Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

The Russia House por John Le Carré
A carregar...

The Russia House (original 1989; edição 1990)

por John Le Carré (Autor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
3,262353,079 (3.61)75
It is the third summer of perestroika. Barley Blair, London publisher, receives a smuggled document from Moscow. It contains technical information of overwhelming importance. But is it genuine? Is the author genuine? A plant? A madman? Blair, jazz-loving, drink-marinated, dishevelled, is hardly to the taste of the spymasters, yet he has to be used - sent to the Soviet Union to make contact. Katya, the Moscow intermediary, is beautiful, thoughtful, equally sceptical of all state ideology. Together, as the safe clichés of hostility disintegrate, they may represent the future - an idea that is anathema to the entrenched espionage professionals on both sides. THE RUSSIA HOUSE: a spy story, a love story, and a fable for our time.… (mais)
Membro:Paul_S
Título:The Russia House
Autores:John Le Carré (Autor)
Informação:Bantam Books (1990), Edition: 1st, 431 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:***
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

The Russia House por John le Carré (1989)

A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 75 menções

Inglês (26)  Espanhol (2)  Alemão (1)  Francês (1)  Holandês (1)  Catalão (1)  Português (Portugal) (1)  Hebraico (1)  Todas as línguas (34)
Em Moscovo, Leninegrado, Londres e Lisboa, numa ilha da costa do Maine que pertence à CIA, e no coração do próprio Barley Blair, Carré desenvolve não apenas uma história de espionagem, mas uma alegoria do amor individual confrontado com atitudes colectivas de beligerância.
  LuisFragaSilva | Nov 8, 2020 |
Why is it that writers who take the bleakest view of the human condition - Pascal, Swift, Graham Greene, John le Carré - make such excellent entertainers? ''The Russia House,'' though bleak in its political implications, is essentially an ''entertainment'' in the Graham Greene sense. That is to say it is an exciting spy story, which is at the same time a lively international comedy of manners. The comedy is black, most of the manners being those of spies. The book is also a well-informed, up-to-the-minute political parable, incisive and instructive.
adicionada por John_Vaughan | editarNY Times, Conor Cruise O'Brien (Jul 20, 1989)
 
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Indeed, I think that people want peace so much that one of these days governments had better get out of the way and let them have it. Dwight D. Eisenhower
One must think like a hero to behave like a merely decent human being.
May Sarto
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em alemão. Edite para a localizar na sua língua.
For Bob Gottlieb, a great editor and a long suffering friend
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
In a broad Moscow street not two hundred yards from the Leningrad station, on the upper floor of an ornate and hideous hotel built by Stalin in the style known to Muscovites as Empire During the Plague, the British Council's first ever audio fair for the teaching of the English language and the spread of British culture was grinding to its excruciating end.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Todd and Larry were Quinn’s people. They were clean-limbed and pretty and, for a man of my age, ludicrously youthful.
(p 244) ... 'My God, don't tell me he's still around! At his age I wouldn't even buy unripe bananas!'
(p 309) Katya is still free.
Why?
They have not stolen her children, ransacked her flat, thrown Matvey in the madhouse or displayed any of the delicacy traditionally reserved for Russian ladies playing courier to Soviet defence physicists who have decided to entrust their nation's secrets to a derelict Western publisher.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em francês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

It is the third summer of perestroika. Barley Blair, London publisher, receives a smuggled document from Moscow. It contains technical information of overwhelming importance. But is it genuine? Is the author genuine? A plant? A madman? Blair, jazz-loving, drink-marinated, dishevelled, is hardly to the taste of the spymasters, yet he has to be used - sent to the Soviet Union to make contact. Katya, the Moscow intermediary, is beautiful, thoughtful, equally sceptical of all state ideology. Together, as the safe clichés of hostility disintegrate, they may represent the future - an idea that is anathema to the entrenched espionage professionals on both sides. THE RUSSIA HOUSE: a spy story, a love story, and a fable for our time.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.61)
0.5
1 8
1.5 2
2 27
2.5 7
3 142
3.5 35
4 167
4.5 16
5 62

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 162,487,033 livros! | Barra de topo: Sempre visível