Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Sputnik Sweetheart por Haruki Murakami
A carregar...

Sputnik Sweetheart (original 1999; edição 2001)

por Haruki Murakami (Autor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
5,9851231,243 (3.74)212
The scenario is as simple as it is uncomfortable: a college student falls in love (once and for all, despite everything that transpires afterward) with a classmate whose devotion to Kerouac and an untidy writerly life precludes any personal commitments -- until she meets a considerably older and far more sophisticated businesswoman. It is through this wormhole that she enters Murakami's surreal yet humane universe, to which she serves as guide both for us and for her frustrated suitor, now a teacher. In the course of her travels from parochial Japan through Europe and ultimately to an island off the coast of Greece, she disappears without a trace, leaving only lineaments of her fate: computer accounts of bizarre events and stories within stories. The teacher, summoned to assist in the search for her, experiences his own ominous, haunting visions, which lead him nowhere but home to Japan -- and there, under the expanse of deep space and the still-orbiting Sputnik, he finally achieves a true understanding of his beloved.… (mais)
Membro:fancora
Título:Sputnik Sweetheart
Autores:Haruki Murakami (Autor)
Informação:Alfred A. Knopf (2001), 224 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

Sputnik Sweetheart por Haruki Murakami (1999)

Adicionado recentemente porerikarip, biblioteca privada, llibreprovenza, Rawluk, ejmw, chrisvia, czardumonde, lixolux, mauromdc, ICS_LIbrary
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 212 menções

Inglês (104)  Espanhol (5)  Francês (5)  Holandês (4)  Sueco (3)  Catalão (1)  Italiano (1)  Norueguês (1)  Todas as línguas (124)
Mostrando 1-5 de 124 (seguinte | mostrar todos)
  chrisvia | Apr 30, 2021 |
this Murakami novel seems a bit less focused than usual, and the characters are not as indelible either. though it's also a bit more emotional than his style generally allows, which is interesting, it doesn't quite nail that territory. it seems to want to move away from his trademark magic realism too, into some dialogue about the power of words to build worlds, speaking of signs vs symbols, but that doesn't quite take either. maybe it needed another pass before it went to the printer. ( )
  macha | Mar 20, 2021 |
So that's how we live our lives. No matter how deep and fatal the loss, no matter how important the thing that's stolen from us - that's snatched right out of our hands - even if we are left completely changed, with only the outer layer of skin from before, we continue to play out our lives this way, in silence. We draw ever nearer to the end of our allotted span of time, bidding it farewell as it trails off behind. Repeating, often adroitly, the endless deeds of the everyday. Leaving behind a feeling of immeasurable emptiness. ( )
  SolangePark | Mar 11, 2021 |
Non trovare le parole per descrivere un libro è la sconfitta di ogni lettore, ma in questo caso non so davvero cosa dire. Forse è vero che alcuni libri ci trovano nei momenti in cui più ne abbiamo bisogno; forse leggere questo libro proprio adesso è stato un segno del destino. Non mi era mai successo di leggere i miei pensieri, rubati dagli angoli più reconditi del mio cervello, messi su carta con una tale intimità; non avevo mai letto nessuno usare parole tanto vivide per descrivere la solitudine che da sempre mi, ci, accompagna da farmela sentire sulla pelle, nel cuore. Alcuni aspetti mi sono poco chiari, ma forse l'obiettivo di Murakami era proprio questo, e anche se ormai l'ho finito da ore so che ogni parola mi è entrata sottopelle, come un tatuaggio. Indimenticabile. ( )
  folkiara | Feb 2, 2021 |
This is the first book I read that was written by Murakami. My first reaction upon finishing the book was a very inarticulate and unoriginal "wow." What happened at the end? Opinions differ. But what an unusual and interesting ride! The sort of ride that occurs in a rowboat, floating down a canal, looking at the beauty of the scenery, and you suddenly realize the entire day has floated by.

"Sputnik Sweetheart" is the story of a male teacher in Tokyo referred to as "K" , who falls in love with a female named Sumire. Sumire and K were classmates in college, and Sumire maintains that she only wants a friendship with K. Indeed, Sumire does not pursue any romantic relationships until she meets an older woman, Miu. Sumire falls in love with Miu, and we follow their relationship through the eyes of all three characters. Ultimately, K receives a telephone call from Miu informing him that Sumire has disappeared from a Greek Island where they were vacationing. K travels to Greece to try to find Sumire. (None of this information is spoiler material, it is including in the blurb on the back of the book.) What happens from there, I cannot reveal. . . .

My summary does not do justice to Murakami's work, which was originally written in Japanese and translated into English. This book is filled with beautiful writing, which evokes many different emotions. There are some surprising developments in the plot that simply cannot be judged, or evaluated, out of the context of Murakami's prose.

Some of my favorite quotes - "Remove everything pointless from an imperfect life, and it'd lose even its imperfection."

"The door opens; the door shuts. The light goes out. This is the last day for the person I am right now. The very last twilight. When dawn comes, the person I am won't be here anymore. Someone else will occupy this body."
( )
  JCanausa | Feb 1, 2021 |
Mostrando 1-5 de 124 (seguinte | mostrar todos)
adicionada por Edward | editarThe Austin Chronicle, Lindsey Simon (Aug 3, 2001)
 

» Adicionar outros autores (11 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Murakami, Harukiautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Gabriel, PhilipTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gräfe, UrsulaÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Malinen, IlkkaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Matsuura, JunichiTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Porta, LourdesTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
On October 4, 1957, the Soviet Union launched the world's first man-made satellite, Sputnik I, from the Baikanor Space Center in the Republic of Kazahkstan. Sputnik was 58 centimeters in diameter, weighed 83.6 kilograms, and orbitted the earth in 96 minutes and 12 seconds.
  On November 3 of the same year , Sputnik II was successfully launched, with the dog Laika aboard. Laika became the first living being to leave the earth's atmosphere, but the satellite was never recovered, and Laika ended up sacrificed for the sake of biological research in space.

-From The Complete Chronicle of World History
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
In the spring of her twenty-second year, Sumire fell in love for the first time in her life.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em italiano. Edite para a localizar na sua língua.
Però, se mi è concessa un'osservazione banale, in questa vita imperfetta abbiamo bisogno anche di una certa quantità di cose inutili. Se tutte le cose inutili sparissero, sarebbe la fine anche di questa nostra imperfetta esistenza.
… quando la luna se ne sta sconsolata nel suo angolino a oriente come un vecchio rene sciupato.
Era una di quelle piogge quiete ma incessanti che in primavera oscurano e impregnano di umidità la terra, risvegliando dolcemente gli istinti delle infinite creature senza nome che la popolano.
«Ogni ragionamento o teoria che spiega tutto in modo troppo esauriente, nasconde una trappola. … se c'è qualcosa che può essere spiegato con un solo libro, forse non merita spiegazione. Insomma, quello che voglio dire è che è meglio non affrettarsi a tirare troppo presto conclusioni».
Cominciai a non abboccare più a tutte le cose che mi dicevano. L'unico spazio nel quale esprimevo un entusiasmo incondizionato era quello dei libri e della musica. E così, come forse era inevitabile, ho finito col diventare una persona piuttosto solitaria.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

The scenario is as simple as it is uncomfortable: a college student falls in love (once and for all, despite everything that transpires afterward) with a classmate whose devotion to Kerouac and an untidy writerly life precludes any personal commitments -- until she meets a considerably older and far more sophisticated businesswoman. It is through this wormhole that she enters Murakami's surreal yet humane universe, to which she serves as guide both for us and for her frustrated suitor, now a teacher. In the course of her travels from parochial Japan through Europe and ultimately to an island off the coast of Greece, she disappears without a trace, leaving only lineaments of her fate: computer accounts of bizarre events and stories within stories. The teacher, summoned to assist in the search for her, experiences his own ominous, haunting visions, which lead him nowhere but home to Japan -- and there, under the expanse of deep space and the still-orbiting Sputnik, he finally achieves a true understanding of his beloved.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (3.74)
0.5
1 17
1.5 4
2 93
2.5 23
3 459
3.5 134
4 693
4.5 74
5 302

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 157,749,412 livros! | Barra de topo: Sempre visível