Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

Die tote Stadt [sound recording] (1920)

por Erich Wolfgang Korngold (Compositor), Paul Schott (Librettist)

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
26Nenhum(a)878,613 (4.75)1
(Study Score). This masterpiece, composed by Erich Wolfgang Korngold when he was only 23, was one of the great stage successes of the 1920s and 30s before being removed from theatre schedules by the National Socialists. Rediscovered in the 1970s, it has enjoyed continuing popularity ever since. The libretto was compiled by the composer's father, the music critic Julius Korngold, writing under the pseudonym 'Paul Schott', a combination of the name of the protagonist and the publishing house. A vivacious theatre group comes to liven up the gloomy city of Bruges (here, a symbol of death) and the widower Paul is forced to decide between the past and the present. Korngold was fascinated by this symbolic plot and created an iridescent orchestral score washed in vivid colours. A variety of operatic devices are intermingled as if viewed through a kaleidoscope: opulent melodic arias, advanced harmonies, psychoanalytic profundity and cinematic transitions oscillating between reality and dream worlds guarantee the continuing modernity of this work up to the present day.… (mais)
Nenhum(a)
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 1 menção

Sem comentários
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (50 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Korngold, Erich WolfgangCompositorautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Schott, PaulLibrettistautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Bergström, AndersPerformerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dalayman, KatarinaPerformerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Royal Swedish Opera Chorus and OrchestraPerformerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Royal Swedish Opera OrchestraOrchestreautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tomtberga School Children's ChoirPerformerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wahlgren, Per ArnePerformerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

(Study Score). This masterpiece, composed by Erich Wolfgang Korngold when he was only 23, was one of the great stage successes of the 1920s and 30s before being removed from theatre schedules by the National Socialists. Rediscovered in the 1970s, it has enjoyed continuing popularity ever since. The libretto was compiled by the composer's father, the music critic Julius Korngold, writing under the pseudonym 'Paul Schott', a combination of the name of the protagonist and the publishing house. A vivacious theatre group comes to liven up the gloomy city of Bruges (here, a symbol of death) and the widower Paul is forced to decide between the past and the present. Korngold was fascinated by this symbolic plot and created an iridescent orchestral score washed in vivid colours. A variety of operatic devices are intermingled as if viewed through a kaleidoscope: opulent melodic arias, advanced harmonies, psychoanalytic profundity and cinematic transitions oscillating between reality and dream worlds guarantee the continuing modernity of this work up to the present day.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Géneros

Sem géneros

Sistema Decimal de Melvil (DDC)

782The arts Music Vocal music

Classificação da Biblioteca do Congresso dos EUA (LCC)

Avaliação

Média: (4.75)
0.5
1
1.5
2
2.5
3
3.5
4
4.5 1
5 1

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 201,592,447 livros! | Barra de topo: Sempre visível