Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

The Origins of Virtue: Human Instincts and the Evolution of Cooperation (1996)

por Matt Ridley

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
9671416,590 (3.94)9
"If evolution by natural selection relentlessly favors self-interest, why do human beings live in complex societies and show so much cooperative spirit? In The Origins of Virtue, Matt Ridley, a zoologist and former American editor of the Economist, shows that recent research in a number of fields has suggested a resolution of the apparent contradiction between self-interest and mutual aid. Brilliantly orchestrating the new findings of geneticists, psychologists, and anthropologists, The Origins of Virtue re-examines the everyday assumptions upon which we base our actions towards others, whether we are nurturing parents, siblings, or trade partners." "The Origins of Virtue searches for the roots of that capacity for trust, contrasts it with the social instincts of ants, baboons, and naked mole rats, and draws provocative conclusions for our understanding of politics. Ridley not only traces the evolution of society but shows us how breakthroughs in computer programming, microbiology, and economics have all played their role in providing us with a unique perspective on how and why we relate to each other."--BOOK JACKET.Title Summary field provided by Blackwell North America, Inc. All Rights Reserved… (mais)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 9 menções

Mostrando 1-5 de 14 (seguinte | mostrar todos)
I enjoyed the book but disagree with the author on the conclusions since unlike the author I'm not a anarcho-socialist. It's extremely biased but what is presented is mostly fact and history, even if examples are cherry-picked, but that's what happens when you start of with a clear agenda and don't let mere facts interfere with your plan. ( )
  Paul_S | Dec 23, 2020 |
Bit tempted to put this one in science fiction. ( )
  bringbackbooks | Jun 16, 2020 |
Şayet Bencil Gen başlıklı kitabımın insanlara ayrılmış ikinci bir cildi olsaydı, sanırım aşağı yukarı Erdemin Kökenlerine benzer bir eser ortaya çıkardı. Richard Dawkins. İnsanlar neden topluluklar halinde yaşar? Toplumlar nasıl ortaya çıkmıştır? Peki, insanlar arasındaki işbirliğinin kökeninde ne vardır? Yoksa bizi özveri ve işbirliğine yönelten şey aklımız ya da vicdanımız değil de aslında milyonlarca yıllık genetik programımız mı aslında? Her yıl aynı göç yolunu izleyen kırlangıçlardan bir farkımız yok mu bu açıdan? Matt Ridley bu soruları, antropoloji ve zoolojiden ekonomi ve oyun kuramına kadar uzanan çok geniş bir yelpazede, evrimsel biyolojinin bulgularına dayanarak ele alıyor ve tartışma yaratacak, kışkırtıcı yanıtlara ulaşıyor.
  Cagatay | Jun 10, 2016 |
Argues that the selfish gene can lead to a virtuous & cooperative citizen. Interesting stuff.
Read Samoa Nov 2003 ( )
  mbmackay | Nov 28, 2015 |
The Origins of Virtue: I found this book convincing, detailed, well-sourced, and very easy to read. The author does a great job of presenting theories and opinions in context with their intellectual progenitors. Best of all it was an optimistic and pleasant work of non-fiction, which is a rare enough thing.
( )
  wishanem | Jan 27, 2015 |
Mostrando 1-5 de 14 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (8 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Matt Ridleyautor principaltodas as ediçõescalculated
Correggio, Antonio AllegriArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rembert, DanielDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Saarinen, Osmo(KÄÄnt.)autor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tolford, NancyIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vargas, BeriloTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Yücesoy, ErhunTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Belongs to Publisher Series

Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Prologue
In which a Russian anarchist
escapes from prison

The prisoner was in a dilemma. As he paced slowly along his accustomed path, he suddenly heard a violin, in the open window of a house overlooking the prison yard.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (2)

"If evolution by natural selection relentlessly favors self-interest, why do human beings live in complex societies and show so much cooperative spirit? In The Origins of Virtue, Matt Ridley, a zoologist and former American editor of the Economist, shows that recent research in a number of fields has suggested a resolution of the apparent contradiction between self-interest and mutual aid. Brilliantly orchestrating the new findings of geneticists, psychologists, and anthropologists, The Origins of Virtue re-examines the everyday assumptions upon which we base our actions towards others, whether we are nurturing parents, siblings, or trade partners." "The Origins of Virtue searches for the roots of that capacity for trust, contrasts it with the social instincts of ants, baboons, and naked mole rats, and draws provocative conclusions for our understanding of politics. Ridley not only traces the evolution of society but shows us how breakthroughs in computer programming, microbiology, and economics have all played their role in providing us with a unique perspective on how and why we relate to each other."--BOOK JACKET.Title Summary field provided by Blackwell North America, Inc. All Rights Reserved

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.94)
0.5
1 3
1.5
2 5
2.5 1
3 30
3.5 7
4 55
4.5 5
5 43

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 163,186,297 livros! | Barra de topo: Sempre visível