Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

Man's Search for Meaning (OLD EDITION/OUT OF…
A carregar...

Man's Search for Meaning (OLD EDITION/OUT OF PRINT) (original 1946; edição 2006)

por Viktor E. Frankl (Autor), William J. Winslade (Posfácio), Harold S. Kushner (Prefácio)

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
11,767236399 (4.25)195
In this work, a Viennese psychiatrist tells his grim experiences in a German concentration camp which led him to logotherapy, an existential method of psychiatry. This work has riveted generations of readers with its descriptions of life in Nazi death camps and its lessons for spiritual survival. Between 1942 and 1945 the author, a psychiatrist labored in four different camps, including Auschwitz, while his parents, brother, and pregnant wife perished. Based on his own experience and the stories of his many patients, he argues that we cannot avoid suffering but we can choose how to cope with it, find meaning in it, and move forward with renewed purpose. His theory, known as logotherapy, from the Greek word logos (meaning), holds that our primary drive in life is not pleasure, as Freud maintained, but the discovery and pursuit of what we personally find meaningful.… (mais)
Membro:allkindsofbooks
Título:Man's Search for Meaning (OLD EDITION/OUT OF PRINT)
Autores:Viktor E. Frankl (Autor)
Outros autores:William J. Winslade (Posfácio), Harold S. Kushner (Prefácio)
Informação:Beacon Press (2006), Edition: 1, 184 pages
Colecções:Recommended
Avaliação:
Etiquetas:to-read

Pormenores da obra

Man's Search for Meaning por Viktor E. Frankl (1946)

Adicionado recentemente porbiblioteca privada, david3254, eclipse75048, AanchalB, DaleCarney, stantonarchives, KriRand70, mirai9, johnhed
Bibliotecas LegadasAnne Sexton, JeffBuckley, Danilo Kiš
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 195 menções

Inglês (216)  Espanhol (9)  Holandês (2)  Francês (2)  Alemão (1)  Catalão (1)  Italiano (1)  Todas as línguas (232)
Mostrando 1-5 de 232 (seguinte | mostrar todos)
A required text for all humans. I started the book on a plane in Charlotte, NC and read it straight through, with only the breaks necessary to refresh my eyes, finishing it an hour outside Munich. My edition has three parts: the autobiographical account of Frankl's WWII concentration camp experience; an explication of his theory of logotherapy; and an essay on tragic optimism. In sum, Frankl's story and observations support his position that "... everything can be taken from a man but one thing: the last of the human freedoms – to choose one's attitude in any given set of circumstances, to choose one's own way" (53). I especially like that his theory denies neither the past nor the future, in favor of some forceful clinging to the present. As he says of the future, "...any attempt to restore a man's inner strength in the camp had first to succeed in showing him some future goal" (62). And of the past: "Having been is also a kind of being, and perhaps the surest kind" (67). ( )
  chrisvia | Apr 29, 2021 |
Man’s Search for Meaning is a memoir written by Viktor Frankl who was a psychiatrist that survived several concentration camps during the Holocaust. Before being arrested and sent off, he was working on a new type of psychological thinking which he called “Logotherapy”. The word “logo”, which in Greek stands for “meaning”, is the basis of his work. Asking not what the meaning of life is, but rather what is life asking of you is the thesis of his work.

The book is broken into two chapters. In the first half of the book Frankl goes into detail about his horrible experiences in 4 different camps that he was shuffled around in. He elucidates the cramped and terrible conditions inside the trains, the horrendous events that unfolded inside the gates of Auschwitz and finally life after being freed from the clutches of unspeakable evil.

The second chapter gets a bit clinical. Here Frankl explains what Logotherapy is and gives examples of how he has treated and helped different patients with this type of teaching. I found that a lot of the information went over my head however if you’re a student of psychology or philosophy then you will have a better understanding of the terminology and examples he gives within these pages.

Overall I enjoyed the book. The vocabulary is intermediate in the first chapter but the second chapter introduces clinical jargon which can make it a challenge to read. His story is meant to evoke thought and to help inspire those who feel like they are lost and don’t have a meaning in life. I found it to be an inspirational story and it did shift my outlook on life. The people in my life and the hobbies I adore are my meaning for life. The meaning of life differs for everyone. It can be the love of someone or something. It can be the goal to finish reading 100 books. It can be to attain a Master’s Degree. According to Frankl even in suffering and wretched conditions a person can survive if they have a will to live and keep a goal to strive for. I give this piece of literature 3 out of 4 stars! ( )
  ProfessorEX | Apr 15, 2021 |
Ultimately, man should not ask what the meaning of his life is, but rather must recognize that it is he who is asked. In a word, each man is questioned by life; and he can only answer to life by answering for his own life; to life he can only respond by being responsible. ( )
  drbrand | Mar 31, 2021 |
The first part was very compelling but I did lose interest in the section describing his type of therapy ( )
  Amzzz | Mar 19, 2021 |
Mostrando 1-5 de 232 (seguinte | mostrar todos)

» Adicionar outros autores (80 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Viktor E. Franklautor principaltodas as ediçõescalculated
Allport, Gordon WPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Aveline, Carlos C.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Šuvajevs, IgorsTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Åkerberg, Hans, professorPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bacon, Clifford J.Traductionautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Benigno Freire, JoséEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Drolet, LouiseTraductionautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Edgardh, MargaretaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eitinger, LeoPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Herrera, GabrielTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Herrero-Velarde, Gabriel InsaustiTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hygen, Johan B.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Insausti Herrero-Velarde, GabrielTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kalmar, JanosFotógrafoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kopplhuber, ChristineTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kushner, Harold S.Prefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lasch, IlseTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Marcel, GabrielPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Martínez, FrancescaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
McDonald, Alonzo L.Prefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Metspalu, PiretTÕlkija.autor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pearson, BrigidDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pisano, HelenTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Stegmaier, Anna-MariaPostfaceautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vance, SimonNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Winslade, William J.Posfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Locais importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Prémios e menções honrosas
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
To the memory of my mother
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
This book does not claim to be an account of facts and events but of personal experiences, experiences which millions of prisoners have suffered time and again.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
He who has a Why to live for can bear almost any How
Life is not primarily a quest for pleasure, as Freud believed, or a quest for power, as Alfred Adler taught, but a quest for meaning.
Man's inner strangth may raise him about his outward fate
Forces beyond your control can take away everything you possess except one thing, your freedom to choose how you will respond to the situation. You cannot control what happens to you in life, but you can always control what you feel and do about what happens to you.
Life is meaningful and that we must learn to see life as meaningful despite our circumstances.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (2)

In this work, a Viennese psychiatrist tells his grim experiences in a German concentration camp which led him to logotherapy, an existential method of psychiatry. This work has riveted generations of readers with its descriptions of life in Nazi death camps and its lessons for spiritual survival. Between 1942 and 1945 the author, a psychiatrist labored in four different camps, including Auschwitz, while his parents, brother, and pregnant wife perished. Based on his own experience and the stories of his many patients, he argues that we cannot avoid suffering but we can choose how to cope with it, find meaning in it, and move forward with renewed purpose. His theory, known as logotherapy, from the Greek word logos (meaning), holds that our primary drive in life is not pleasure, as Freud maintained, but the discovery and pursuit of what we personally find meaningful.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Ligações Rápidas

Capas populares

Avaliação

Média: (4.25)
0.5
1 10
1.5 6
2 48
2.5 19
3 266
3.5 57
4 739
4.5 100
5 981

Beacon Press

3 edições deste livro foram publicadas por Beacon Press.

Edições: 080701429X, 0807014265, 0807014273

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 157,745,494 livros! | Barra de topo: Sempre visível