Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Till We Have Faces: A Myth Retold por C.S.…
A carregar...

Till We Have Faces: A Myth Retold (original 1956; edição 1980)

por C.S. Lewis

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaDiscussões / Menções
7,271139922 (4.24)3 / 240
"A repackaged edition of the revered author's retelling of the myth of Cupid and Psyche -- what he and many others regard as his best novel. C. S. Lewis -- the great British writer, scholar, lay theologian, broadcaster, Christian apologist, and bestselling author of Mere Christianity, The Screwtape Letters, The Great Divorce, The Chronicles of Narnia, and many other beloved classics -- brilliantly reimagines the story of Cupid and Psyche. Told from the viewpoint of Psyche's sister, Orual, Till We Have Faces is a brilliant examination of envy, betrayal, loss, blame, grief, guilt, and conversion. In this, his final -- and most mature and masterful -- novel, Lewis reminds us of our own fallibility and the role of a higher power in our lives"--… (mais)
Membro:bdean41
Título:Till We Have Faces: A Myth Retold
Autores:C.S. Lewis
Informação:Harcourt Brace & Company (1980), Paperback, 324 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

Till We Have Faces: A Myth Retold por C. S. Lewis (1956)

  1. 40
    Phantastes and Lilith, two novels por George MacDonald (charlie68)
  2. 30
    The Penelopiad: The Myth of Penelope and Odysseus por Margaret Atwood (AnnaClaire)
    AnnaClaire: A different author retelling a different myth, but they still seem to fit together nicely.
  3. 20
    Cupid: A Tale of Love and Desire por Julius Lester (raizel)
    raizel: A retelling of the Psyche and Cupid myth; Lester's version is for a younger (teen
  4. 10
    Circe por Madeline Miller (bjappleg8)
  5. 10
    Mythology por Edith Hamilton (sibyllacumaea)
  6. 10
    Lavinia por Ursula K. Le Guin (casvelyn)
    casvelyn: Both are stories of strong, motherless women with dysfunctional families who play a part in a mythical tale
  7. 00
    The Golden Ass por Apuleius (TheLittlePhrase)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

'O Reino de Glome', situado nas montanhas da fronteira com a antiga Grécia, é um reino bárbaro que pratica um culto obscuro à cruel deusa do amor, Ungit, e ao seu filho, o deus da montanha, a que os gregos chamam Afrodite e Cupido. Quando Trom, o rei, casa novamente e dessa relação nasce Psique, a sua irmã mais velha, a princesa Orual, está longe de imaginar que esse nascimento irá modificar a sua vida e o curso da história.
Psique é de uma beleza inigualável, tão bela que o povo se esquece do culto a Ungit. A cruel deusa exige que a princesa seja oferecida em sacrifício ao deus da montanha e os acontecimentos precipitam-se… ( )
  Jonatas.Bakas | Apr 24, 2021 |
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (5 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Lewis, C. S.autor principaltodas as ediçõesconfirmado
BascoveArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
de Luca, AraldoArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dillon, DianeArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dillon, LeoArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eichenberg, FritzArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lindholm, AndersArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
May, NadiaNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"Love is too young to know what conscience is"
--Shakespeare
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
To Joy Davidman
Joy Davidman
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
I am old now and have not much to fear from the anger of gods.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Food for the gods must always be found somehow, even when the land starves.)
Now mark yet again the cruelty of the gods. There is no escape from them into sleep or madness, for they can pursue you into them with dreams. Indeed you are then most at their mercy. The nearest thing we have to a defence against them (but there is no real defence) is to be very wide awake and sober and hard at work, to hear no music, never to look at earth or sky, and (above all) to love no one.
Weakness, and work, are two comforts the gods have not taken from us.
To love, and to lose what we love, are equally things appointed for our nature. If we cannot bear the second well, that evil is ours.
The sight of the huge world put mad ideas into me; as if I could wander away, wander for ever, see strange and beautiful things, one after the other to the world's end.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

"A repackaged edition of the revered author's retelling of the myth of Cupid and Psyche -- what he and many others regard as his best novel. C. S. Lewis -- the great British writer, scholar, lay theologian, broadcaster, Christian apologist, and bestselling author of Mere Christianity, The Screwtape Letters, The Great Divorce, The Chronicles of Narnia, and many other beloved classics -- brilliantly reimagines the story of Cupid and Psyche. Told from the viewpoint of Psyche's sister, Orual, Till We Have Faces is a brilliant examination of envy, betrayal, loss, blame, grief, guilt, and conversion. In this, his final -- and most mature and masterful -- novel, Lewis reminds us of our own fallibility and the role of a higher power in our lives"--

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (4.24)
0.5 1
1 10
1.5 2
2 40
2.5 15
3 164
3.5 39
4 362
4.5 63
5 599

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 159,069,365 livros! | Barra de topo: Sempre visível