Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Bloodroot (Vintage Contemporaries) por Amy…
A carregar...

Bloodroot (Vintage Contemporaries) (original 2010; edição 2011)

por Amy Greene (Autor)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
7415523,080 (3.8)61
Myra Lamb of Bloodroot Mountain has troubling "haint" blue eyes and a grandma whose touch charms people and animals alike. When their neighbor John Odom tries to tame Myra, he meets a with shocking, violent disaster.
Membro:MaryReader57
Título:Bloodroot (Vintage Contemporaries)
Autores:Amy Greene (Autor)
Informação:Vintage (2011), Edition: Reprint, 384 pages
Colecções:A sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Pormenores da obra

Bloodroot por Amy Greene (2010)

  1. 00
    Evidence of Things Unseen por Marianne Wiggins (tangledthread)
    tangledthread: Part of the setting for Evidence is also Tennessee. Characterizations and writing style are similar.
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 61 menções

Mostrando 1-5 de 55 (seguinte | mostrar todos)
Well done those readers who persisted with this. Not me unfortunately so I've missed out on what riches it offers. I wouldn't normally put a rating on a book that I've read so little of - the narration and content were so disappointing. ( )
  Okies | Nov 1, 2020 |
The first few pages are a bit confusing, then this turns into a great gothic novel that I could not put down. A pleasant surprise! ( )
  Rdra1962 | Aug 1, 2018 |
I started out not liking this book at all--I couldn't stand the dialect in the early pages--but it really grew on me. I thought it was very moving and that the characters were well-drawn. I've read that some people felt there was not enough payoff, but I thought the ending was very poignant. So thumbs up, even if four stars does feel a tiny bit generous. ( )
  GaylaBassham | May 27, 2018 |
I started out not liking this book at all--I couldn't stand the dialect in the early pages--but it really grew on me. I thought it was very moving and that the characters were well-drawn. I've read that some people felt there was not enough payoff, but I thought the ending was very poignant. So thumbs up, even if four stars does feel a tiny bit generous. ( )
  gayla.bassham | Nov 7, 2016 |
Can someone explain how twins that grew up together for 10 or so years - obviously learning the speak together - somehow managed to talk so drastically different? The one who went to school says things like "knowed" and "I seen," but the one with very little education seems to talk completely normal, save the occasional "reckon." OMG.

Update: Even though I was irritated with a large chunk of the book, in retrospect, it wasn't that bad. I liked the story and the characters, just not the way they spoke.

Once I finished, the story didn't stay with me. I was able to pick up another book within 10 minutes of completing Bloodroot. To me, that pretty much says it all. ( )
  imahorcrux | Jun 22, 2016 |
Mostrando 1-5 de 55 (seguinte | mostrar todos)
In unadorned but assured prose, Greene then takes her readers to the hard­scrabble world of foster homes and juvenile detention centers, of life in a blue-collar Appalachian town.
 
Greene’s novel is undeniably appealing, in the way its weird swirl of Southern Gothic and bleak domestic drama keeps the pages turning. But the overall impression the novel leaves is lacking. Greene is apparently unable to truly confront some of the novel’s darker moments, and is more interested in Appalachia as a sort of mystical Shangri-la.
adicionada por Shortride | editarA. V. Club, Todd VanDerWerff (Jan 21, 2010)
 

» Adicionar outros autores (2 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Amy Greeneautor principaltodas as ediçõescalculated
Bernstein, JessieNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Card, Emily JaniceNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Heyborne, KirbyNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lowman, RebeccaNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
McGonagle, RichardNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Raver, LornaNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For Adam, Emma, and Taylor
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Myra looks like her mama, but prettier because of her daddy mixed in.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Myra stared after her for a long time. Like Daddy, she was smittten. But I knew she loved Wild Rose for a different reason than Daddy did. Daddy loved her because she was something different than he was. Myra loved Wild Rose because they were the same. I guess it doesn’t matter why, but both of them loved her better than they loved me.
If I mark time, it's by their birthdays. Not the exact date, because I forget sometimes. But I can tell by the weather, how it smells outside and what's growing out of the ground. One day I'll wake up and there's a charge in the air and I'll know it's the anniversary of their birth.
“Nature never did betray the heart that loved her.” {Wordsworth, Tintern Abbey}
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
DDC/MDS canónico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Myra Lamb of Bloodroot Mountain has troubling "haint" blue eyes and a grandma whose touch charms people and animals alike. When their neighbor John Odom tries to tame Myra, he meets a with shocking, violent disaster.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Capas populares

Ligações Rápidas

Genres

Melvil Decimal System (DDC)

813.6 — Literature American and Canadian American fiction 21st Century

Classificação da Biblioteca do Congresso dos EUA (LCC)

Avaliação

Média: (3.8)
0.5 1
1 1
1.5 2
2 19
2.5 1
3 35
3.5 22
4 82
4.5 16
5 44

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 162,251,011 livros! | Barra de topo: Sempre visível