Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Med livet framfr̲ sig por Romain Gary
A carregar...

Med livet framfr̲ sig (original 1975; edição 1988)

por Romain Gary, Bengt Sd̲erbergh

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
1,4673912,767 (4.11)44
Momo has been one of the ever-changing ragbag of whores' children at Madame Rosa's boarding house in Paris ever since he can remember. But when the check that pays for his keep no longer arrives and as Madame Rosa becomes too ill to climb the stairs to their apartment, he determines to support her any way he can. This sensitive, slightly macabre love story between Momo and Madame Rosa has a supporting cast of transvestites, pimps, and witch doctors from Paris's immigrant slum, Belleville. Profoundly moving, The Life Before Us won France's premier literary prize, the Prix Goncourt.… (mais)
Membro:Wanderhank
Título:Med livet framfr̲ sig
Autores:Romain Gary
Outros autores:Bengt Sd̲erbergh
Informação:Stockholm : Norstedt, 1988 ;
Coleções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Informação Sobre a Obra

The Life before Us por Romain Gary (Author) (1975)

  1. 00
    Zazie in the Metro por Raymond Queneau (Eustrabirbeonne)
  2. 01
    Angela's Ashes por Frank McCourt (olyvia)
    olyvia: Un reel bijoux de tendresse et d'emotion , a ne pas rater pour ceux qui ont aimé les cendre d'angela .
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 44 menções

Inglês (15)  Francês (7)  Italiano (6)  Espanhol (3)  Norueguês (2)  Holandês (2)  Sueco (1)  Catalão (1)  Hebraico (1)  Finlandês (1)  Todas as línguas (39)
Mostrando 1-5 de 39 (seguinte | mostrar todos)
>. ( )
  kvschnitzer | Jan 20, 2023 |
En fin berättelse. Känsloladdad, Betyget dras dock ner pga av det barnsliga språket. Hade funkat om det variit en 6 åring som berättade men inte en 14 åring. ( )
  Mats_Sigfridsson | Feb 6, 2022 |
Il pomeriggio del 3 dicembre del 1980, Romain Gary si recò da Charvet, in place Vendôme a Parigi, e acquistò una vestaglia di seta rossa. Aveva deciso di ammazzarsi con un colpo di pistola alla testa e, per delicatezza verso il prossimo, aveva pensato di indossare una vestaglia di quel colore perché il sangue non si notasse troppo.
Nella sua casa di rue du Bac sistemò tutto con cura, gli oggetti personali, la pistola, la vestaglia. Poi prese un biglietto e vi scrisse: «Nessun rapporto con Jean Seberg. I patiti dei cuori infranti sono pregati di rivolgersi altrove». L'anno prima Jean Seberg, la sua ex moglie, l'attrice americana, l'adolescente triste di Bonjour tristesse, era stata trovata nuda, sbronza e morta dentro una macchina. Aveva 40 anni. Si erano sposati nel 1962, 24 anni lei, il doppio lui.
Il colpo di pistola con cui Romain Gary si uccise la notte del 3 dicembre 1980 fece scalpore nella società letteraria parigina, ma non giunse completamente inaspettato. Eroe di guerra, diplomatico, viaggiatore, cineasta, tombeur de femmes, vincitore di un Goncourt, Gary era considerato un sopravvissuto, un romanziere a fine corsa, senza più nulla da dire.
Pochi mesi dopo la sua morte, il colpo di scena. Con la pubblicazione postuma di Vie et mort d'Emile Ajar, si seppe che Emile Ajar, il romanziere più promettente degli anni Settanta, il vincitore, cinque anni prima, del Goncourt con La vita davanti a sé, l'inventore di un gergo da banlieu e da emigrazione, il cantore di quella Francia multietnica che cominciava a cambiare il volto di Parigi, altri non era che Romain Gary.
A trent'anni di distanza dalla sua prima edizione, la Biblioteca Neri Pozza pubblica questo capolavoro della letteratura francese contemporanea. «Venti anni prima di Pennac e degli scrittori dell'immigrazione araba, ecco la storia di Momo, ragazzino arabo nella banlieu di Belleville, figlio di nessuno, accudito da una vecchia prostituta ebrea, Madame Rosa» (Stenio Solinas).
È la storia di un amore materno in un condominio della periferia francese dove non contano i legami di sangue e le tragedie della storia svaniscono davanti alla vita, al semplice desiderio e alla gioia di vivere. Un romanzo toccato dalla grazia, in cui l'esistenza è vista e raccontata con l'innocenza di un bambino, per il quale le puttane sono «gente che si difende con il proprio culo», e «gli incubi sogni quando invecchiano». (fonte: Neri Pozza)
  MemorialeSardoShoah | Jun 3, 2020 |
Setembre 2020
  VespresLiteraris | May 7, 2020 |
Bellissimo ( )
  RobertoRoncalli | Mar 30, 2020 |
Mostrando 1-5 de 39 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (33 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Gary, RomainAutorautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Bognár, RóbertTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Elligers, AnneTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Helmlé, EugenÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kanetti, VivetTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Manheim, RalphTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ringnes, HaagenPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
Ils ont dit : "Tu es devenu fou à cause de Celui que tu aimes"
J'ai dit : "La saveur de la vie n'est que pour les fous"

Yâfi'î, Raoudh al rayâhîn.
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
La première chose que je peux vous dire c'est qu'on habitait au sixième à pied et que pour Madame Rosa, avec tous ces kilos qu'elle portait sur elle et seulement deux jambes, c'était une vraie source de vie quotidienne, avec tous les soucis et les peines. [...]
Citações
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
Certe volte avevo paura perché avevo ancora molta vita davanti a me e che promessa potevo mai fare a me stesso, io, povero uomo, se è Dio che tiene in mano la gomma da cancellare?
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

Momo has been one of the ever-changing ragbag of whores' children at Madame Rosa's boarding house in Paris ever since he can remember. But when the check that pays for his keep no longer arrives and as Madame Rosa becomes too ill to climb the stairs to their apartment, he determines to support her any way he can. This sensitive, slightly macabre love story between Momo and Madame Rosa has a supporting cast of transvestites, pimps, and witch doctors from Paris's immigrant slum, Belleville. Profoundly moving, The Life Before Us won France's premier literary prize, the Prix Goncourt.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (4.11)
0.5
1 2
1.5 1
2 12
2.5 1
3 40
3.5 19
4 102
4.5 25
5 106

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 208,417,752 livros! | Barra de topo: Sempre visível