Página InicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquisar O Sítio Web
Este sítio web usa «cookies» para fornecer os seus serviços, para melhorar o desempenho, para analítica e (se não estiver autenticado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing está a reconhecer que leu e compreende os nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade. A sua utilização deste sítio e serviços está sujeita a essas políticas e termos.

Resultados dos Livros Google

Carregue numa fotografia para ir para os Livros Google.

A carregar...

The Book of the City of Ladies (1405)

por Christine de Pizan

Outros autores: Ver a secção outros autores.

MembrosCríticasPopularidadeAvaliação médiaMenções
1,4781112,667 (3.81)49
Christine de Pizan's Livre de la Cite des Dames (1405) is justly renowned for its full-scale assault on the misogynist stereotypes that dominated the culture of the Middle Ages. Rosalind Brown-Grant locates the Cite in the context of Christine's defense of women as it developed over a number of years and through a range of different texts. This study shows that Christine's case for women nonetheless had an underlying unity in its insistence on the moral, if not the social, equality of the sexes.… (mais)
Adicionado recentemente porbiblioteca privada, firewalkwithryan, oracleofbath, Rachele_Raffaele, Milvus_milvus, wilbur60, kwagnerroberts, mimbza, eprado100
Bibliotecas LegadasJean, Duc de Berry
A carregar...

Adira ao LibraryThing para descobrir se irá gostar deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 49 menções

Inglês (9)  Italiano (1)  Sueco (1)  Todas as línguas (11)
Mostrando 1-5 de 11 (seguinte | mostrar todos)
Una lectura bastante agradable y con un estilo bastante fácil de soportar.
A pesar de su crisol religioso, inevitable en un texto de estas características, contiene una lectura bastante moderna (y feminista antes de lo que podríamos llamar feminista), ilumina a la posible lectora con historia de grandes mujeres, paganas o no, y las interpreta.

Me ha aclarado más de un aspecto, y he aprendido un poco, así que no estado mal. ( )
  essuniz | Jan 2, 2021 |
simply awful. if you want to read a revision of mythology which in reality just lists women and how they weren't useless, then go for. a brief skimming may be of interested, since it is reputed as one of the first feminist pieces of western literature, but there's not much reward. ( )
  jmilloy | Nov 8, 2017 |
Una lectura bastante agradable y con un estilo bastante fácil de soportar.
A pesar de su crisol religioso, inevitable en un texto de estas características, contiene una lectura bastante moderna (y feminista antes de lo que podríamos llamar feminista), ilumina a la posible lectora con historia de grandes mujeres, paganas o no, y las interpreta.

Me ha aclarado más de un aspecto, y he aprendido un poco, así que no estado mal. ( )
  Owdormer | Feb 26, 2017 |
I read this in the 9th grade (and I know what a walkman is, so you can judge for yourself how long ago that was), so I'm pretty sure that (a) I didn't precisely get the maximum value out of the text, and (b) my memories do not do the book justice. I did a project on the role of women in medieval and renaissance times, and had a very hard time convincing my teacher that primary sources from the female perspective basically didn't exist. This is one of the very, very few examples. In the book, de Pizan discusses contemporary stereotypes of her gender and argues against certain negative portrayals. At a time in which women were considered to be ruled by passion, while men were ruled by reason, de Pizan argues strongly that women should also be ruled by reason. She does, however, maintain a dichotomy between the sexes, attributing gentleness, compassion, etc, to women and (if I remember correctly) decisiveness and action to men. She argues that the differences in nature between the genders itself implies an inherent difference in the roles that the gender is designed to take. To me, her argument here is interesting in itself, as she does not appear to address how she herself is in a position typically held by men. She also has a long section in which she expounds upon the female's role as wife and her duty towards her husband. An interesting but not precisely entertaining read. ( )
1 vote page.fault | Sep 21, 2013 |
Mostrando 1-5 de 11 (seguinte | mostrar todos)
sem críticas | adicionar uma crítica

» Adicionar outros autores (46 possíveis)

Nome do autorPapelTipo de autorObra?Estado
Christine de Pizanautor principaltodas as ediçõescalculado
Brown-Grant, RosalindTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gray, LindaArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Nordenhök, JensTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Richards, Earl JeffreyTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Warner, MarinaPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Zimmermann, MargareteTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tem de autenticar-se para poder editar dados do Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Comum.
Título canónico
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Locais importantes
Acontecimentos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Following the practice that has become the habit of my life, namely the devoted study of literature, one day as I was sitting in my study, surrounded by books on many different subjects, my  mind grew weary from dwelling at length on the weighty opinions of authors whom I had studied for so long.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Carregue para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Nota de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
The Great Ideas edition/s of this book are edited versions and should be treated as a different work. If your version is not the complete version please seperate it from this work, thanks!
Editores da Editora
Autores de citações elogiosas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Língua original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
DDC/MDS canónico
LCC Canónico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Christine de Pizan's Livre de la Cite des Dames (1405) is justly renowned for its full-scale assault on the misogynist stereotypes that dominated the culture of the Middle Ages. Rosalind Brown-Grant locates the Cite in the context of Christine's defense of women as it developed over a number of years and through a range of different texts. This study shows that Christine's case for women nonetheless had an underlying unity in its insistence on the moral, if not the social, equality of the sexes.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo Haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Ligações Rápidas

Avaliação

Média: (3.81)
0.5
1 1
1.5 2
2 6
2.5
3 30
3.5 8
4 36
4.5 3
5 30

É você?

Torne-se num Autor LibraryThing.

 

Acerca | Contacto | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blogue | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Legadas | Primeiros Críticos | Conhecimento Comum | 208,898,935 livros! | Barra de topo: Sempre visível