sabor inigualável das histórias contadas pelos antigos, com muita astucia e imaginação. História com provérbios e lições de moral à mistura, trocadilhos e metáforas usados de forma generosa. Fê-lo com fino sentido de humor, com subtil ironia, direto e cru, sem se incomodar por ferir suscetibilidades.
Criticou a nobreza pela opulência exagerada e pelos gastos descontrolados sem ver à sua volta a miséria dos pobres, sem se incomodar que a uns faltasse e a outros sobrasse.
Foi hábil a caricaturar a igreja e a sua hipocrisia. A inquisição, a ganância e luxuria dos clérigos que tanta moral pregavam, mas que usavam a sua posição de missionários (ups!) para o bom manejo da sua economia e para satisfação das suas necessidades pessoais.
Por vezes divaga, antecipa o futuro das personagens, encadeia acontecimentos ou figuras que a principio não se percebe bem a razão de estarem ali... fica-se à nora -" mas do que está ele a falar agora?!" - é preciso ler devagar para não nos perdermos nesta sua peculiar forma de escrever.
Poder-se -ia pensar que é uma narrativa fruto do improviso - vai pensando, vai escrevendo, comentando o que escreve - não fosse fácil subentender a pesquisa e o conhecimento histórico que dá origem a este genial derrame verbal que não olha a preceitos de escrita.

Finalmente - Baltazar e Blimunda, o par amoroso da história. Os anti-heróis; imagem de um povo espezinhado e oprimido. Corajosa e persistente Blimunda, destemido e humilde Baltazar. Nada tinham de seu, mas foram o sonho, a magia, o amor grandioso. A vida não lhes deu nada. Deram-se um ao outro.

É um livro portentoso, dos que ficam num lugar privilegiado da nossa memória. Não são muitos os que lá tenho, mas são todos especiais e inesquecíveis. ( )
  carminho | May 12, 2014 |
É um livro muito giro e engraçado!!
  B.M.A.Ribeiro | Mar 13, 2014 |
José Saramago é o Nobel, da nossa literatura. Em 1998 foi galardoado, tendo sido premiado por uma carreira literária, que tendo começado tarde, surpreendeu pela sua qualidade.Este romance histórico, (1982), entre Blimunda e Baltasar , entre sete sois e sete luas, tem como cenário o Convento de Mafra, mandado construir no SEC. XVIII, durante o reinado de D. João V. Nele é narrado a forma brutal como foi erigido, numa altura histórica, em que o ouro vindo do Brasil, concretizava grandes e megalómanos sonhos.
Com forte carga simbólica e metafórica, as personagens vivem uma história de amor, num período em que a Inquisição decidia vidas humanas... ( )
  mariadelgado | Feb 2, 2011 |
História da construção do Convento de Mafra ( )
  biblioferreira | Feb 21, 2010 |
Mostrando 5 de 5

» Adicionar outros autores (13 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
José Saramagoautor principaltodas as ediçõescalculado
Desti, RitaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lemmens, HarrieTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Losada, BasilioTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pontiero, GiovanniTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Radulet, Carmen M.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
Een man ging naar de galg en een ander die hem tegenkwam sprak tot hem: Hoe dat nu, waarde heer, dat gij zo gaat? En de veroordeelde antwoordde: Ik ga niet, dezen hier voeren mij.
Pater Manuel Velho
Je sais que je tombe dans l'inexplicable, quand j'affirme que la réalité - cette notion si flottante -, la connaissance la plus exacte possible des êtres est notre point de contact, et notre voie d'accès aux choses qui dépassent la réalité.
MARGUERITE YOURCENAR
Un uomo andava alla forca: e un altro che lo incontrò gli disse: che succede signor tal dei tali, è così che vene andate? E il condannato rispose: non sono io che vado, sono loro che mi portano.

PADRE MANUEL VELHO
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
A Isabel, perché nulla perde o ripete,

perché tutto crea e rinnova.
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
Don João, vijfde van die naam op de koninklijke tabel, zal zich vanavond naar het slaapvertrek van zijn vrouw begeven, Dona Maria Ana Josefa, die ruim twee jaar geleden uit Oostenrijk is gekomen om de Portugese kroon kinderen te schenken, maar die tot op heden nog niet zwang is geworden.
Don Giovanni, quinto del nome nella successione dei re, andrà questa notte in camera di sua moglie, donna Maria Anna Giuseppa, che è giunta da più di due anni dall'Austria per dare infanti alla corona portoghese e fino ad oggi non ce l'ha fatta a ingravidare.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Era uma vez um rei que fez promessa de levantar um convento em Mafra. Era uma vez a gente que construiu esse convento. Era uma vez um soldado maneta e uma mulher que tinha poderes. Era uma vez um padre que queria voar e morreu doido. Era uma vez.
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em holandês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

Set in Portugal, 1711, amidst the terrors of the Inquisition and the plague, a seemingly mismatched couple discovers the wonders of love. This rich, irreverent tale, full of magic and adventure and graced with extraordinary historical detail, is a tapestry of human folly and human will.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.91)
0.5
1 3
1.5 2
2 27
2.5 7
3 80
3.5 29
4 124
4.5 20
5 125

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 201,887,850 livros! | Barra de topo: Sempre visível