Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Labyrinths (1962)

por Jorge Luis Borges

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
6,825831,365 (4.43)232
Forty short stories and essays have been selected as representative of the Argentine writer's metaphysical narratives.
  1. 71
    Collected Fictions por Jorge Luis Borges (BGP)
  2. 50
    The Trial por Franz Kafka (johnxlibris)
  3. 20
    Las armas secretas por Julio Cortázar (S_Meyerson)
  4. 00
    The Collected Poems of Octavio Paz, 1957–1987 por Octavio Paz (S_Meyerson)
  5. 00
    North Station por Suah Bae (emydid)
  6. 02
    Shadow & Claw: The First Half of The Book of the New Sun por Gene Wolfe (LamontCranston)
    LamontCranston: "The composition of a novel in the first person, whose narrator would omit or disfigure the facts and indulge in various contradictions which would permit a few readers - very few readers - to perceive an atrocious or banal reality."
  7. 02
    Sword & Citadel: The Second Half of The Book of the New Sun por Gene Wolfe (LamontCranston)
    LamontCranston: "The composition of a novel in the first person, whose narrator would omit or disfigure the facts and indulge in various contradictions which would permit a few readers - very few readers - to perceive an atrocious or banal reality."
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 232 menções

Mostrando 1-5 de 83 (seguinte | mostrar todos)
Reading Borges always reminds me of scenes in fantasy novels in which the characters are researching through piles of old books in search of clues about how magic works, or looking for hints of real history that has been hidden for political reasons or by catastrophic disasters. Most of his stories are not exactly stories, more like fragments that may or may not make much sense, but that sound interesting. He creates bits of characters, scenes or ideas, and many of these don't develop into anything, but might prove insidiously memorable over time as the reader comes across other stories or situations that remind one of Borges's creations. ( )
  JBarringer | Dec 15, 2023 |
When book lovers from Harold Bloom to Michael Dirda praise a writer as highly as they do Jorge Luis Borges, I approach the author with trepidation. So it was with Labyrinths. I’m sorry I waited this long.
The stories, essays, and parables collected here deal with a few central ideas: God, shared consciousness, Xeno’s paradox, the identity of a person and his nemesis, and something I’ll helplessly describe as the idea that each single act is eternal and universal: Whatever one man does, it is as if all men did it; any man is all men.
Yet Borges works out the implications of this small inventory of ideas in rich variations that seem limitless. Two recurrent images are “mirror” and “labyrinth”. These are fitting, given his underlying philosophy. They are apt metaphors for consciousness—especially the mind trying to examine itself.
I should also mention one more feature, something you don’t expect from a book on one of those intimidating “you must read this” lists: namely, how often I laughed out loud. I savored the narrative voice, the voice of a pedant, writing with ironical distance. This voice—both in its pedantry and its irony—seems apt because I felt Borges has indeed made his way through the infinite library—not the frightening library of Babel he invents, but the existing one that stands in part on my shelves as well. I recognized myself in his story, “The Theologians”: “Like all those possessing a library, Aurelian was aware that he was guilty of not knowing his in its entirety; this controversy (Aurelian’s current project) enabled him to fulfill his obligations to many books which seemed to reproach him for his neglect.”
I suspect this is one of those books I will not neglect, but reread. ( )
  HenrySt123 | Nov 28, 2023 |
"You are everything, and everything is you" -The Stylistics
-also, Jorge Luis Borges

infinite recursive labyrinths and god. ( )
  stravinsky | Jul 21, 2023 |
Borges' bite-sized fiction is perfect for short reading breaks like a ride on the train--that is, if you're ready to have your head done in on the way. ( )
  grahzny | Jul 17, 2023 |
Mostrando 1-5 de 83 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (10 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Borges, Jorge Luisautor principaltodas as ediçõesconfirmado
de Onis, HarrietTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fein, John M.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fitts, DudleyTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Irby, James E.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kerrigan, AnthonyTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kuhlman, GildaDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Maurois, AndréPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Murillo, L. A.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Palley, JulianTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Yates, Donald A.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
I owe the discovery of Uqbar to the conjunction of a mirror and an encyclopedia.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
A book is more than a verbal structure or series of verbal structures; it is the dialogue it establishes with its reader and the intonation it imposes upon his voice and the changing and durable images it leaves in his memory.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (5)

Forty short stories and essays have been selected as representative of the Argentine writer's metaphysical narratives.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (4.43)
0.5
1 4
1.5 3
2 25
2.5 5
3 98
3.5 31
4 318
4.5 61
5 682

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 204,267,331 livros! | Barra de topo: Sempre visível