Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Moll Flanders por Daniel Defoe
A carregar...

Moll Flanders (original 1722; edição 2011)

por Daniel Defoe (Autor), G. A. Starr (Editor), Linda Bree (Editor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
6,628921,083 (3.5)331
An orphan, born in a prison, works her way from the streets of London to a Virginia plantation.
Membro:NeilJTaylor
Título:Moll Flanders
Autores:Daniel Defoe (Autor)
Outros autores:G. A. Starr (Editor), Linda Bree (Editor)
Informação:OUP Oxford (2011), 332 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:novel, English literature, 18th century

Pormenores da obra

Moll Flanders por Daniel Defoe (1722)

  1. 40
    Tess of the d'Urbervilles por Thomas Hardy (roby72)
  2. 31
    Vanity Fair por William Makepeace Thackeray (flissp, Booksloth)
  3. 20
    Forever Amber por Kathleen Winsor (joririchardson)
    joririchardson: Both books are the tales of unscrupulous women doing whatever they can to succeed.
  4. 10
    The Gravedigger's Daughter por Joyce Carol Oates (EerierIdyllMeme)
    EerierIdyllMeme: Similar themes in very different societies.
  5. 01
    The Artificial Silk Girl por Irmgard Keun (EerierIdyllMeme)
    EerierIdyllMeme: Frank explorations of sex and its connections with society and economics.
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 331 menções

Inglês (81)  Espanhol (3)  Francês (2)  Catalão (2)  Português (1)  Sueco (1)  Piratês (1)  Italiano (1)  Todas as línguas (92)
Mostrando 1-5 de 92 (seguinte | mostrar todos)
I have always loved to read, since I was a child. I devour books like hungry people devour food. However, I hated reading so-called "classics" required in school. Words cannot express how much I hated "The Catcher in the Rye", "Heart of Darkness" and "Grapes of Wrath." It wasn't until I became a senior high school that I finally came across two classics that I enjoyed, A Scarlet Letter and Moll Flanders. Perhaps I just wanted to read about rebellious, independent women?

Moll Flanders has every bit the adventure of Robison Crusoe, just more scandalous for the time since she was a woman. I loved how she overcame adversity to live her life on her own terms. While the language is a bit formal compared to modern prose, the story transcends. Heartily recommended - especially to those like me who have resisted classic literature. ( )
  jshillingford | Jun 1, 2021 |
Difficile definire il personaggio di Moll Flanders in maniera univoca, così come le presunte ragioni che possono aver indotto Defoe a scriverne. Si tratta di un romanzo picaresco fine a se stesso? Di una storia che parla di redenzione. Di un'atto di accusa verso la società e la giustizia inglesi? Di un attacco al moralismo anglosassone che condanna condotte moralmente "discutibili" senza considerar le ragioni e le necessità che possono condurre chijnque ad abbracciarle? Di un elogio all'astuzia e all'industriosità umane, che possono innalzare alla ricchezza anche cho è nato povero, ma volenteroso? Non saprei. Forse tutto o il contrario di tutto. Ai (lettori) postero l'ardua sentenza... ( )
  Carlomascellani73 | May 30, 2021 |
Oh, Moll. ( )
  irrelephant | Feb 21, 2021 |
PB-2
  Murtra | Dec 28, 2020 |
Moll Flanders is a young woman without prospects during the early 1700s in England. The book was published in 1722. Early on she is offered two paths; she must choose which way to go. The path she chooses and the results thereof are the remainder of the story.

To say this book is about Prostitution is not quite accurate. The main character, "Moll," certainly goes that route, but I believe the book is more about survival in a time where there were very limited options for young, unattached women. Moll is given an option, but she sees that the other way holds an easier prospect for more gain. In fact, she is always on the lookout for what will bring gain to her. Having stood on the edge of the abyss of poverty, she wants to stay as far away from that as possible, whatever it takes. Her character is an extreme pragmatist, even when it comes to her children and spouses. Are they good for gain? I will love them, they are dear to me. Will they be a drain on me, or offer no gain? They are dead to me and I will be rid of them.

I enjoyed reading this. Daniel Defoe pulls no punches and writes in a straightforward way. You will not find flowery descriptions, no lengthy chapters about nature, architecture or other distractions from the plot. In fact, no chapters at all. Some of the conversations drove me to distraction, people talking all around a thing, but I believe social etiquette required that verbal play at that time. It reminded me of Jane Austen's novels in that way. Not in any other way. This was a good insight into the lives of those not so nice as the characters in Austen's novels in the 1700s. I probably won't read it again, but glad to have done so once. ( )
  MrsLee | Dec 20, 2020 |
Mostrando 1-5 de 92 (seguinte | mostrar todos)
Moll Flanders is an authentic portrait of a prostitute but it is not a neutrally objective one. Indeed, it is a relentless evaluation, a judgment. This judgment is pronounced ironically entirely in the terms of the specific kind of realism Defoe chose to employ. The story is not only based on facts; it consists of almost nothing else... Moll Flanders gives the overwhelming and indelible impression that it is modeled on a whore in fact. Its authenticity is not due to the accumulation of elaborately researched detail. It has none of the sensory richness of background and local color we find in Zola’s Nana, although it says essentially the same thing about the profession of whoring. Defoe’s is a classical realism.
adicionada por SnootyBaronet | editarSaturday Review of Literature, Kenneth Rexroth
 

» Adicionar outros autores (76 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Defoe, Danielautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Aitken, G. A.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Austen, JohnIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Barreca, ReginaPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Barreto, PedroTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bell, HeatherNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Blewett, DavidContribuidorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bree, LindaContribuidorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Davies, GodfreyIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Desclot, MiquelTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fernandez, DominiquePréfaceautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fragonard, Jean-HonoréArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Grabisch, JosephTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hulse, MichaelEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kelly, Edward H.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
King, AlexanderIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kleinstück, Johannesautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Leishman, VirginiaNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Maxwell, John AllenIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Merlington, LauralNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Miers, Earl SchenckIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mitchell, JulietEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Porter, DavinaNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rexroth, KennethPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Scanlon, Paul A.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schorer, MarkIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schwob, MarcelTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Seidel, MichaelIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Starr, George A.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sutherland, JamesEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Treichlinger, Wilhelm Michaelautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Weimann, RobertVorwortautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Winterich, John T.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Workman, Samuel K.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wragg, ArthurIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
My true name is so well known in the records or registers at Newgate, and in the Old Bailey, and there are some things of such consquence still depending there, relating to my particular conduct, that it is not to be expected I should set my name or the account of my family to this work; perhaps after my death it may be better known; at present it would not be proper, no, not though a general pardon should be issued, even without exception of persons or crimes.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
So certainly does interest banish all manner of affection, and so naturally do men give up honour and justice, humanity, and even Christianity, to secure themselves.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

An orphan, born in a prison, works her way from the streets of London to a Virginia plantation.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (3.5)
0.5 2
1 30
1.5 7
2 80
2.5 18
3 299
3.5 67
4 307
4.5 12
5 145

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 158,868,011 livros! | Barra de topo: Sempre visível