Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

The Giving Tree por Shel Silverstein
A carregar...

The Giving Tree (original 1964; edição 1964)

por Shel Silverstein (Autor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
15,368943276 (4.32)115
A young boy grows to manhood and old age experiencing the love and generosity of a tree which gives to him without thought of return.
Membro:AshleySurbrook
Título:The Giving Tree
Autores:Shel Silverstein (Autor)
Informação:Harper & Row (2014), Edition: 1st, 57 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:*****
Etiquetas:fable, friendship, generosity, growing up, poetry

Pormenores da obra

The Giving Tree por Shel Silverstein (1964)

  1. 70
    O Principezinho por Antoine de Saint-Exupéry (the_awesome_opossum)
    the_awesome_opossum: Two children's books that both emotionally "grow up" as the reader does
  2. 41
    The Lorax por Dr. Seuss (kellyholmes)
    kellyholmes: Another great book about the importance of trees.
  3. 00
    Mr. Fooster Traveling on a Whim por Tom Corwin (bertilak)
  4. 00
    Our Tree Named Steve por Alan Zweibel (kellyholmes)
    kellyholmes: Another great picture book about an important tree.
  5. 01
    Owen por Kevin Henkes (lbush005)
    lbush005: Did a children's story project in college class, a class mate did her project on this story. Great morals!!
  6. 03
    The Iliad / The Odyssey por Homer (teresasobral)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 115 menções

Mostrando 4 de 4
Este livro é um excelente exemplo de como, com muito pouco, se diz e se sugere muito. ( )
  smosantos | Jun 21, 2014 |
Publicado pela primeira vez em 1964, com o título original The Giving Tree, este álbum narrativo vocacionado para as primeiras idades proporciona múltiplos níveis de leitura, constituindo um excelente exemplo de como, com muito pouco, se diz e se sugere muito. Evidenciando uma invulgar eficácia de relato, resultante do aspecto visual – com sóbrias ilustrações, a ocuparem páginas duplas e compostas a traço negro sobre papel creme –, e da sugestiva componente linguística, e muito especialmente do jogo de sentidos que entre as duas vertentes se opera, esta obra guarda a história de um amor incondicional entre uma árvore antropomorfizada e um menino dedicado e sonhador, transformado pelo tempo (e talvez pela cidade/sociedade?) num adulto egoísta, distante e que apenas regressa para junto da sua amiga por razões materiais. O impacto emotivo deste livro é indiscutível e a singularidade da sua composição, harmoniosa e simbólica, garante o seu sucesso junto de leitores pequenos ou grandes. |Sara Reis da Silva ( )
  RitaCirne | Apr 8, 2014 |
Duas fortes qualidades aliam-se neste livro. O facto de abordar questões fundamentais como o tempo, a morte, a vida, a relação amorosa e de amizade, tudo o que nos posiciona face aos outros e a nós próprios, assim como a aposta ao nível estético, na sobriedade narrativa e ilustrativa, com o traço simples e preciso de Silverstein.
  madalenat | Mar 23, 2012 |
Com poucas palavras, Silverstein fala da relação entre o homem e a natureza, onde uma árvore oferece tudo a um menino, que a deixa de lado ao crescer ao mesmo tempo que se torna num homem egoísta. Mas para agradar ao menino que ama, a generosidade desta árvore não tem fim - ainda que isto signifique a sua própria destruição.
Recuperado de : http://www.bruaa.pt/livros.html ( )
1 vote mariadelgado | Feb 4, 2011 |
Mostrando 4 de 4
Este livro é o mais conhecido do escritor e ilustrador norte-americano Shel Silverstein. O clássico, escrito em 1964, comoveu gerações com a história de uma árvore e um menino. Com poucas palavras, Silverstein fala da relação entre o homem e a natureza, onde uma árvore oferece tudo a um menino, que a deixa de lado ao crescer ao mesmo tempo que se torna num homem egoísta. Mas para agradar ao menino que ama, a generosidade desta árvore não tem fim - ainda que isto signifique a sua própria destruição. Em primeiro plano, uma lição de consciência ecológica: o homem pequeno, mesquinho, frente à generosidade e à força da natureza. No entanto, a dinâmica que vemos entre o menino e a árvore fala também da passagem do tempo e dos valores que são reavaliados com ela. A árvore ensina, por meio do afecto, uma relação de troca sincera e desinteressada - essa que o homem parece desaprender com as exigências da vida adulta. Duas fortes qualidades aliam-se neste livro. O facto de abordar questões fundamentais como o tempo, a morte, a vida, a relação amorosa e de amizade, tudo o que nos posiciona face aos outros e a nós próprios, assim como a aposta ao nível estético , na sobriedade narrativa como ilustrativa, com o traço simples e preciso de Silverstein. Shel Silverstein lança um olhar terno à arte da dádiva e ao conceito de amor incondicional no seu profundo e tocante livro infantil “A árvore generosa”. É a história sobre a relação de um menino e uma árvore. Dar ao menino tudo o que ele quer é o que faz a árvore feliz, algo que se prolonga pela vida do menino. Primeiramente, a árvore é o sítio para o rapaz brincar e comer maçãs, mais tarde é fonte de material para construir uma casa e ainda mais tarde o seu tronco serve para fazer um barco. Chegado à velhice e depois de usar tudo o que árvore tinha para dar, o que sobra é um toco. No entanto, tudo o que ele necessita nesta fase da sua vida é um sítio para se sentar e descansar, algo que um velho toco pode oferecer. As ilustrações de Silverstein são aparentemente simples – desenhos que deixam as páginas com bastante espaço em branco – cada uma demonstra a subtileza da emoção e mudança que é ao mesmo tempo cativante e básica. A perda gradual das partes da árvore é uma mensagem visual bastante forte. Na fase em que da árvore não sobra nada a não ser um toco, a ilustração acompanha na perfeição as palavras “E a árvore ficou feliz... mas não muito”. “A árvore generosa” pode ser lida e relida, pois a sua mensagem irá concerteza mudar à medida que o seu leitor cresce. Um livro que irá marcar crianças durante gerações e gerações.
— Beth Amos
adicionada por RitaCirne | editarBeth Amos
 
Era uma vez uma árvore... que amava um menino.”Assim começa esta comovedora história de Shel Silverstein publicada pela primeira vez em 1964, que há muito se tornou um clássico da literatura infanto-juvenil mundial. Todos os dias o menino vinha balançar-se nos seus ramos, comer as suas maçãs, subir ao seu tronco ou descansar à sua sombra e a árvore era feliz. Mas à medida que o tempo passa e o menino cresce, nada será como dantes. "Comovedora e agridoce história da desinteressada amizade de uma árvore por um ser humano.Desde a sua infância, o menino joga às escondidas com a árvore, balança-se nos seus ramos, come as suas maçãs, passando pela adolescência, quando grava no seu tronco um coração, pela maturidade em que corta os seus ramos para fazer uma casa e finalmente a velhice, que fecha o ciclo vital, onde a àrvore, que se sentia feliz em troca de nada, já lhe tinha dado tudo... Álbum pioneiro (a sua primeira edição em inglês foi publicada em 1964), assombroso pela sua economia de meios, já que a história se entende perfeitamente sem necessidade de ler o texto, só com as simples e expressivas ilustrações de traço negro sobre o branco."— Revista Babar
adicionada por RitaCirne | editarRevista Babar
 
"A história de Shel Silverstein toca tanto crianças como adultos com as suas mensagens de generosidade e partilha."— Los Angeles Times
adicionada por RitaCirne | editarLos Angeles Times
 

» Adicionar outros autores (6 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Shel Silversteinautor principaltodas as ediçõescalculated
Japin, ArthurTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Epígrafe
Dedicatória
Para a Nicky
Primeiras palavras
Era uma vez uma árvore... que amava um menino.
Era uma vez uma árvore...
Citações
Últimas palavras
Nota de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
This is the main work, it is NOT the latin equivalent which falls under the dead language exception and should NOT be combined with this work. Take it to the Combiners! group before continuing.
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

A young boy grows to manhood and old age experiencing the love and generosity of a tree which gives to him without thought of return.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (4.32)
0.5 11
1 81
1.5 6
2 129
2.5 32
3 431
3.5 39
4 933
4.5 81
5 2322

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 163,176,594 livros! | Barra de topo: Sempre visível